Oposição leva Leco ao Comitê de Ética e cobra indenização de quase R$ 5 mi

O grupo de oposição de Newton do Chapéu, candidato a presidente na última eleição do São Paulo, enviou um requerimento ao Conselho para que o atual presidente Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, seja investigado.

Os conselheiros que assinaram o documento pedem que a Comissão de Ética do time tricolor apure o caso conhecido como “Jorginho Paulista”, em que a empresa Prazan cobrou na Justiça um valor de R$ 4,6 milhões por comissão na transação do jogador, vencendo todas as instâncias do judiciário.

O contrato que deu margem para o processo foi assinado por Leco e por isso querem que a investigação aconteça, com a acusação de que ele tenha causado prejuízo ao clube por abuso de mandato.

“Diante da gravidade do ora exposto, os conselheiros abaixo assinados requerem seu imediato encaminhamento à Comissão de Ética, para a devida apuração, de modo que o conselheiro Carlos Augusto de Barros e Silva responda pelo prejuízo de quase R$ 5 milhões que causou ao São Paulo”, diz trecho do requerimento da oposição.

O CASO

A dívida foi adquirida na gestão do ex-presidente Marcelo Portugal Gouveia.

A Prazan foi responsável, em 2002, por uma comissão de R$ 732 mil ao empresário de Jorginho Paulista —com os reajustes ao longo do processo, além de multas, o valor passou a ser milionário.

De acordo com informações do processo, o mandatário da época vetou qualquer pagamento, mas Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, então diretor de futebol, foi quem autorizou o intermediário.

 

Aidar também é citado

O grupo oposicionista também pediu para Carlos Miguel Aidar ser chamado a dar explicações sobre a contratação de um escritório de advocacia, ao custo de R$ 8 milhões, enquanto o conselheiro vitalício Yves Gandra Martins, emérico constitucionalista e tributarista, estava defendendo o clube gratuitamente.

O que se espera é que o Conselho Deliberativo dê guarida aos dois pedidos.

5 comentários em “Oposição leva Leco ao Comitê de Ética e cobra indenização de quase R$ 5 mi

  1. Infelizmente, as últimas gestões administrativas lesaram os cofres do clube… Os prejuízos decorrentes dessas ações, se somados, poderiam ser utilizados na aquisição de bons jogadores. É triste nos depararmos com tanta incapacidade gerencial. O nosso Diretor financeiro era figura incapaz, mantido no cargo pela sua aquiescência com malfeitos. O Diretor de Marketing era sócio de um tal de Jack, que tinha um crédito de 20 milhões em razão de ter agenciado o contrato da Under Armour (sic). O ex-Presidente, indicado pelo pórprio JJ, aplicou-lhe uma rasteira em razão da divisão do bolo. E para finalizar, assumiu um Presidente que durante muito tempo foi um Diretor de Futebol decorativo, pois quem mandava mesmo no futebol era o JJ… pobre Tricolor ! Seus antigos guias, gente idônea e idealista, devem estar se remexendo em seus túmulos.

  2. é muito triste tudo e tudo isso já vem de muito tempo ,por isso eu me pergunto sera que no soberano nao tem ninguém que ame de verdade esse time?

    sera que na direção do soberano todos só pensem em dinheiro ?

    cade os homem de bem do conselho do soberano ?

    estarei aqui no site comentando o jogo ao vivo quarta feira no pre jogo espero vocês aqui

    pra sempre soberano

  3. Abutres, o SPFC está dominado por abutres, principalmente esses que lamberam as bolas do velho cachaceiro safado a troco de vantagens financeiras e pessoais.

    Velhos malditos que arruinaram o clube que nós, os verdadeiros Saopaulinos amamos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*