ONG recorre e reabre discussão de doação de terreno do Morumbi a São Paulo

A ONG Sociedade dos Amigos da Vila Inah e Jardim Leonor (Saviah) conseguiu, na última semana, reverter uma decisão da Justiça que impedia sua ação visando anular a doação do terreno do estádio do Morumbi ao São Paulo. A nova decisão do Tribunal de Justiça reabre o processo para julgamento.

A Saviah alega que a área era uma praça pública, e que a doação ao clube ocorreu de forma irregular, pedindo a devolução imediata sem qualquer indenização. Além disso, também afirma que o São Paulo havia se comprometido a construir no local um parque infantil, e não o fez.

Em primeira instância, o juiz do caso indeferiu o processo. O argumento foi de que existia uma ação popular, movida em 2010 e já julgada, que tratava do mesmo assunto e fazia o mesmo pedido. O processo anterior, entretanto, foi extinto por questões técnicas, de prazo, e sequer chegou a discutir o mérito da questão.

No recurso, o Tribunal de Justiça decidiu por reabrir e dar seguimento à ação da ONG. Embora o assunto nunca tenha assustado o São Paulo, podem surgir complicações: em 2010, tanto a Prefeitura de São Paulo quanto o Ministério Público manifestaram-se afirmando que a doação de fato contém irregularidades, e que o terreno, legalmente, ainda pertence à prefeitura.

O processo deve tramitar por anos até uma decisão final. Enquanto isso, o estádio já causa discórdia entre a situação e a oposição do clube, que terá eleições presidenciais em abril de 2014.

A atual diretoria pretendia aprovar o projeto de reforma e cobertura do Morumbi em uma reunião do Conselho Deliberativo no último dia 17, mas os oposicionistas faltaram ao encontro e melaram a votação. Em resposta, o presidente Juvenal Juvêncio prometeu mudar o estatuto para reduzir o quórum e convocar nova reunião.

 

Fonte: Uol

6 comentários em “ONG recorre e reabre discussão de doação de terreno do Morumbi a São Paulo

  1. se for pro stjd dos kariokas,
    tamo PHODIDOS.
    80 X 0
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    VOU TORCER PRO
    tapetaço fc
    e mais komodo
    certeza absoluta de vitoria.
    É a falencia tambem do futebol.

  2. Paulo Pontes, desculpa:
    ONG é um monte de parasitas querendo ganhar o que não lhe pertence, existe um monte delas usufruindo do dinheiro publico, essa deve ser mais uma.

  3. E o estadio das gayvotas ninguem fala nada o imprensa FDP ( desculpe Paulo, perdão pelo palvrão, mas tem hora que eu acho a imprensa esportiva de São Paulo um nojo e tendenciosa a esse time sem cor sem estadio e sem História)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*