Ney Franco “inveja” arrancada gremista e assume incompetência após tropeços

A inveja é um dos sete pecados capitais, mas o técnico Ney Franco não fez questão nenhuma de esconder que gostaria de ver seu time no lugar do Grêmio na tabela de classificação. A terceira colocação do time gaúcho é fruto de uma arrancada nas últimas cinco rodadas, algo que Ney esperava que o São Paulo, quinto colocado, fizesse.

A distância entre os dois tricolores é de nove pontos de vantagem para o gaúcho, que está em terceiro, com 44 pontos, entrou de vez na briga pelo título, enquanto o paulista, quinto colocado com 35 pontos, sofre para entrar no G-4.

“Essa arrancada do Grêmio, que estava perto de nós, era o que planejávamos, mas não tivemos a competência. Tiveram pela qualidade, não alternaram na competição e tiveram uma sequência somando pontos. Nós tivemos só uma de três vitórias, mas que foi quebrada e deu uma retardada nesta evolução. Aliada ao próprio jogo contra o Grêmio, que tomamos a virada”, analisou Ney Franco.

Depois de encaminhar uma sequência de três vitórias (sobre Ponte Preta, Corinthians e Botafogo), o São Paulo perdeu para o Bahia e só empatou com o Internacional, em casa. Neste período, o Grêmio somou 13 pontos e se colocou de vez na briga pelo título.

Apesar da distância de 12 pontos para o hoje líder Fluminense, o treinador são-paulino não descarta ver seu time na briga pela taça do Brasileirão.

“Enquanto a gente olhar a tabela e ver a possibilidade de trabalhar na frente, este será o discurso. Fluminense ganhou e abriu 12 pontos, as rodadas estão diminuindo e não conseguimos dar a arrancada. Do Inter (sexto colocado, com 35 pontos) para cima ainda dá para trabalhar em título”, disse Ney.

O próximo desafio do São Paulo é o clássico com o Santos, na Vila Belmiro, neste domingo. O treinador não poderá contar com Lucas, na seleção brasileira, e Maicon, suspenso.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*