Muricy não pede reforços após lesão de R. Caio e vai confiar em reservas

O São Paulo perdeu o zagueiro Rodrigo Caio por lesão no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo e só terá o zagueiro titular de volta ao time em 2015, daqui a pelo menos seis meses. Entusiasta do jovem de 20 anos, o técnico Muricy Ramalho lamentou o problema, mas preferiu não falar na necessidade de reforços.

“Claro que é uma perda importante pro time, mas o que mais preocupa é pra carreira dele. É um menino e estava em boa fase, inclusive presente em todas as Seleções de base. Eu tive essa contusão também, é ruim, mas ele já teve uma experiência de lesão no joelho e acho que isso vai ajudá-lo a ter paciência para se recuperar. Temos que destacar também que ele está em um clube que dará toda a assistência necessária para ele se recuperar da melhor forma possível”, disse, ao site do clube.

A diretoria são-paulina acreditava que Rodrigo Caio estaria na próxima convocação do técnico Dunga para a seleção brasileira, no próximo dia 19, para os amistosos contra Colômbia e Equador. O vice-presidente Ataíde Gil Guerreiro afirma que não há qualquer possibilidade do clube contratar reforços para a zaga, mesmo após a lesão.

Agora, Rafael Toloi e Antonio Carlos são os titulares, e Lucão, Paulo Miranda e Edson Silva se tornam as opções imediatas. E eles já são citados como opções por Muricy.

“Em relação ao time, temos boas opções. O Antonio Carlos retorna, podemos contar com o Edson Silva, e com o Lucão também quando ele voltar da Seleção. Em relação ao meio-campo a mesma coisa, temos jogadores para recompor o setor. Então, não faltarão opções e não teremos problemas”, disse o técnico.

Rodrigo Caio irá realizar cirurgia na manhã de quinta-feira. O jogar não sente tanta dor no local e tem conseguido caminhar. Nesta terça-feira, esteve no CT da Barra Funda durante a manhã.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*