Minuto a minuto do jogo em que a América foi conquistada

São Paulo (SP). 17 de fevereiro de 1992. 21h00.
Estádio Cícero Pompeu de Toledo.

São Paulo escalado com: Zetti; Cafu, Antônio Carlos, Ronaldão e Ivan; Adílson, Pintado e Raí; Palhinha, Müller e Elivélton. Telê Santana é o técnico.

O Newell’s Old Boys, que vencera a primeira partida, em Rosario (Argentina), por 1 a 0, gol de pênalti, entra a campo com: Scoponi; Saldaña, Gamboa, Pochettino e Berizzo; Llop, Martino, Berti e Lunari; Zamora e Mendoza. No comando da equipe: Marcelo Bielsa.

O árbitro da partida é o colombiano José Joaquín Torres Cadenas que, com um pouco de atraso devido a pessoas estranhas na beira do gramado, apita o início do jogo.

1º TEMPO

  • 1min. Cafu avança pela direita se livrando do marcador e cruza. Pocchetino salva na pequena área cabeceando para escanteio.
  • 5min. Cafu é lançado na linha de fundo, dribla dois adversários e sofre falta. O lateral a cobra muito alto e a defesa afasta.
  • 6min. Cartão amarelo para o jogador Berti por nova pancada em Cafu, no bico da grande área.
  • 7min. Cafu cobra a falta direto pro gol e quase engana o goleiro Scopone, que defende com um tapa para escanteio.
  • 11min. Tabelinha do São Paulo. O defensor chega antes mas a bola rebate em Cafu e sobra pra Palhinha que chutou para o gol. A bola subiu e passou raspando a trave do goleiro.
  • 14min. Antônio Carlos rouba a bola no meio campo, avança e lança a Müller, que domina, recua passos e toca para Raí que de primeira levanta, dentro da área, para o mesmo Antônio Carlos que começou a jogada, cara a cara com o goleiro. O juiz paralisou o lance por achar que o zagueiro são-paulino dominou a bola com a mão.
  • 15min. Rai inicia a jogada no meio campo, toca para Cafu na direita, que avança e corta, um de cada vez, dois defensores e retorna a bola para o meio, na altura da grande área, para Palhinha, que sofre falta de Gamboa.
  • 16min. Na cobrança, Pintado rola a bola para Ivan, que chuta forte e rasteiro. A bola desvia e sai em escanteio.
  • 17min. Após rebatidas do escanteio, a bola sobra para Cafu, fora da área, arrematar direto pro gol. A bola vai para fora faceira e rasteira junto a trave esquerda do goleiro.
  • 22min. Bola mal reposicionada por Zetti é interceptada e sobra para o atacante Zamora se livrar de Ivan e acertar a trave esquerda do goleiro são-paulino.
  • 22min. Logo depois é a vez da zaga do Newell’s falhar em recuo e a bola sobrar para Müller dentro da área, o atacante são-paulino fura duas vezes e reclama pênalti.
  • 24min. Pintado lança Cafu em profundidade, no centro da área. O lateral não alcança e Scopone defende.
  • 25min. Pintado rouba a bola no meio, toca para Müller, que tromba. A bola sobra para Palhinha que, de calcanhar, devolve para Müller. Este rapidamente toca para Raí na marca do pênalti, sozinho, chutar para fora em grande chance desperdiçada.
  • 29min. Adilson avança pelo meio, tabela com Palhinha, que chuta da meia lua e acerta o travessão! No rebote, Raí chuta por cima.
  • 34min. Lunari lança Mendonza que, de carrinho, rouba a bola de Ronaldão. Ele cruza para área onde Zetti divide com Zamora. A bola sobra para Ivan, tranquilamente.
  • 37min. Ivan, da lateral esquerda e na altura da intermediária, cruza para a área, Raí de cabeça toca para Müller que recebe a bola após falha da zaga. Müller chuta para o gol dentro da pequena área e Gamboa salva em cima da linha.
  • 37min. No escanteio cobrado por Palhinha e desviado por Raí na primeira trave, Ronaldão de puxeta chuta para fora, perto da trave direita do goleiro.
  • 40min. A transmissão (Rede OM Gazeta) chega a 28 pontos de audiência, o primeiro lugar no ibope.
  • 41min. Cartão amarelo para Antônio Carlos.
  • 46min. Gamboa recuou para Scopone fora da área, Palhinha dividiu com o goleiro mas a bola saiu para a lateral.
  • 47min. Fim do primeiro tempo.

Renda e público divulgados: CR$ 1.072.490.000,00 de arrecadação bruta para um público pagante de 105.185 pessoas. Fontes não oficiais garantem que mais de 15 mil pessoas pularam catracas e também presenciaram a partida, além de uma multidão do lado de fora do estádio, nos arredores.

2º TEMPO

  • 3min. Cartão amarelo para Elivélton, no campo de ataque do São Paulo.
  • 4min. Chute de Lunari de fora da área. Zetti defende facilmente ao centro do gol.
  • 10min. Adilson perde a bola no meio, sozinho. Zamora recebe a bola, avança e chuta rasteira no canto esquerdo de Zetti, que defende. O juiz dá tiro de meta erroneamente.
  • 11min. Domizzi, que entrada no segundo tempo, avança pelo meio, toca para Mendoza que faz o corta luz sem se mexer e Domizzi recebe dele mesmo, sozinho, na entrada da área. Zetti corre para interceptá-lo mas é driblado pelo atacante que chuta fraco pro gol. Adilson salva a poucos centimetros da linha.
  • 12min. Torcida grita “raça”. Aos 17 min a torcida grita “Macedo”.
  • 19min. A Rede OM chega a 42 pontos no Ibope.
  • 19min. Sai Müller, entra Macedo.
  • 20min. Cafu cruza, Palhinha ajeita, Macedo recebe e é derrubado na área! Pênalti!
  • 21min. Gol de Raí na cobrança do pênalti! Ele bateu rasteiro no canto direito do goleiro, que caiu à esquerda.
  • 23min. Cartão amarelo para o Pintado e para Zamora.
  • 26min. Raí recebe na entrada da área, domina, ajeita e chuta. A bola sai rasante a direita do goleiro. O juiz já invalidava a jogada.
  • 28min. 50 pontos no Ibope! Ou seja, metade dos televisores no Brasil estavam ligados na pequena e recém criada Rede OM a assitir o Tricolor!
  • 33min. Cartão amarelo para Gamboa por falta em Macedo. Marcelo “El Loco” Bielsa, técnico do Newell’s, é expulso por reclamar da advertência.
  • 37min. Elivelton, em dois lances pela esquerda, ameaça o gol do Newell’s. Na primeira é bloqueado pela zaga, na segunda a bola bate nas redes pelo lado de fora.
  • 39min. Palhinha toca para Cafu na entrada da área, este domina de frente para o gol, mas se atrapalha com a zaga: a bola bate em sua mão e o juiz apita a falta.
  • 41min. 53 pontos de audiência!
  • 42min. Os jogadores do banco de reservas se levantam e começam a pedir que a torcida grite e faça pressão. Depois vão todos para o aquecimento.
  • 45min. Fim de jogo.

PÊNALTIS

O árbitro decide que as cobranças serão executadas na trave que se situa próxima a entrada principal do Morumbi. A primeira cobrança é do Newell’s Old Boys.

  • NEWELL’S – Berizzo. Corre pra bola e com de perna esquerda chuta. Zetti cai para a direita e a bola toma o sentido contrário, mas acerta a trave!
  • SÃO PAULO -Raí. Com categoria, chuta com a perna direita a meia altura. O goleiro Scoponi cai para o canto certo, o direito, mas não alcança a bola. Gol do São Paulo, 1 a 0.
  • NEWELL’S – Zamora. De direita e a meia altura, Zamora desloca Zetti que cai à esquerda. Gol do Newell’s, 1 a 1.
  • SÃO PAULO – Ivan. O lateral chuta com a esquerda e com classe, no centro do gol e rasteiro, Scoponi caira para a esquerda. Gol do São Paulo, 2 a 1.
  • NEWELL’S – Llop. O argentino bate com a perna direita alto e forte, sem chance de defesas para Zetti, que desaba. Gol do Newell’s, 2 a 2.
  • SÃO PAULO – Ronaldão. O zagueiro são-paulino bate de canhota ao centro do gol. Scoponi pouco precisou de mexer para defender. Segue empatado, 2 a 2.
  • NEWELL’S – Mendoza. O canhoto bate alto e forte, muito forte, a bola passa muito alto, pra fora. O Newell’s perde outro pênalti, 2 a 2.
  • SÃO PAULO – Cafu. O são-paulino bate de direita a esquerda do goleiro, que cai para o canto certo. A bola bate na trave e entra! Gol do São Paulo, 3 a 2. Caso o Newell’s desperdice a próxima cobrança, Pintado nem precisará bater a última cobrança do Tricolor, pois o título ja estará decidido e a taça ficará no Morumbi!
  • NEWELL’S – Gamboa. O capitão do time argentino baté com o pé direito a baixa altura no canto esquerdo de Zetti, que espalma a bola para fora. Zetti defende! E o São Paulo é campeão da Copa Libertadores da América de 1992!

 

Milhares de são-paulinos invadem o campo na festa jamais vista e nunca mais repetida na história do clube, da competição e do futebol mundial.

Fonte: Site Oficial

 

Nota do PP: link da narração de José Silvério, na Jovem Pan, da decisão por pênaltis (  http://jovempan.uol.com.br/esportes/futebolnacional/2012/06/ha-20-anos-reviva-emocoes-do-1-titulo-do-sao-paulo-na-libertadores.html ).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*