Liberado, Ceni pode voltar a jogar pelo São Paulo antes do tempo

Ney Franco comandou seu primeiro treino e Rafael Toloi foi apresentado. Mas quem deu a maior alegria aos são-paulinos na última terça-feira foi Rogério Ceni. O goleiro, em fase final de recuperação após cirurgia no ombro direito (dia 27 de janeiro), já está liberado para fazer todos os trabalhos com os companheiros. Agora, só falta readquirir ritmo de jogo para ser escalado pelo novo treinador.

A comissão técnica ainda trabalha com o prazo de seis meses de tratamento para que o capitão retorne. Apesar da precaução, as seguidas evoluções antes do previsto geram otimismo para uma volta antecipada. Já existe a certeza de que o camisa 01 estará em campo até no máximo dia 29 deste mês, diante do Flamengo. Mesmo assim, apesar de vetado para domingo (Palmeiras) e quarta-feira (Vasco), não está descartada a possibilidade de enfrentar Figueirense (22) ou Atlético-GO (25). Depende de como vai reagir nos próximos dias, pois estaria dentro do prazo mínimo.

 

– Conversei com o Ney Franco no sentido de o Rogério treinar com o grupo, mas quando vai ser liberado ainda projetamos dentro dos seis meses – explicou o preparador de goleiros Haroldo Lamounier.

– Foi um trabalho bem mais intenso do que na semana passada. Fez mais velocidade, teve dinâmica, explosão, força nas quedas, levantou e caiu rapidamente e já com apoio dos braços. Algo muito proveitoso, depois participou do treino com o auxiliar do Ney Franco. Ele ficou muito animado – completou.

O camisa 01 já havia jogado rachão com os companheiros, mas na linha. Desde o início do mês passado, faz exercícios específicos com os outros goleiros, mas anteriormente com certas restrições, principalmente em relação aos movimentos com o ombro direito.

Reintegrado ao grupo, Ceni pode quebrar novo recorde e voltar antes. Agora, só depende dele.
Recuperação

Próximas etapas
Rogério vai trabalhar no Reffis, mas a presença no campo será mais constante. Vai depender da evolução para voltar a jogar. No próximo dia 27 completa seis meses da cirurgia e dois dias depois tem jogo contra o Flamengo. É a data limite para o retorno, que pode acontecer antes.

Esta semana
Capitão foi liberado para trabalhar com o grupo e sem limitações nas quedas ou lançamentos com o ombro operado. Agora, só precisa readquirir o ritmo de jogo para ficar à disposição.

Copa do Brasil
No fim de maio, intensifica treino e empolga os médicos. É cogitada a possibilidade de atuar em uma eventual decisão da Copa do BR, mas logo é descartada pelo curto tempo.

Cirurgia
Ceni operou o ombro direito dias 27 de janeiro. Nas três primeiras semanas, trabalho leve. O goleiro aproveitou para conhecer clubes na Espanha.


Haroldo Lamounier (preparador de goleiros, ao LANCENET!)

Depois do trabalho de ontem, Rogério reclamou de dores?
Não tem dor e ele está tranquilo. Fez as coisas dentro do limite, sem exigir muito, porque precisamos ter cuidado. Gradativamente ele vai ganhando melhores condições. Estava dentro do previsto e pudemos até fazer com mais intensidade do que era previsto.

De agora em diante, sempre vai repetir este trabalho?
Vamos dar uma olhada e ver como se sentiu de um dia para o outro, porque precisamos acompanhar. Nesta quarta-feira ele deve realizar o mesmo trabalho com os goleiros.

Existe alguma limitação?
Não. Ele já faz todos os trabalhos, mas precisa ter cuidado no dia a dia. Agora, vai se condicionar dentro do trabalho de Ney Franco, ver a parte tática, participar de coletivo e trabalhos técnicos. Vai ter de readquirir ritmo e estará pronto. Quem dá o feedback é o atleta e aumentamos a exigência de acordo com Rogério.
Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*