Lacuna na zaga dá a Douglas nova chance de agradar Ceni

Douglas pode ter uma chance de ouro contra o Atlético-PR. Diante dos desfalques no setor defensivo do São Paulo, o zagueiro deve ser titular na Arena da Baixada, e terá a última chance de mostrar trabalho ao técnico Rogério Ceni antes da chegada de reforços ao time do Morumbi.

Ceni terá muitas baixas em Curitiba. A começar por Lucão, que desagradou a diretoria pela declaração após o jogo contra o Atlético-MG, foi barrado da viagem e que sequer deve voltar a vestir a camisa do clube. Rodrigo Caio voltou da Seleção Brasileira com edema na coxa esquerda e é outro atleta cobiçado por clubes europeus. Já Lugano – às vésperas do fim do contrato e ainda sem definição de futuro – dificilmente começará jogando no gramado sintético do estádio paranaense.

Maicon, acertado com o Galatasaray da Turquia, e Éder Militão, volante de origem improvisado na zaga, são as opções de Ceni. Caso o treinador opte por manter o esquema com três zagueiros – utilizado em cinco dos sete jogos já disputados na Série A -, Douglas deve ter sua segunda chance na competição. A primeira foi contra o Corinthians, no qual o defensor não foi bem e fez o pênalti que culminou na derrota tricolor – e ampliou o jejum em Itaquera.

O São Paulo está atrás de reforços para o setor. O equatoriano Robert Arboleda, por exemplo, é esperado no clube ainda nesta semana. O atleta do Universidad Católica de Quito acertou os últimos detalhes com o Tricolor e é esperado na quarta para realizar exames médicos e assinar contrato até dezembro de 2020.

Douglas está abaixo de Militão na ordem de preferência do treinador. Ele ganhou chances no Campeonato Paulista, mas não agradou e foi preterido pelo volante improvisado. Antes do Majestoso, sua última partida havia sido contra o São Bernardo, pela última rodada da fase de grupos do Estadual.

Diante da lacuna deixada na defesa e da perspectiva da chegada de reforços, o duelo contra o Atlético-PR será a derradeira chance para Douglas convencer o técnico que pode dar conta do recado, antes que a concorrência no São Paulo fique ainda mais acirrada.

 

Fonte: Lance

4 comentários em “Lacuna na zaga dá a Douglas nova chance de agradar Ceni

  1. Essa questão de escalar Lugano ou não é uma visão do nosso técnico, que nunca dirigiu nem categoria dente-de-leite, portanto não dá para dar muito crédito a Ceni, que por sinal vive escalando quem não tem nem condições de jogar.

  2. Concordo plenamente, temos um presidente que não se posiciona por não entender o que está acontecendo ou por fator político, então aguarda lideranças se posicionarem para depois se definir (fica em cima do muro), com isso ter desculpas para erros e se perpetuar no poder. Com um presidente desse não temos a mínima chance de voltar a ser campeões, acho eu.

  3. Concordo, Valdelino: o que é bom a gente exalta e o que é ruim a gente critica.
    Por exemplo: contra time que tem jogadores rápidos no ataque,isto é: todos, o Lugano não pode ser escalado; num gramado sintético o Lugano não pode ser escalado. No sistema com quatro na primeira linha o Lugano não pode ser escalado; então, eu pergunto, quando o Lugano pode ser escalado? Coisas do Rogério Ceni que, demagogicamente, se diz favorável à renovação de seu contrato.
    E ainda a diretoria faz proposta de renovação, por falta de coragem de peitar os torcedores entendidos que vivem gritando no estádio e defendendo a renovação nas redes sociais. Isto é o que virou meu São Paulo Futebol Clube: um bando em campo e um bando acuado na administração!!!

  4. A chance pode ter, mas agradar é improvavél, é daquelas contratações que vem de graça, fica um ano se tratando no departamento médico recebendo gordo salário e na hora do vamos ver nada. Roger Carvalho que o diga.
    Quando fizerem uma coisa produtiva e que beneficia a entidade vamos elogiar, caso contrário é cornetagem mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*