Klinsmann se despede, elogia São Paulo e vê Brasil como favorito

A seleção dos Estados Unidos deu adeus à Copa do Mundo na noite da última terça-feira, na Arena Fonte Nova, em Salvador, após a derrota na prorrogação por 2 a 1 para a Bélgica. Já nesta quarta-feira, no CT do São Paulo, na capital paulista, o técnico alemão Jürgen Klinsmann concedeu a última coletiva em solo brasileiro.

– Quero agradecer o São Paulo, que tem uma ótima estrutura, por ter nos acolhido nas últimas semanas. Foi uma experiência sensacional, todos aqui nos trataram muito bem. Foi um período muito especial – declarou o treinador, logo na abertura da entrevista.

Com a eliminação dos Estados Unidos nas oitavas de final, Klinsmann voltou a exaltar que o Brasil segue como maior favorito ao título do Mundial.

– O Brasil é o principal favorito por ter talento, jogar em casa e estar rodeado de uma energia muito grande. Mas o caminho não vai ser fácil, o Brasil pode ter pela frente a Alemanha, a Holanda ou a Argentina. E eu também não descartaria a Bélgica, que jogou muito bem contra o nosso time – afirmou.

Antes de chegar ao Brasil para o início da Copa, o treinador declarou, mesmo que a seleção dos Estados Unidos fosse eliminada, que ficaria no país até o dia 13 de julho, data da final do Mundial, no Maracanã, no Rio de Janeiro. Mas ele mudou de ideia.

– Não (ficar no Brasil), eu mudei meu vôo na noite passada. Eu quero ir para casa (risos) – finalizou.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*