Jucilei e Bruno Peres seguem com futuro indefinido

Após pouco mais de dois meses afastados, Bruno Peres e Jucilei continuam com futuro indefinido no São Paulo. Com o fechamento das principais janelas de transferência da Europa na última segunda-feira, a situação de ambos ficou ainda mais complicada.

O lateral-direito Bruno Peres está emprestado pela Roma até o final do ano ao Tricolor, e como a janela italiana já fechou ele não consegue mais retornar à Itália para atuar.

Isso porque o seu ITC (International Transfer Certification – Certificado de Transferência Internacional) está vinculado ao Brasil, o que o impede de voltar ao país europeu. O período de inscrição fecha junto com a janela.

No final de junho, o site turco “TRT Spor” noticiou que o Besiktas, da Turquia, estava interessado na contratação do jogador. O mercado turco, no entanto, é um dos que fechou na última segunda-feira e também já não é possível uma negociação para o país.

O Genoa, da Itália, também foi um dos interessados, mas as conversas não evoluíram. O futebol italiano era uma das principais esperanças do jogador e de pessoas que cuidam de sua carreira.

O caminho mais fácil para Bruno Peres nesse momento seria uma transferência no mercado nacional. Não haveria impedimentos para ele atuar em outro clube.

Enquanto nenhuma proposta que agrade ao São Paulo aparece, o lateral continua treinando separado do elenco em horários diferentes no CT da Barra Funda.

Com as contratações de Daniel Alves e Juanfran, e o bom momento de Igor Vinicius, uma reviravolta na sua situação dentro do São Paulo é vista como improvável.

Jucilei

O volante, por sua vez, tem contrato com o São Paulo até dezembro de 2021. Nesse caso, o jogador só depende de interessados para que ele possa deixar o Tricolor.

O problema agora, porém, são os mercados que ainda restam durante a janela de transferências.

Além do Brasil, o jogador tem possibilidades como México (até 05/09), Portugal (até 22/09), Argentina (até 24/09), Emirados Árabes (até 30/09), dentre outros países.
Jucilei segue com futuro indefinido no São Paulo — Foto: Renato Pizzutto/BP Filmes

Jucilei segue com futuro indefinido no São Paulo — Foto: Renato Pizzutto/BP Filmes

Desde o início de julho, Jucilei não treina mais no CT da Barra Funda. O volante recolheu seus pertences e faz trabalhos particulares para manter a forma enquanto não aparece nenhum interessado em contar com seu futebol.

Assim como Bruno Peres, Jucilei também teve sondagens da Turquia. O clube interessado, porém, não foi revelado.

Fonte: Globo Esporte

12 comentários em “Jucilei e Bruno Peres seguem com futuro indefinido

  1. Jucilei poderia ser oferecido pro Flamengo que perdeu o Cuellar…
    Ou para o Cruzeiro pois o Rogério gosta do futebol dele.

    A diretoria precisa olhar com mais cuidado as contratações de veteranos. O Nene quando viu que ficaria sem jogar no SP, reincidiu pra ganhar menos porque quer jogar.
    Jucilei e Bruno Peres são jogadores acomodados, não da pra aceitar jogador com esse perfil no SP.

    E alguns torcedores criticavam o Nene pq ele queria estar em campo… pelo jeito preferem os acomodados.

    • São situações distintas. Não dá para comparar os dois casos.
      Jucilei tem só 31 anos. Ele não é veterano. Perdeu a posição porque estava com baixo rendimento. Todo mundo percebia que estava fora de forma, por isso se irritava com as perguntas/questionamentos sobre o seu peso. Parece não ter mais se preocupado em recuperar a titularidade.
      Já Nenê é um jogador que se cuida. Sempre em forma, por isso quer jogar. Mas por mais que ainda treine, já tem 38 anos. É o corpo que não corresponde mais às expectativas. Isso ficou visível no 2º semestre do ano passado, depois que fez um 1º semestre intenso. Ele sim pode ser considerado um veterano. Para ele atuar como titular de uma equipe, todo o esquema tático precisa ser planejando levando em conta que ele não tem mais condições físicas de correr os 90 minutos.

      • É possível comparar o perfil deles sim.

        O Nene é competitivo e com 31 anos jamais aceitaria ficar treinando separado, com certeza já teria reincidido o contrato e estaria jogando em outro clube.

        Jucilei é preguiçoso e acomodado. Está acima do peso e feliz em receber o salário sem jogar. Imagina com 38 anos?

        Antes de contratar jogador tem que avaliar se o jogador é competitivo ou não. Daniel e Juanfran por exemplo são competitivos. Duvido que aceitariam ficar treinando em separado…

  2. O futuro deles está garantido pelos salários do SP, indefinido mesmo é o futuro do SP, endividado e pagando para jogadores não jogarem. Queria um emprego assim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.