Jogo da imitação: Muricy espelha plano de Tite com esquema da moda

Poucas coisas andam tão na moda quanto os filmes que concorreram ao Oscar e o esquema tático 4-1-4-1. Pois bem, Muricy Ramalho parece ter se inspirado na onda do momento e, como em um “Jogo da Imitação”, pode espelhar o badalado esquema imposto por Tite no Corinthians para o São Paulo encarar o rival no clássico de domingo, às 16h, no Morumbi.

O “Enigma” – máquina criada pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial – de Tite está na maneira como os alvinegros alternam do 4-2-3-1 para o 4-1-4-1. A movimentação de Elias, o empenho de Emerson Sheik ou Mendoza na marcação pela esquerda e a referência de Guerrero ou Danilo no ataque.

Sem Alexandre Pato, impedido de enfrentar o ex-clube por questões contratuais mais uma vez, Muricy encontrou como solução sua “Ultra”, invenção dos ingleses para tentar quebrar os segredos da máquina alemã. No Tricolor, a referência é Luis Fabiano, a movimentação é de Souza e a intensidade pelo lado esquerdo é do argentino Ricardo Centurión, justamente o substituto de Pato.

– (Os gritos de Muricy em treino tático) Eram porque quando a bola sai pela direita, eu deveria estar marcando, porque o Corinthians joga assim e o ele pediu para que eu bloqueie esses jogadores que sobem muito. Da metade do campo para frente a orientação é para fazer jogadas rápidas – explicou o camisa 20 do Tricolor.

Difícil saber se a novidade tática suprirá a ausência de Pato no São Paulo ou se apagará as críticas contra Muricy pela falta de variações na equipe, mas é fato que todos no clube parecem ter entendido que era preciso clarear as ideias. O técnico já não esconde os trabalhos táticos e, segundo Centurión, os jogadores já sabem o que precisa ser feito de diferente para que a derrota para o Corinthians na Libertadores seja esquecida de vez.

– Quando São Paulo perde, fazemos autocrítica, corrigimos os erros e treinamos para alcançar coisas grandes – projetou.

O título desta matéria é inspirado no filme de mesmo nome, uma cinebriografia de Alan Turing, cientista britânico que teve papel fundamental nos episódios da 2 Guerra Mundial. Turing, interpretado por Benedict Cumberbatch, liderou a equipe que conseguiu decifrar os códigos de guerra da Alemanha nazista de Hitler. Mais tarde, ele foi condenado por ser homossexual, e teve de aceitar um tratamento com hormônios masculinos. O filme foi lançado em 2014 e recebeu oito indicações ao Oscar, incluindo melhor filme. Levou o prêmio na categoria melhor roteiro adaptado.

Fonte: Lance!net

14 comentários em “Jogo da imitação: Muricy espelha plano de Tite com esquema da moda

  1. E ainda tem gente que acha que esse gagá eh “melhor técnico do país”. O cara só faz lambanças, mas td o que faz os.torcedores de técnico elogiam.
    O cara está completamente perdido, mudou o time várias vezes, não sabe o que fazer para escalar os queridinhos dele, pra isso inventa moda, mas parece que somos escravos desse Treineiro, porque ninguém enxerga nada e ainda defendem todas as trapalhadas desse enganador, o cara só bate no.peito na frente das.suas fãs e pronto,.isso eh o suficiente. Marketeiro esperto, nem precisa.ter.competência, basta fazer o seu marketing pessoal e enganar os trouxas que o adoram.
    Enquanto isso os rivais vão ganhando tudo, mas para as Muricetes isso eh de menos, o importante é ver o ídolo.

  2. Há imitações e imitações. Pode ser feito um espelho? Com certeza, desde o momento que se tenha em mãos elementos semelhantes, caso contrário a distorção será enorme e fadada ao fracasso. Assim, na minha opinião, um esquema que se imponha seria muito mais produtivo.
    Um dos aspectos preponderantes para o bom desempenho é ritmo e não vejo isto no nosso time, há jogadores que por característica ou ausência de qualidade, deixam de se apresentar para a dinâmica da jogada ou perdem o lance por falta de recursos. De qualquer forma, vamos aguardar e ver como o time se sai nesta confusão de números a serem descifrados.

  3. O Elias esta fazendo o que sempre fez, não é esquema do técnico.
    Esse 4 1 4 1 é o 4 5 1 dos times pequenos com outro nome para despistar retranca.
    Ontem prestei atenção no esquema tático do Corinthians e o que vi foi raça e principalmente muita sorte.
    O que eles tem mais que o Tricolor é vontade de vencer e mais nada nada mesmo.

  4. Não é errado “espelhar” o sistema tático do adversário num jogo; apenas acho que, neste caso, o Kardec, e não o LF, deveria ser o titular. Explico: o Guerreiro – e mesmo o Danilo – são muito mais técnicos do que o LF, isto pode fazer toda a diferença. O último 1 deve funcionar mais como abridor de espaços do que propriamente finalizador e, para isto, é preciso tratar a bola com carinho, coisa que o LF não faz e o Kardec sim….

  5. Seu plano ta’tico deve ser treinado a partir das caracteristicas de seus jogadores.
    O time que venceu o LORENZO, e’ treinado por um kara competente e estudioso,
    alem disso tem o Elias que mesmo sendo voltante e’ matador e’ vertical e tem
    velocidade, e na frente, tem sim um matador e um agitador que sabe tirar proveito.
    Treinar inovaco’es de ontem pra hoje e’ isso ai,
    quanta falaca’o pra enganar os desavisados.

    • Concordo Lorenzo, os gambas dao certo pq os caras se matam em campo, diferente dos.nossos que as vezes acham que so tecnica resolve. E o Souza nao tem a velocidade e a largura do Elias pra fazer gols.

      • Também acho que o Souza não tem a velocidade e nem a técnica do elias. Como de costume o Muricy quer colocar os que ele confia em campo e pra isso pede uma coisa que eles não tem como característica fazer….O thiago mendes poderia fazer essa função, ele é mais rápido….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*