Histórico mostra que São Paulo se deu bem em pegar o River Plate

Quem diria que a estreia de Rogério Ceni no comando do São Paulo seria logo contra o River Plate, um dos principais times da América do Sul e famoso rival do Tricolor Paulista em torneios continentais. Mas, o retrospecto for levado em conta, foi bom para os são-paulinos que os argentinos tenham passado pelo Milllonarios na fase anterior da Copa Flórida. Isso porque, historicamente, o São Paulo costuma ter mais trabalho justamente contra os colombianos.

Já foram disputados 13 clássicos entre São Paulo e River Plate. E os brasileiros conseguiram sair de campo vitoriosos em cinco oportunidades. Além disso, arrumaram quatro empates, mesmo número de derrotas. Foram 21 gols marcados contra 19 sofridos, o que dá um saldo positivo de dois gols. Rogério Ceni, estreante da noite, ainda marcou um gol, de pênalti, sobre a equipe de Buenos Aires.

A última temporada marcou os dois últimos compromissos dessa história, ambos pela primeira fase da Copa Libertadores da América. O São Paulo venceu o primeiro jogo, no Morumbi, por 2 a 1, e arrancou um empate no Monumental por 1 a 1.

Rogério Ceni já até marcou gol em cima do River Plate, da Argentina (Foto: Acervo/Gazeta Press)
Rogério Ceni marcou um gol em cima do River Plate na Libertadores de 2005 (Foto: Acervo/Gazeta Press)

Por outro lado, nas oito vezes que encontrou o Millonarios, a equipe do Morumbi só conseguiu os três pontos em uma partida. Quatro empates e três derrotas concluem a ‘freguesia’ diante dos colombianos. O saldo do confronto ao mesmo é zero, pois cada clube marcou 13 gols ao todo, somando os oito duelos. Agora, técnico, o ex-goleiro são-paulino enfrentou o Millonarios apenas uma vez, em 2007, na Copa-Sul-Americana, e não conseguiu evitar um revés por 2 a 0.

Claro que nada disso influenciará no resultado do jogo desta quinta, no estádio Al Lang, em Orlando, pela Flórida Copa. Mas, vencer o River Plate pode ter um sabor especial por diversos motivos. Fora o fato de se tratar de um adversário tradicional, o São Paulo pode ampliar sua vantagem no histórico do confronto direto justamente no jogo que marca o início da carreira de técnico de seu maior ídolo dos gramados.

Além disso, começar bem o ano é fundamental para manter o grupo animado com o novo trabalho e depois de tantas mudanças. E como o Corinthians goleou o Vasco da Gama na noite desta quarta, a chance de fazer a final em cima do arquirrival e, quem sabe, ganhar sua primeira taça dessa maneira, fecharia com chave de ouro essa pré-temporada de 2017.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*