Gilberto vê concorrência sadia, e Ceni deixa dúvida no ataque do São Paulo

Lucas Pratto, Chavez e Gilberto. Setor questionado no início do ano, o ataque do São Paulo agora tem disputa intensa e qualificada. Tanto que o técnico Rogério Ceni deixa em dúvida qual será o titular contra o São Bento, nesta terça-feira, às 20h30, no Morumbi, pela quinta rodada do Paulistão.

– O Gilberto é especial para mim. Conversei com ele. São 270 minutos jogados de forma consecutiva, um pouquinho menos, ele saiu com cãibra, o Chavez entrou no lugar dele. Não sei como vou fazer, porque nem conversei com o Pratto. Ele estava no doping. Não sei com quais condições ele vai se apresentar. Jogou só dois jogos pelo Atlético-MG. Aí vamos tomar as decisões de acordo com a apresentação no treino de segunda-feira – disse Rogério Ceni, logo após o empate por 2 a 2 com o Mirassol, em que Pratto estreou e marcou o primeiro gol.

Chavez iniciou a temporada como titular, fez dois gols contra o Audax, sentiu dores musculares e deu lugar a Gilberto. Ele foi cortado do banco diante de Ponte e Santos, mas voltou a ficar entre os reservas contra o Mirassol.

Gilberto, até então reserva, marcou quatro vezes (três contra a Ponte Preta e um diante do Moto Club), deu assistência para Luiz Araújo e sofreu pênalti no clássico diante do Santos.

Esse bom desempenho poderia mantê-lo como titular, não fosse o desgaste físico. Assim, Pratto acabou tendo a chance de estrear. E marcar.

– A concorrência é boa e sadia. É legal porque se falava muito (mal) e agora falam coisas boas da gente. Estamos felizes e queremos continuar ajudando – disse Gilberto.

Nesta segunda-feira, Rogério Ceni fechará a maior parte do treino da tarde, no CT da Barra Funda. O Tricolor é o líder do Grupo B, com sete pontos.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*