Fabuloso promete inovar ainda mais nas comemorações de gols

Parado na Esquina, Usain Bolt… E vem mais por aí! A torcida do São Paulo gostou das comemorações de Luis Fabiano na vitória por 2 a 1 sobre o Corinthians, no último domingo, e o atacante adorou a repercussão. Ficou tão satisfeito por conseguir botar em prática o que planejou durante a semana que daqui para frente vai abusar da criatividade sempre que fizer gols.

Antes do clássico, Fabuloso comentou com os companheiros que faria dois gols. Estava muito confiante para seu primeiro jogo contra o Corinthians desde que retornou ao São Paulo, em março de 2011. Tanto que já entrou em campo com as comemorações na cabeça.

O camisa 9 ficou radiante por ver suas poses terem se tornado febre nas redes sociais, e motivo de gozação dos tricolores com os torcedores adversários.

– Fico feliz porque foi uma coisa pensada. Eu planejava fazer algo diferente, mas, se tirar a camisa, tomo cartão. Correr para a torcida não porque era só torcida do Corinthians. Mas eu gosto do Bolt, de quando ele faz a flecha, então decidi imitar e foi legal. Agora, na sequência, vou começar a fazer coisas diferentes e bolar comemorações – disse o atacante, artilheiro do Brasileirão ao lado de Fred, do Fluminense, e Vágner Love, do Flamengo, com nove gols.

Luis Fabiano São Paulo  (Foto: Sergio Gandolphi/Globoesporte.com)Luis Fabiano promete inovar nas comemorações (Foto: Sergio Gandolphi/Globoesporte.com)

Nos últimos anos, as danças ganharam espaço com o santista Neymar e passaram a ser copiadas por diversos jogadores do futebol brasileiro. No São Paulo, o que mais se aproximou disso foi o “bonde dos moleques zica”, criado por Lucas, Casemiro, Wellington e companhia no início do Campeonato Brasileiro do ano passado. Quando a boa campanha da equipe ficou para trás, ainda sob o comando de Paulo César Carpegiani, as comemorações também se tornaram escassas.

De acordo com Luis Fabiano, o triunfo sobre o Corinthians, grande rival e atual campeão da Taça Libertadores, devolveu confiança e bom ambiente ao grupo. Suficiente até mesmo para ressuscitar o bonde. Mas o atacante avisa: não tem o mesmo talento do craque santista, pelo menos na hora de comemorar.

Luis Fabiano e Lucas, Corinthians x São Paulo (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)Luis Fabiano ‘parado na esquina’ no clássico
(Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

– O Neymar gosta de dançar, é meio bailarino. Eu vou bolar coisas diferentes. Não tenho jeito para dança, mas o Casemiro e o Lucas gostam, têm até o bonde dos moleques zica. A gente pode inventar alguma coisa juntos – brincou, sorridente.

Antes de homenagear o jamaicano Bolt, bicampeão olímpico nos 100m, 200m e no revezamento 4x100m, Luis Fabiano também fez menção a Ronaldinho Gaúcho, que criou a comemoração do “Parado na Esquina”, funk carioca famoso entre os boleiros.

Pelo menos, os gestos planejados não devem mais dar dor de cabeça a Ney Franco. Na quinta-feira, Luis Fabiano vai entrar em campo contra o Botafogo pendurado, com dois cartões amarelos, justamente por ter tirado a camisa ao marcar na vitória por 4 a 1 sobre o Flamengo. Aquela comemoração também havia sido pensada antes, como resposta às vaias que vinha sofrendo da torcida organizada. Na ocasião, Fabuloso colocou o uniforme no chão, se ajoelhou e beijou o símbolo do clube.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*