Fabrício tem lesão grave após medo de parar e finda 2012 com 102min no São Paulo

O volante Fabrício tem enfrentado uma maré de azar desde que acertou com o São Paulo no início do ano. Ele sofreu duas lesões na panturrilha que o permitiram entrar apenas 81min em campo, fato que o fez ter medo de precisar parar de jogar. Quando achou que retomaria o ritmo, sofreu uma lesão grave em lance infeliz e finalizará o ano com 102 minutos em campo pelo Tricolor.

No duelo contra o Atlético-MG pelo Brasileirão, Fabrício começou como titular, mas se contundiu sozinho quando tentava roubar a bola do atacante Bernard, aos 21min da etapa inicial, quando o jogo estava empatado por 0 a 0. O São Paulo venceu a partida por 1 a 0.

Um exame detalhado na última segunda-feira constatou uma lesão no ligamento cruzado do joelho esquerdo, o que na melhor das hipóteses deixará Fabrício fora de combate por seis meses, e impossibilitará que ele atue este ano pelo São Paulo.

Nesta quinta-feira, Fabrício se submeteu a um procedimento cirúrgico com a equipe do doutor René Abdalla no HCor. A operação durou 1h30 e foi considerada um sucesso. A expectativa é a de que o volante comece a fisioterapia no Reffis do São Paulo nesta segunda-feira.

Fabrício ainda não deu nenhuma declaração oficial depois da grave lesão que sofreu. Mas antes de ter se machucado novamente, o jogador admitiu que temeu não conseguir voltar a jogar, mas foi demovido da ideia pela apoio da sua família.

“Quando você não consegue estar jogando, participando do treino, você fica sem rumo, chateado mesmo e a família sente isso. O jogador vive muito este lado psicológico de forma intensa, da pressão. Aí a gente leva isso para dentro de casa e tem de contar com o apoio deles”, falou em entrevista para o site oficial do São Paulo.

A lesão de Fabricio criou um problema sério para o técnico Emerson Leão: a falta de volantes. Wellington se recupera de uma grave contusão que sofreu. Denilson terá que voltar para o Arsenal, e Rodrigo Caio irá para a seleção sub-20. Por esse motivo, o treinador pede mais reforços para o Brasileirão.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*