Em semana decisiva, São Paulo fecha treino por privacidade

O São Paulo mudou um pouco a rotina da imprensa nesta semana decisiva, quando o time definirá seu futuro na Copa Libertadores. Nos dois treinos que fará na capital paulista, na segunda e terça, o clube não permitirá que repórteres acompanhem os trabalhos comandados por Ney Franco. A justificativa para a mudança é que a comissão técnica pediu privacidade.

Apesar da alteração, segundo os jogadores e também a assessoria de imprensa, não houve nenhuma reunião particular ou mudança no cronograma que normalmente a equipe cumpre após um jogo de domingo. Nem mesmo a esperada reunião entre comissão técnica e elenco aconteceu.

“O nosso dia a dia foi o mesmo, foi a mesma coisa de sempre depois de um jogo. Fizemos a academia, o mesmo trabalho de sempre. E aí quem não jogou fez trabalho com o Ney. Não aconteceu nada de diferente. Nada, pelo menos, que a gente saiba”, disse o atacante Aloísio, um dos entrevistados.

Ney Franco chegou a dizer no último domingo, após o 0 a 0 com o Palmeiras, que reavaliaria as imagens e conversaria com os jogadores se fosse necessário, visando um fim de guerra de egos, especialmente após o chilique de Ganso, que proferiu palavrões e atacou um copo d’água quando substituído.

O São Paulo enfrenta o Arsenal de Sarandí, na próxima quinta-feira, na Argentina, e precisa da vitória para não se complicar na briga pela classificação para a fase de mata-mata. Com quatro pontos, a equipe está na vice-liderança, cinco atrás do líder Atlético-MG, e um à frente do terceiro colocado, o The Strongest.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*