Cueva volta a ser decisivo no São Paulo e cria dúvida antes do clássico

Saindo do banco de reservas, o meia Christian Cueva foi decisivo para o São Paulo no triunfo por 2 a 1 sobre o Vitória. Com uma assistência e um gol, o peruano pôs uma dúvida na cabeça do técnico Dorival Júnior, que pode reintegrá-lo ao time titular no clássico contra o Corinthians, no próximo domingo, no Morumbi.

O camisa 10 tricolor, inclusive, se notabilizou em partidas contra o rival alvinegro em 2016. No primeiro turno do Campeonato Brasileiro daquele ano, ele fez o gesto de silêncio na comemoração do gol de empate em Itaquera. No returno, converteu pênalti de ‘cavadinha’ e deu três assistências na goleada são-paulina por 4 a 0, no Morumbi.

“O Cueva é um jogador importante, não dá para abrir mão. Ele está muito interessado em buscar suas melhores condições. Espero que ele continue trabalhando, como vem trabalhando. É puro merecimento por aquilo que ele vem fazendo”, elogiou o treinador, no último domingo, após o confronto em Salvador.

Após se destacar nas duas vitórias do Peru na rodada dupla das Eliminatórias para a Copa do Mundo, na semana retrasada, Cueva voltou ao Tricolor na condição de reserva de Lucas Fernandes em função do fraco desempenho apresentado desde março. Envolveu-se ainda na polêmica com Rodrigo Caio, teve de se explicar à imprensa e seguiu treinando entre os suplentes.

Mas tudo mudou no segundo tempo da partida contra o Vitória. Substituindo Jonatan Gomez no intervalo, Cueva atuou mais centralizado na linha ofensiva de quatro armadores e, com passes, deu mais profundidade ao ataque são-paulino.

E não demorou muito para ser decisivo. Logo aos sete minutos, cobrou escanteio na cabeça de Éder Militão, que testou firme no canto direito do goleiro rival, abrindo o placar para o Tricolor. Foi a sétima assistência dele na temporada, sendo o líder do elenco nesse quesito.

Aos 36 minutos, de novo em uma cobrança de escanteio, mas desta vez pela esquerda, Cueva colocou efeito na bola, que foi desviada por Fillipe Soutto, e marcou o sétimo gol olímpico da história são-paulina, o primeiro em 21 anos.

Dando sinais de que pode recuperar o bom futebol do ano passado ou do início de 2017, Cueva vira opção para o Majestoso de domingo. O peruano vive a expectativa de tomar a posição de Lucas Fernandes ou até mesmo jogar ao lado do jovem armador na linha ofensiva. Nesse cenário, no entanto, Jucilei deixaria o time titular.

O técnico Dorival Júnior acabará com essa dúvida no decorrer da semana. Com o elenco de folga nesta segunda-feira, o primeiro treino visando ao clássico será realizado na manhã desta terça, no CCT da Barra Funda. Serão cinco dias de preparação até o confronto com o líder do Campeonato Brasileiro, marcado para o próximo domingo, às 11 horas (de Brasília), no Morumbi.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.