Com Arboleda titular, São Paulo tem apenas uma derrota no Brasileiro

André Jardine comandou o São Paulo em apenas dois jogos desde que foi anunciado como treinador interino até o fim da temporada, mas esses duelos já são suficientes para perceber algumas diferenças entre o atual trabalho e o de seu antecessor, Diego Aguirre. Além do jogo “propositivo”, Arboleda, antes opção, tem se consolidado como titular. E neste Brasileiro, o equatoriano tem sido sinônimo de vitória.

Das 35 rodadas disputadas até então na competição nacional, Arboleda foi escalado como titular em 21. E desses jogos, o zagueiro saiu de campo derrotado apenas uma vez. O único revés aconteceu para o Grêmio, na 15ª rodada, na Arena em Porto Alegre, que significou também a interrupção de uma série de triunfos consecutivos do tricolor.

Contratado em 2017 junto a Universidade Católica de Quito, do Equador, Robert Arboleda não demorou a cair nas graças da torcida do São Paulo. Eficiente no jogo aéreo e técnico para a saída de bola, o zagueiro viveu um dos períodos mais conturbados da história do clube do Morumbi em sua primeira temporada. Depois, herdou a camisa cinco que era de Diego Lugano e tem se provado como um dos destaques do time na temporada.

“Felizmente vivemos um bom momento agora. Conseguimos a classificação, mas queremos o G4. Ano passado foi difícil, brigamos contra as últimas colocações e eu nem conseguia dormir direito. Estava preocupado. Mas sempre confiei que daríamos a volta por cima e as coisas iriam melhorar. Agora, será a minha primeira oportunidade de disputar a Libertadores. E sempre foi o meu sonho disputar a Libertadores pelo São Paulo”, disse o zagueiro ao canal oficial do Tricolor.

Desde que André Jardine assumiu o comando do São Paulo em substituição a Diego Aguirre, ficou claro que o São Paulo deixaria de lado o DNA defensivo e cauteloso para ser um time mais “propositivo”, na linguagem do próprio comandante interino. Mas para fazer valer sua ideia, que consequentemente torna o sistema defensivo um pouco mais exposto, existe a necessidade de reação rápida dos defensores, uma das características primordiais do equatoriano.

Quinto colocado com 62 pontos, o São Paulo segue disputando com o Grêmio o posto de quarto colocado, já que os gaúchos estão à frente apenas nos critérios de desempate. Nesta quinta-feira, o Tricolor mede forças com o Vasco, em São Januário, com cinco desfalques, entre eles os de Diego Souza e Bruno Alves. Para compor a dupla de zaga com Arboleda, este já confirmado, disputam posição Anderson Martins e Rodrigo Caio.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*