Caso de doping pode levar São Paulo a suspender contrato de Carneiro

O resultado analítico adverso para cocaína pode render consequências além de uma possível punição pelo Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem (TJDAD) para Gonzalo Carneiro. Caso seja comprovado o doping para a substância, o atacante poderá ter também o seu contrato suspenso com o São Paulo. Indicado por Diego Lugano, o jogador uruguaio tem vínculo com o clube até 31 de março de 2021.

Se esta hipótese for concretizada, o jogador ficaria separado do elenco e sem receber salários durante o período de suspensão. No futuro, o clube ainda avaliaria se iria continuar com o atacante e reintegrá-lo ou se rescindiria o acordo de vez. Pelo Código Brasileiro Antidoping, ele pode ser punido com até dois anos de afastamento dos gramados.

No caso, o teste foi realizado na partida contra o Palmeiras, no dia 16 de março. O exame foi encomendado pela Federação Paulista de Futebol, que faz a colheita e envia o teste para o laboratório. O resultado é informado à Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD), responsável por fazer a gestão do resultado e por aplicar suspensão preventiva em casos específicos, como testes positivos para cocaína.

Segundo o procedimento da ABCD, quando preenche a ficha com seus dados para o exame antidoping, um atleta deve indicar um e-mail e um endereço residencial. Foi para esses dois locais, um virtual e um físico, que a entidade mandou a notificação da suspensão a Carneiro. O envio foi feito ao uruguaio na quarta-feira (16) pela manhã ou antes, provavelmente na segunda (14). A legislação antidoping estipula um prazo de sete dias úteis a partir da notificação para pedir a abertura da contrapropova.

O uruguaio teria avisado o departamento de futebol do São Paulo ontem, sem fazer qualquer comentário sobre a substância que teria sido detectada no exame e disse que discutiria com os seus advogados se iria pedir a contraprova.

De acordo com o Tricolor, o jogador não participou da segunda partida da final do estadual, domingo, contra o Corinthians, por causa de uma tendinite no joelho esquerdo. Em função da lesão, o atacante uruguaio já estava fora da estreia do time no Campeonato Brasileiro, neste sábado, contra o Botafogo.

Considerado como uma promessa do futebol uruguaio, o jogador, de 23 anos, ainda não conseguiu emplacar uma boa fase no São Paulo. No total, desde o ano passado, ele disputou 24 partidas pelo time e marcou apenas um gol.

 

Fonte: Uol

4 comentários em “Caso de doping pode levar São Paulo a suspender contrato de Carneiro

  1. Tratar depressão com cocaína? Isso não existe, tem que ser afastado de fato e procurar uma clínica de recuperação se realmente for comprovada a dependência química.

  2. Jogador que usa drogas deve saber que o preço É MUITO CARO!!

    O Jadsom que se diz profissional pode cair do cavalo a qualquer momento. Se provoca a torcida adversaria, principalmente CUSPINDO no prato que comeu, pode encontrar um fanatico que TODA TORCIDA TEM e receber castigo não só para ele mas tambem para a familia !!!
    Jogador profissional não pode jamais ter esta atitude vingativa(não sei porque)

    • Nossa… nada a ver. Nem o jogador e nem a torcida devem ter atitudes vingativas. Deixa o Jadson e sua família pra lá. Discordo 100%.

      Sobre o uso de drogas, a situação é muito mais complicada. Eu li matérias que falam que o jogador está tratando de uma depressão. Tem que ter calma pra entender e tratar o problema. Simplesmente punir severamente afasta o cara dos gramados (o que é bom, afinal ninguém quer jogador dopado), mas pode causar um turbilhão na vida do cara. Veja os casos de Regis, Jobson e, ainda mais grave, do Valdiram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.