Campeão em 1986, Pita enaltece Aguirre e Diego Souza

Aos 60 anos, Edivaldo Oliveira Chaves é um dos muitos que acreditam no título do São Paulo em 2018. Pelo desconhecido nome de nascença, talvez pareça ser um torcedor tricolor ávido por um título nacional que não vem há 10 anos, mas seu apelido Pita está marcado na história do time como um dos que ajudou o clube a conquistar o Campeonato Brasileiro de 1986, o segundo dois seis conquistado pelo time paulista.

Em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva, Pita afirmou que a equipe está no caminho certo e que precisa manter a regularidade para levantar o troféu no fim do ano.”Eu acredito que o São Paulo vai ter fôlego para conseguir chegar ao título. As contratações feitas pelo São Paulo foram muito boas, é preciso manter a regularidade. O time está jogando bem e cria bastante, isso é fundamental para vencer o Brasileirão”.

O histórico meia-campista também aproveitou para eleger quem é o “cara” do time: Diego Souza. Para ele, o atacante é quem une a experiência com a juventude do elenco tricolor. “Na minha opinião, quem está mais se destacando no time é o Diego Souza. Ele é extremamente importante pro esquema do Aguirre, dá tranquilidade para os jovens e foi fundamental na arrancada do São Paulo no primeiro turno”.

Uma das peças-chave no segundo título brasileiro do São Paulo, Pita lembra que, apesar do grupo ter jogadores históricos, como Oscar, Darío Pereyra e Careca, foi preciso jogar coletivamente, algo priorizado por Aguirre desde sua chegada. Além disso, ter no plantel atletas jovens e mais experientes foi um dos motivos que a equipe se destacasse em uma época que o brasileiro tinha como referência o sistema ofensivo da Seleção Brasileira.

Além de elogiar as atuações do centroavante, Pita enalteceu o trabalho feito até agora pelo técnico Diego Aguirre, que está no comando do São Paulo desde o começo de março deste ano. A chegada do treinador uruguaio mudou a forma de jogar do tricolor e deu uma personalidade vencedora ao time.

“A mudança de técnico foi muito importante para o São Paulo. Com a chegada do Aguirre, a equipe mudou de postura, o estilo de jogo ficou mais competitivo, isso ajudou demais o time. Ele deu uma nova cara à equipe, essa é a verdade”.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*