Cadência x velocidade: a escolha que Cuca terá que fazer para o San-São

O técnico Cuca terá duas semanas para tomar uma decisão: ter um time rápido, mais dinâmico, ou com mais cadência, apostando na qualidade técnica de seus atletas para levar a melhor sobre o adversário. Esse dilema vem surgindo após as boas atuações dos atletas que vem entrando no segundo tempo dos jogos do São Paulo e tendo participação direta na construção dos resultados positivos recentes.

Contra a Chapecoense, o São Paulo vinha sofrendo para furar o bloqueio defensivo rival no primeiro tempo, mas ao acionar Everton e Toró na etapa complementar, Cuca viu um time completamente diferente e capaz de em dez minutos abrir 3 a 0 e praticamente assegurar a vitória do Tricolor – Vitor Bueno ainda faria o quarto para transformar o elástico triunfo em goleada.

No último sábado, contra o Fluminense, aconteceu algo semelhante. O São Paulo recuou demais após abrir o placar e foi castigado com o empate no primeiro tempo. Na etapa complementar, Everton e Toró novamente foram as apostas do técnico Cuca, que viu mais uma vez a dupla fazer a diferença com sua velocidade e ajudar na importante vitória fora de casa.

A única diferença entre os dois jogos é em relação a quem Everton substituiu. Contra a Chapecoense, o camisa 22 entrou no lugar de Luan. Já no último sábado, contra o Fluminense, ele foi acionado na vaga de Hernanes. Toró, por sua vez, ocupou o lugar de Pato em ambas oportunidades.

Como não irá entrar em campo no próximo fim de semana pelo fato de o Athletico-PR disputar a Copa Suruga, no Japão, o São Paulo terá um longo período para se preparar para o seu próximo compromisso no Campeonato Brasileiro, contra o Santos, no dia 10 de agosto, e Cuca decidir quais características encaixarão mais com o jogo do Peixe para o Tricolor vencer o primeiro clássico no ano.

A decisão não é fácil. Tirar nomes tarimbados do elenco, como Pato e Hernanes, que custaram caro aos cofres do São Paulo, é uma tarefa complicada para o técnico Cuca, embora Toró e Everton estejam pedindo passagem e abrindo mais espaço a cada rodada do Brasileirão.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

4 comentários em “Cadência x velocidade: a escolha que Cuca terá que fazer para o San-São

  1. Nunca fui muito fã dele, mas acho que o Pato seria muito mais producente que o Raniel. Melhor seria jogar com o Antoni, Pato e Toró no ataque, e entrar com o Hernanes para jogar apenas o primeiro tempo. Ele não tem mais condições físicas para jogar o jogo inteiro; quem sabe, assim, ele possa ser mais intenso, por não precisar poupar forças para o segundo tempo . . .

  2. O time precisa de variações.
    Concordo com a escalação do time titular do Cuca. Falta só trocar o Luan pelo Liziero quando ele voltar. E se entrosar é o que temos de melhor.

    A velocidade (muitas vezes, afobação) do Toró / Éverton deixam o time sem posse de bola, e corremos os risco de cansar o time se jogar os 90min assim. O Cuca tem experiência e vai saber administrar isso…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.