Bauza exalta Morumbi, mas ainda vê gramado em má condição

O técnico Edgardo Bauza ficou muito contente com o retorno do São Paulo ao Morumbi depois de quase três meses de espera, mas sabe que o gramado do local ainda tem de melhorar. Para o comandante, o clima do estádio foi essencial na virada sobre o Oeste, no final de semana, e na goleada sobre o Trujillanos, na terça-feira, os dois jogos realizados até o momento no estádio.

“O que posso dizer com respeito a isso é o que escuto dos jogadores, que estão felizes de voltar para cá porque é a casa deles”, comentou o treinador, explicando por que os atletas valorizam tanto o campo de jogo do Tricolor, mesmo sem necessariamente serem crias da base do clube.

“Todos os jogadores me falam que é o lugar onde queriam jogar, ganhar, levar títulos quando vieram para cá. Eles estão felizes de voltar por causa disso, por essa possibilidade”, apontou o comandante, antes de tecer alguns comentários críticos a respeito da qualidade do gramado.

“O campo, porém, não está em boas condições. Calculo que leva mais 15 ou 20 dias para estar no seu melhor estado. Até lá, vamos ter de lidar com isso”, avaliou Patón, que tem sua opinião respaldada nos responsáveis pela troca da grama, realizada entre dezembro e março.

Sendo assim, Bauza acredita que os jogadores terão de superar esse pequeno obstáculo na decisiva partida diante do River Plate, nesta quarta-feira, dia 13, às 21h45 (de Brasília). Além desse jogo, o clube ainda pode realizar as quartas de final do Paulista, no dia 17, em seus domínios.

O estádio, por sinal, já estava praticamente pronto para receber um jogo em março, mas as fortes chuvas que caíram sobre a capital paulista indicaram a necessidade de melhorar a drenagem. Por isso, houve um replantio de parte da grama, o que acarretou mais tempo de reforma e, logicamente, mais tempo para chegar às condições ideais.

Na cabeça dos idealizadores da mudança, a ideia é ter um campo de jogo tão rápido quanto o das arenas de Corinthians e Palmeiras, que utilizam padrão europeu. Como as dimensões já foram igualadas às dos rivais, a ideia é não sofrer mais com a rapidez imposta pelos adversários quando têm de encarar gramas como a do estádio de Itaquera. Lá, o Alvinegro sempre molha o campo já bastante rápido, um artifício que dificultava a adaptação, de acordo com os atletas.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Bauza exalta Morumbi, mas ainda vê gramado em má condição

  1. Bomba bomba está na imprensa
    Andrade diz que Globo só renovou com SPFC após autorização do Corinthians

    Se isso for verdade é o fim do soberano na mídia esportiva . vergonha, vergonha

    Paulo pontes verificar essa informação

    Nem Dilma nem temer Eleições direta já essa é a solução para o Brasil

    Pra sempre soberano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*