Ataque é setor com mais indefinições no São Paulo para 2014

O elenco do São Paulo deverá passar por algumas modificações para a próxima temporada após os resultados ruins obtidos em 2013. Entre possíveis saídas e chegadas de jogadores, o setor ofensivo é o que tem o maior número de indefinições para o ano que vem.

O grupo comandado por Muricy Ramalho tem seis atacantes e apenas dois terminam o ano com moral com o treinador.

Aloísio e Ademilson se tornaram titulares na recuperação da equipe, que conseguiu escapar da zona de rebaixamento do Brasileirão, e são peças certas no elenco para a próxima temporada.

Do outro lado, Luis Fabiano, Osvaldo e Silvinho não acompanharam a retomada da equipe e permaneceram na má fase que dominou o time entre os meses de julho e outubro. No meio termo, está Welliton, que não empolgou o torcedor, mas cumpriu seu papel quando colocado em campo, mas tem situação contratual difícil.

Luis Fabiano e Osvaldo vivem as situações mais complicadas. O primeiro é ídolo da torcida, mas amarga o banco de reservas desde a afirmação de Aloísio como titular. Com contrato até o final de 2015, o camisa 9 não está garantido em 2014 e pode ser negociado caso apareça uma proposta que agrade as duas partes.

A situação é a mesma de Osvaldo. Considerado inegociável no primeiro semestre, o atacante caiu de rendimento e vive seca de gols que já dura desde o dia 28 de fevereiro, ou seja, são mais de nove meses sem balançar as redes.

No meio do ano, a direção do São Paulo rejeitou uma proposta de cerca de R$ 18 milhões do Metalist, da Ucrânia, pelo jogador, algo que dificilmente voltará acontecer. Osvaldo também tem contrato até o fim de 2015.

Silvinho é visto como opção para o banco de reservas e não deverá ter seu contrato, que acaba em abril do ano que vem e tem opção de compra, renovado.

Em clima oposto, Aloisio tem contrato de empréstimo até junho de 2014, mas o clube já se movimenta para adquirir os direitos econômicos de forma definitiva junto ao Tombense. Enquanto Ademilson tem contrato mais longo – até 2016 – e seguirá no clube.

Já Welliton tem situação indefinida. Contratado por empréstimo do Spartak Moscou, da Rússia, o atacante agrada ao técnico Muricy Ramalho, mas o clube russo tem a intenção de negociá-lo em definitivo.

A diretoria entende que o elenco necessita de reforços pontuais. As prioridades são um volante, um centroavante e pelo menos mais um jogador que possa jogar pelas pontas do setor ofensivo. Luis Ricardo, lateral direito da Portuguesa, é o único confirmado.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*