Time para a Sul-Americana

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, nossa pauta de discussão do Forum de hoje é o jogo de quinta-feira contra o Colón, na Argentina, pela Copa Sul-Americana. Você acha que Aguirre deve levar o time completo, o time reserva ou um time misto? Deve priorizar o Brasileiro ou a Sul-Americana deve ser levada muito a sério?

20 comentários em “Time para a Sul-Americana

  1. Não temos elenco para jogar duas competições. Isto é fato. Se disputarmos com afinco as duas, é muitíssimo provável que o grito de campeão fique guardado por mais um ano.

    Racionalmente, somos os grandes favoritos ao título da Sulamericana e, talvez, por isso devessemos priorizá-la. No entanto, a tentação de ganhar o Brasileirão é enorme e inquietante, apesar da concorrência férrea. Lembra o romance Escolha de Sofia. O quê fazer?

    Sou a favor de que um clube com dívidas, se preocupe primeiro em finda-las. No entanto, considerando a situação atual, acredito que o clube deveria fazer um esforço e trazer mais dois bons nomes pro setor ofensivo. E, assim, lutar com tudo pelo Brasileiro. Pra ganhar mesmo. O momento é propício e a torcida certamente abraçará a decisão.

  2. Jogo é o momento; a capacidade dos jogadores e o imponderável!
    O momento do tricolor é ótimo e apenas o imponderável levou-nos a perder no Morumbi para o Colon (poder-se-ia tentar mais mil vezes aquele chute que em nenhum deles o gol se repetiria da forma como foi);
    Mesmo que o Aguirre resolva entrar com 10 jogadores considerados reservas, ainda assim o S.Paulo seria tecnicamente superior ao Colón;
    Agora, resta o imponderável que, se não foi bom no jogo da semana passada, tem sido ótimo nos jogos do brasileirão: é esperar pra ver.
    Com qualquer time acho que vamos voltar classificados para a sequência da Sul-Americana…

    • P.S.
      Melhor o Aguirre deixar o Nenê e o Diego Souza em S.Paulo: O Diego, além do físico, tem o fato de que vai fazer confusão com os zagueiros argentinos; o Nenê precisa ser poupado de longas viagens e jogos como esse, onde vai prevalecer o físico sobre o técnico!!!

  3. Não será fácil viu… times argentinos não são fácies… entraria com time que jogou contra o Sport, menos o Diego Sousa (Trelles ou Carneiro) e Lizieiro no lugar do Jucilei e talvez o Everton(se ele poder jogar) no lugar do Nene… Jean Arboleta Anderson Bruno Reinaldo Hudson Jucilei Erverton(Nene) Roja Trelles Everton

  4. O meso time que vem jogando e ganhando,
    nao tem nada, nada que poupar,
    estao ai’ para defender o clube com vitorias,
    se aconteceu de perder aqui, vao busca-la/
    Apenas isso, agora se vai de mixtao, nao tem tezao,
    nem pra torcer, coloque os que jogaram contra o Sport,
    facam o que puderem, mas busquem a classificacao com honras.
    Tricolor nao foge do pau e Sulamerica tambem vale, e muito.

  5. Minha proposta é de um time misto.
    Nenê, Diego Souza e Reinaldo ficando na Barra Funda. Sidão no banco pois é muito azarado – ele nunca tem culpa, mas o que vai entra. Eu escalaria:
    Jean, Araruna, Arboleda, Bruno Alves e Edimar. Jucilei, Liziero, Shaylon e Everton. Brenner e Trellez.

  6. Sidao, bruno, arboleda, bruno,edimar, jucilei, liziero,shaylon, boia, carneiro e trellez.

    E dale cruzamento. Se alguém conseguir cruzar com esse time. Mas…

  7. Inegável que o Brasileirão é muito mais título , mas não gosto de desprezar um título como a Sul Americana, que na minha opinião é muito mais importante do que a copa do Brasil pois tem impacto Internacional.
    Porém as chances de lutar pelo título brasileiro passa por um menor desgaste do elenco, que é bom mas é curto e apesar da liderança momentânea o título ainda está bem distante pois tem 60 pontos nos jogos restantes .
    Agora o departamento médico e fisiológico deve ter um prognóstico dos jogadores e a condição de cada um , cabe à eles determinarem se é viável ou não colocar todo mundo , até pq com certeza eles têm conhecimento e ganham bem pra isso.

      • Não é menosprezo, um é um torneio de segundo escalão Internacional, e o outro é um torneio de segundo escalão Nacional.
        De 3 anos pra cá a Copa do Brasil melhorou o nível com a entrada dos times que disputam a Libertadores e nesta edição dá um prêmio de 50 milhões, mas sempre foi e continua sendo um título abaixo do Brasileirão , tal qual a Sul Americana é abaixo da Libertadores.
        A diferença é que um tem repercussão internacional e o outro é um título caseiro.

  8. Boa noite tricolores!!
    Sempre fui da opinião de que se entrarmos em um torneio é para vencer, e se os atletas tem condições de jogo devem jogar, apoio no entanto as informações tecnológicas, se elas derem conta de uma possível lesão, nesta e somente nesta condição, o atleta deve ser preservado.

  9. Eu tive pensando se formos com time misto… Quem poderia jogar???

    Seria possível montar um time e pelo menos 7 no banco que não seja do time titular???

    Minha opinião é que deveria mandar time misto, se não tiver jogadores para completar os 11 jogue com 10.. Com 9… Se preciso for dê W.O.

    Mas preservar o time titular é imprescindível para não correr ricos de contusão e cansasso!!!!

  10. Vai ser um jogo truncado muito físico. Minha escalação seria para enfrentar esse tipo de jogo.

    Sidao, Bruno Peres, Arboleda, Bruno Alves, Edimar; Jucilei, Hudson, Liziero; Shaylon; Trellez e Carneiro.

    Diego nem viaja, pois não tem clima pra jogar lá.
    Nene, Everton, Rojas no banco.

    Vamos pro abafa com bolas aéreas e marcação sobre pressão.

    No fim do jogo, se for o caso entramos com os 3 e tentamos um gol.

  11. Eu era a favor de ir com tudo, mas acho que um mistão ajeitado pode dar conta do recado.
    Inegável a força do SPFC no brasileirão no momento e o que não pode acontecer é perder jogadores por contusão se desgarrar dos primeiros colocados .
    Até pq o Internacional só disputa o brasileiro e vem com força tbm, além de Flamengo, Grêmio e talvez o Palmeiras.
    Olhando friamente não temos elenco pra disputar as duas competições, mas mandando um mistão na sulamiranda , ir balanceando os jogadores e poupando os principais para o Brasileirão , aí sim poderia tentar as duas frentes se passar pelo Colón.

  12. Misto, diria um “misto quente”!!! Deveríamos ter 6 a 7 titulares no máximo. É preciso chegar em condições iguais contra Chapecoense no domingo.

  13. Boa noite Paulo Pontes,

    Acredito que devemos ir com um time misto para a Argentina. Perder um jogador em um jogo catimbado da sul-americana para os próximos jogos do brasileiro é muito arriscado. Nosso foco está aqui. Que venha o hepta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*