Seria o fundo do poço?

   Mais uma apresentação ridícula, mais um jogo sem gols, sem melhores momentos ou motivos para se orgulhar. Mais um dia em que paro na frente da TV sem nenhuma vontade, para ser sincero, não lembro se um dia tive esse sentimento pelo SPFC.

   Não tenho mais ansiedade para ver meu time jogar, faço mais com esperança do que por tesão. No apito inicial começa o sacrifício e no apito final vem a sensação de 90 minutos perdidos, tempo que poderia usar para brincar com meu filho, adiantar um trabalho do dia seguinte ou até mesmo plantar orquídeas. Não, não trabalho com plantio de nada, é que no momento, fazer qualquer coisa é melhor que assistir esse bando em campo.

   Jogadores que não sentem uma derrota, que não lutam em campo, que nunca atingem o 100% da condição física, que machucam a todo momento, que não se recuperam por completo, que preferem jogar na Seleção Olímpica para cavar transferência, equipe que vai receber férias na parada da Copa América…

   O torcedor não merece a diretoria e o time que veste nossas cores no momento. O torcedor sofre, o torcedor vai ao estádio sempre achando que pode encontrar algo diferente, o torcedor paga o ingresso barato quando a diretoria precisa dele e também paga o ingresso a peso de ouro quando o jogo é decisivo e essa mesma diretoria quer explorar a partida que julga ter apelo para tal.

   São seis jogos sem vitória e o assunto pós-jogo é sempre o mesmo, falta um centroavante. Pablo lesionou, Carneiro se dopou e emprestamos o artilheiro da Copinha, Gabriel Novaes, para o Barcelona B. E agora? Estamos atrás do Dinenno. Meu Deus, quanta coisa errada!

   Pela primeira vez, não consigo encontrar o erro. A péssima gestão é unanimidade e há tempos precisa de um choque, mas vejo problemas em todos os departamentos. Jogadores, comissão técnica, departamento médico, análise de desempenho, psicologia com jogadores depressivos, fisiologia, marketing…

   Seria o fundo do poço?

3 comentários em “Seria o fundo do poço?

  1. Os otimistas acham que chegamos ao fundo do poço.
    Os pessimistas têm certeza que ainda pode piorar.
    Nesta parada da Copa América não estamos em condições de dar folga a ninguém. Este é o elenco que temos e falar em reformulação é mais uma cortina de fumaça, ou a oportunidade que empresários esperam para faturar comissões. Temos que colocar todos para trabalhar, recuperar os contundidos, condicionar os que estão com baixa capacidade física e treinar, treinar, treinar, treinar e treinar o time para apresentar um mínimo de organização e criatividade na volta em Julho.

  2. Falou tudo !! Expressou o meu sentimento !! Faço minhas as suas palavras…e por incrível que pareça, como você, no último sábado, eu desliguei a TV aos 20 m do 2o. tempo e fui cuidar das minhas plantas. Zero de tesão por esse time formado por eunucos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.