São Paulo, por acaso

Caros e sofridos são paulinos, estamos cá outra vez a escrever sobre nosso Tricolor. Não é novidade meu desgosto com os rumos da instituição. Sim, há tempos venho dizendo que o Tricolor acabou como grande protagonista do futebol brasileiro, o que não o impede de ocasionalmente brigar por algo. Algo que seja mais resultado do encontro de circunstancias favoráveis do que planejamento competente. Ora, e o Botafogo não foi Campeão Brasileiro em 95? O Flamengo da mesma forma em 2009! Exemplos de administração levaram aos títulos? De jeito nenhum, vide o antes e o depois das duas conquistas. Então, neste momento, chega a hora de torcermos pelo encontro de circunstancias positivas que nos possibilitem ao menos um ano digno, quiçá com uma Copa do Brasil, por exemplo.

Quais seriam as circunstâncias a ajudar?

– Cuca, um técnico competente.

– Antony e Liziero, revelações, que podem ser protagonistas dentro de um mercado tão carente de bons valores

– Pato e Hernanes, a técnica e experiência que se não servem mais para a China, para as nossas peladas insossas ainda podem encantar.

– Um bom período sem contusões dos principais atletas

Se tudo isso acontecer, algo melhor pode surgir no horizonte. O que conta contra? Os famigerados dirigentes tricolores que podem botar toda a boa expectativa a perder, desfazendo-se de Liziero e Antony, por exemplo. Ou um mau gerenciamento de vestiários, como no caso “Jean”. Não tenho dúvidas que a incapacidade gerencial do clube do Morumbi, desde o topo até abaixo, é o “fogo amigo” que não precisamos. Clube protagonista, como um dia já foi, não liquida suas melhores revelações. Pelo contrário, as mantém e cria laços com o torcedor, preparando terreno para as próximas jóias. Quem preparou terreno para David Neris? Ninguém! Para Antony? Ninguém. E se esses meninos conseguiram surgir tão bem num clube tão esfacelado é porque algo de especial eles têm. Façamos deles os atletas que os rivais gostariam de ter, que fiquem  aqui por alguns anos pelo menos. E que depois sigam seus caminhos para o velho continente, mas com um time devidamente calçado financeira e tecnicamente, brigando por troféus. Ganhar títulos não é obrigação, disputa-los, sim. E de tanto disputa-los, certamente virão, mas nunca num clube que passou a depender do acaso.

 

***Radialista desde 1987, Sombra passou por várias emissoras de São Paulo nas mais diferentes funções. Em sua primeira emissora, Jovem Pan 2 (89 a 90), iniciou como assistente de promoção e produtor do programa Radio Flight, então capitaneado por Julinho Mazzei, ícone do FM. Na sequência, ocupou o cargo de programador e coordenador de promoção das rádios Manchete (90 a 91) e Nova FM (92 a 94), transferindo-se para a então 97FM, nas mesmas funções. Em 1999, idealizou o programa Estádio 97 e no mesmo ano se tornou coordenador artístico da emissora, onde está até os dias atuais.

8 comentários em “São Paulo, por acaso

  1. São Paulo precisa de um zagueiro, um segundo volante, uma lateral-direito e talvez mais um ponta. Mas esse jogadores não podem ser jogadores experientes com nome ou queridinhos do Cuca. Jogadores que tem jogar independente se são melhores do que os titulares. Jogam apenas pelo nome ou por adoração de seu técnico. Erraram com Diego Souza e Nene, será que vão errar de novo contratando jogadores que não agregam em nada e que não aceitariam ficar no banco.
    Sondaram o Elias que está no banco do Atlético Mineiro. Além de ser um jogador nojento que sempre denegriu o clube, até parece que gostaria de ficar no banco. Esse é um exemplo de jogador de nome que impreterivelmente não pode ficar no banco pelo seu status e não pelo seu futebol. Visão essa de alguns treinadores e parte da imprensa. Sempre o que vale é a experiência e não o talento. Quando tem a libertadores, o jogador titular do brasileiro não serve para o torneio sul americano e se contrata um mais velho, não um jogador melhor.

  2. O que o torcedor não entendeu: são os abutres que vem de fora com investimento exorbitante em cima de nossas revelações e não o São Paulo que quer vender. Se chega com 100 milhões, 200 milhões e ai?????
    David Neres deu entrevista dizendo que queria ir sim para o Ajax. “Meu empresário estava resolvendo as coisas”. Mesmo que ele falasse que queria ter tido mais tempo no clube. No compto geral, ele queria ir sim. Queria ficar mas infelizmente veio uma proposta muito tentadora e não pude evitar. Em sua entrevista fica bem claro isso. Ele foi negociado por 50 milhões mais 20% do valor em uma futura negociação com outro clube. Dá o preço do Gabriel Jesus vendido para o Manchester City.
    O que deve ser tentando de todas as formas é mostrar para os jogadores que ele podem ficar mais tempo, ampliar o contrato cada vez mais e ser duro na negociação se acontecer. Quer o Antony seus abutres, então paguem a multa!!!! Ou caso o jogador realmente queira ir embora, que faça uma negociação justa, com valores altíssimos. Mas se eles veem e oferecem um valor que seja extremamente relevante e o jogador quer ir, como segurar?????

  3. Olha Sombra, temos que ter pés no chão. Os dirigentes vão fazer merreca a questão é quanto forte o time será para conseguir levar um caneco esse ano e nos próximos? Não sei, não sei.

  4. Fiquei bastante decepcionado com o Jardine, pois ele não usou a base quando deveria ter usado… e cavou sua demissão.
    Se tivesse personalidade teria barrado a ida dos garotos pro sub-20. E teria colocado eles para jogar.

    Cuca fez o certo, pediu pro Mancini apostar nos garotos e vencemos e convencemos em dois jogos seguidos, algo que não acontecia a muito tempo.

    Futebol é momento, mata mata mais ainda… portanto acho que temos reais chances de título!

    Só não podemos nos enganar…

    #foraleco

    Esse ladrao já deve estar planejando a venda e as comissões das vendas dos garotos…

  5. Bom dia!
    Mas alguém aqui tem dúvida que o Leco vai vender os garotos? Mas é claro que vai gente, não confio nessa diretoria, o que resta para nos são paulinos é admiramos e curtir esses garotos em quanto podemos, pois a janela européia se abrem junho caros amigos.

  6. Sombra penso da mesma forma meu medo é o Leco vender as jóias com fez com David Neres Luiz Araujo e Militão , está claro que a mulecada éa solução junto com jogadores experientes como Pablo Pato e Hernanes claro que precisamos de umas 3 peças para compor o elenco mais da pra acreditar sim em uma copa do Brasil que é mata mata e chegamos nas oitavas pensando que uns 4 times ainda podem estar na libertadores acho que temos que apostar nesse título parece que o Cuca quer o zagueiro Gustavo Henrique do Santos bom jogador eu confio no Cuca se deixarem trabalhar ele vai fazer uma boa temporada.

  7. Sombra te fiz essa.pergunta ontem e concordo com sua brilhante coluna mas infelizmente nao sei se.terão competencia.para segurar os.garotos so destacando o Pablo q toda hora exalta os meninos e participa muito do jogo mas nao é tao comentado

  8. Verdade Sombra, eu também estou desanimado com os rumos da instituição… acho que sempre foram assim e só me dei conta agora.
    Triste também em ver que quem pode (e deveria) cobrar fortemente um novo rumo ao são paulo, pouco faz.
    Enquanto não tivermos transparência, real profissionalização, divisão do social e ELEIÇÕES DIRETAS, não tenho muita esperança de mudança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*