Militão

Aqui está posto o tema deste fórum: segurar Militão até o fim do ano, pelo futebol que vem jogando, e perdê-lo de graça e janeiro de

2019 ou liberá-lo agora, recebendo algum dinheiro e esperar que Bruno Peres ocupe a posição. Mas se liberá-lo agora, por que valor? 5 milhões de euros? E se os portugueses só quiserem pagar 4 milhões?

Vocês estão com a palavra.

13 comentários em “Militão

  1. É PRECISO AUMENTAR A REMUNERAÇÃO DOS CLUBES FORMADORES.

    Sou a favor da Lei do Passe. Ninguém gostaria de ser escravo, então por que os jogadores haveriam de querer?

    No entanto, da forma como está, e a própria FIFA reconhece, não está compensando investir na formação de jogadores. Se faz necessária uma taxa percentual sobre os vencimentos dos jogadores, além da porcentagem cobrada na negociação dos contratos. Sem um ajuste nos valores, cada vez menos clubes se interessarão em educar e treinar os jovens.

    No caso do Militão, a meleca já foi feita. O melhor é tentar conseguir um tanto a mais do que os 4 milhões de euros oferecidos e liberá-lo. Infelizmente.

  2. Admito que no começo fiquei meio magoado com Éder Militão, mas me colocando em seu lugar, como um empregado que recebe uma oferta salarial irrecusável é possível entender o seu lado.

    Outro motivo que me fez olhar dessa forma é a sua postura altamente profissional durante os 90 minutos, sua e garra e empenho, que ganhou o respeito de todo o elenco independente do imbróglio dessa transferência. No momento atual o SPFC lucra das duas formas (não a ideal), recebendo uma contrapartida do Porto pela liberação imediata, ou ele ficando e cumprindo seu contrato até o final.

    E desejo-lhe boa sorte nessa nova empreitada.

  3. Sempre existe o risco em fazer cada contratos longos e caros com os meninos que estão subindo da base.
    A estratégia da diretoria para o Militão foi errada, esperarão muito, mas faz parte.
    Agora que a vaca foi para o brejo, é fácil opinar.
    Tbm não acredito em ingratidão, ele entra em todos os jogos honrando o manto.
    Agora, acho que tem que aceitar no minimo 5 milhões e colocar cláusula de porcentagem de venda futura.

    O que pode acontecer tbm é tentar persuadir o garoto a ficar, quem sabe ele mesmo queira ficar até o fim do ano….difícil, mas não impossivel

  4. Acho que o Militão está, sim, sendo um grande profissional.
    Em se tratando de profissionais, não vejo ingratidão nenhuma no cara procurar melhores condições de trabalho e melhores salários. Qual trabalhador não faria o mesmo, mesmo estando há vários anos trabalhando numa empresa, caso lhe fosse oferecidas melhores condições e remuneração? “Ah, o S.Paulo ofereceu um dinheirão pra ele renovar”…tudo bem, só que, mesmo assim, com certeza, não cobriu a oferta recebida.
    Falam em ingratidão: ingratidão por que? O garoto foi formado na base e enquanto lá atuou ajudou o time a ganhar títulos. Quando subiu, continuou jogando muito e recebendo menos de 10 % do que seus colegas e, mesmo assim, nunca ninguém viu ele reclamando; apenas ele se deu o direito de cumprir seu contrato até o fim e apostou em sua capacidade de ser importante e despertar interesses de outras equipes. Apostou e ganhou. O S.Paulo pagou pelo trabalho dele durante o período em que ele trabalhou no S.Paulo e, no último ano, mesmo ele jogando de titular, pagou uma merreca (em comparação com o mercado)
    Acho que, se for verdadeira uma oferta por parte do Porto, o S.Paulo deve, sim, negociá-lo já para, ao menos, se ressarcir pelos investimentos feitos nos garotos da base, já que nem todos rendem algum dinheiro para o clube.
    Seria o caso de perguntar: O S.Paulo estaria sendo ingrato com os garotos que dedicaram 5 ou 6 anos de suas vidas ao clube, quando os dispensa no término de seus contratos???

  5. Esse negrão vai dar jogador e torço por isso, más a ingratidão dele nunca vou esquecer.Agora, jogadores passam e o nosso tricolor nunca vai acabar, segue sua vida, nós seguiremos gigante.

  6. Militão é um jogador de grande futuro que o São Paulo vai perder. E vai perder por incompetência das gestões (anterior e atual).

    Um jogador da base só pode passar a ser do elenco profissional com a assinatura de um novo contrato que proteja o clube e recompense o jogador com maiores salários. Acho que um contrato que inclua metas e recompensas é o ideal. Assim, o clube não precisa gastar muito com atleta que não vinga. E o jogador se sente motivado a trabalhar bem.

    A questão, agora, é se o São Paulo deve abrir mão do jogador hoje mediante compensação financeira, ou se deve mantê-lo no elenco, com esperança de ganho esportivo. Eu acredito que, se ficar, Militão vai continuar correspondendo dentro de campo. Se fosse para se acomodar, isso já teria acontecido. Contra Flamengo e Corinthians, por exemplo, ele jogou muito bem.

    Portanto, se for para liberar agora, tem que ser em troca de grana à vista, ou de esperança de muita grana no futuro. Acho que o São Paulo poderia liberá-lo em troca de, por exemplo, 20% de uma futura negociação na Europa. Se for mesmo para o Porto, eu acho que, dentro de poucos anos, ele será negociado com algum clube europeu maior. E certamente estará bem mais valorizado do que hoje.

    Se for pra receber alguns milhões de euros e/ou ficar com uma boa fatia de uma futura negociação, pode liberar agora. Caso contrário, segura o jogador e pronto.

  7. Ingratidão é o pior comportamento de um ser humano, não reconhecer e retribuir ao clube a qual lhe deu a oportunidade de ser jogador profissional, é triste, não venham com essa que o “staff” dele é ruim e blá blá blá, isso é falta de caráter dele mesmo, o São Paulo vem tentando renovar com ele há um ano e meio e ao menos nem reposta ele dá, ofereceu salário astronômico e luvas e o ingrato nem responde, onde estão Oscar, João Schmidt e outros que agiram dessa forma?
    Além do mais ele é muito burro, está sendo cotado para a renovação da seleção se renovasse com o São Paulo por mais 5 anos ele seria vendido para um grande da Europa em no máximo duas temporadas, mais o egoísmo “$” fala mais alto.
    Enfim eu o venderia nessa janela por 5M de euros ou mais, porque já tem um substituto a altura, ele não é nenhum Cafú, Cicinho, Miranda etc.
    Hoje o São Paulo é um time organizado, e qualquer jogador rende bem num time organizado e focado, ninguém comentou mais o Edmar, lindíssimo foi muito bem contra o time das galinhas.

  8. Com toda a certeza segurá-lo. O Bruno Peres é uma incógnita, existem coisas inexplicáveis no futebol, se esse rapaz chega e não jogada nada, como ficamos? Não vale arriscar um ano inteiro, um campeonato, por míseros 4 milhões de euros. Segura o Militão, se formos campeões o cara já terá se pagado.

    E tem que parar com essa bobagem de ofender o menino tbm, é coisa do futebol, outros tantos fizeram a mesma coisa, que eu me lembro de cabeça agora o Miranda e o Mineiro, mas tiveram outros tantos que não renovaram e saíram de graça. É coisa da vida, eu iria ficar mto p da vida se ele estivesse tirando o pé, mas o moleque está dando o sangue. Segura esse menino até fim do ano e vida que segue, as vezes se ganha, as vezes se perde, faz parte do jogo, vendemos tantos caneleiros por fortunas, as vezes vamos perder alguns tbm.

  9. Tenho minha opiniao formada,
    e’ um bom jogador, sim,
    bom rapaz, sim,
    boa formacao, nao, nao, nao.
    Se tivesse boa formacao entao ao menos dava
    um sim para seu clube formador, e, esperava a hora certa,
    para ir para um grande time igual ao nosso e nao apenas $$$$$
    Mercenario, apenas e mal acessorado,
    que va ja’ , nao importa por quanto,
    e’ o de menos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*