Essa tal transição

                                                                 

   Estamos chegando na metade do Campeonato Brasileiro, a única disputa que nos resta em 2019. No ano passado, éramos líderes nessa altura, mas perdemos o gás no sprint final e foi consenso entre os torcedores que isso se deveu a limitação do elenco.

   Guardadas as devidas proporções, vivemos algo semelhante nas duas últimas rodadas, mas não pela limitação de elenco, pois temos um dos melhores do Brasil, mas os desfalques têm sido tão frequentes que chegamos a recorrer a jogadores que normalmente são considerados terceira ou quarta opção da posição.

   Não tenho dúvidas que, com força máxima, já estaríamos brigando pela ponta da tabela. Sim, nossos concorrentes também têm seus problemas de desfalques, porém, o que acontece com o São Paulo está me deixando muito preocupado. Já venho demonstrando há um tempo aqui a minha insatisfação com as seguidas lesões, tempo demorado de recuperação e o pior, jogadores que acabam de voltar “recuperados”, mas sofrem novo problema e se tornam desfalques de novo.

   Agora temos uma nova preocupação, a disciplina quando o assunto é cartão. Um time que tem ambição de conquista não pode ter dois atacantes expulsos nas duas últimas rodadas. A expulsão de Raniel contra o Vasco deixou a equipe sem centroavante para encarar o Grêmio, ou seja, por não termos os lesionados Pablo, Pato e Toró, tivemos que mudar o esquema e aparecer com Vitor Bueno mais à frente e fora da sua posição. Contra o Internacional, não teremos Antony que, além de viver um mau momento, ainda foi expulso contra o Grêmio. E, além dessas modalidades de desfalques, agora temos uma nova, convocações para a Seleção Brasileira principal e de base.

   O torcedor agora quebra a cuca tentando descobrir o que Cuca vai lançar a campo no próximo sábado. Todos ficarão atentos pra saber qual jogador vai fazer a transição (palavra da moda no Tricolor) do Reffis para o gramado e quando começará a trabalhar com bola.

   Na minha opinião, só lutaremos pelo título, se tivermos Pato, Hernanes e Pablo à disposição o quanto antes. Que essa tal transição aconteça de uma vez por todas!

Apresentador e idealizador do programa esportivo Garotinhos F.C. da Rádio Metropolitana de Mogi das Cruzes(SP), Fred Rezende iniciou na emissora mogiana em fevereiro de 2015, quando criou o projeto em homenagem ao locutor Osmar Santos, “Pai da Matéria” e padrinho do programa. Também faz parte do quadro “Resenha” do Esporte D na TV Diário, afiliada da Rede Globo no Alto Tietê, onde faz aparições falando sobre o São Paulo Futebol Clube, usando sempre uma abordagem divertida e bem humorada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.