Dias melhores… será?

Passada mais uma frustração no futebol tricolor, deparo-me com duas linhas de pensamento na torcida. de um lado os céticos, que não acreditam em mais nada de bom e os otimistas, que enxergam um embrião de time, um “q” de esperança para o decorrer da temporada. Não consigo me encaixar 100% em nenhuma das duas vertentes, pois vejo um pouco das duas ocupando o mesmo espaço, o mesmo clube.

Pelo lado cético, não é novidade para ninguém minha opinião de que o SPFC, tão diferenciado e acima da média no cenário brasileiro, acabou. O sistema não permite que o clube seja oxigenado de competência. Aí, você questiona por que também estou, em parte, com a vertente mais otimista. Porque olhando a médio prazo, mesmo após uma série de trapalhadas, parece que há um embrião de time nascendo. Nada foi planejado para isso, as coisas se sucederam na base do desespero, o projeto “Jardine” nasceu morto, as contratações de fim de ano não foram suficientes para se montar uma equipe de melhor talento.
Sob a sombra da eliminação prematura na Libertadores, aos trancos e barrancos, Raí saiu a contratar, fazendo com que nosso mês de Abril equivalesse ao Janeiros dos adversários, Estamos sempre atrasados, com a sensação de um ciclo vicioso de reinícios, os quais o torcedor já não acredita mais, em grande parte. E recolhidos todos os escombros, vemos ainda jogadores como Arboleda, Bruno Alves, Tche Tche, Luan, Liziero, Hernanes, Pato, Pablo, Antony e Everton. Não é o melhor time, mas sob o comando de um bom técnico, com bastante “teamwork”, e se não vendermos suas jóias precocemente, pode ser que voltemos a  chamar a atenção do mundo do futebol. Então o Leco é bom? O Raí é otimo? De modo algum. Bom é o futebol, esporte que permite que até os incompetentes vivam dias melhores.
***Radialista desde 1987, Sombra passou por várias emissoras de São Paulo nas mais diferentes funções. Em sua primeira emissora, Jovem Pan 2 (89 a 90), iniciou como assistente de promoção e produtor do programa Radio Flight, então capitaneado por Julinho Mazzei, ícone do FM. Na sequência, ocupou o cargo de programador e coordenador de promoção das rádios Manchete (90 a 91) e Nova FM (92 a 94), transferindo-se para a então 97FM, nas mesmas funções. Em 1999, idealizou o programa Estádio 97 e no mesmo ano se tornou coordenador artístico da emissora, onde está até os dias atuais.

6 comentários em “Dias melhores… será?

  1. O problema é que o SP não é mais um time grande, faz tempo que deixou de ser respeitado pelos adversários e pela própria direção, talvez a única sorte do SP é a grandeza de sua torcida que vive iludida com alguns poucos jogos, mas que não aguenta mais ser zoada pelos inimigos… oro para que o SP volte a ser grande e grito novamente é campeão e não time grande não cai

  2. Siceramente perdemos um campeonato para um time igual ao nosso e se nao tivessemos os desfalques q tivemos tenho certeza q teriamos melhor sorte principalmente em casa ora o q o presidente do outro clube fez de espetacular repatriou um tecnico retranqueiro q deu certo blz vms jogar tudo fora e imitar o time da marginal vejo o SP como um dos melhores elencos hoje falta sim dois laterais e um meia mas como é do saopaulino sempre vem com esse ar de pessimismo e fico a vontade pra falar pq regulo de idade com o sombra e vi quase tudo q ele viu mas penso um pouco diferente mesmo concordando q nossa diretoria nao é.a doso sonhos

  3. Ótimo texto para variar. Parabéns. Na minha visão só existe uma chance do SPFC voltar a ter protagonismo, a manutenção deste jogadores da base, que poderão ser um diferencial, aliando técnica e juventude e o respaldo ao trabalho do Cuca (da diretoria e da torcida). Agora, o quê esta me preocupando é a questão física. Nossos jogadores vivem machucados. Alem disso, achei que desempenho físico do São Paulo foi pior do que o do Corinthians no segundo jogo da final, mesmo eles tendo jogado em Chapecó no meio da semana. Achei bem estranho.

  4. Vejo hj algo parecido com 2004 (guardada as proporções e momentos)….uma montagem de um time com cara e jeito de time (mesmo que ainda tenha alguns que não se enquadram como Reinaldo futemesa)! Realmente estamos atrasados em planejamento (como sempre) já que a chegada (tardia) do Carlinhos Neves e a falta de um fisiologista (como tinhamos o Turibio) prejudicam bastante por causa de uma diretoria atrapalhada. Vejo o Raí e o Lugano as vezes sem nenhum apoio ou suporte desse inutil do Leco.
    Quanto ao time, acho que o Cuca está fazendo o mesmo que em 2004, vai dar uma identidade ao time, com bons jogadores (comprometidos com o grupo e com o clube) que possam no mínimo honrar a camisa! Chega de Diegos Souzas, Reinaldos, Rodrigos Caios, entre outros. Agora é a hora de Antonys, Igor Gomes, Luan, Pablo, Pato, Hernanes, Arboleda, Bruno Alves, e aqueles que honram a camisa do maior do mundo!

  5. A verdade é que o SP só vai ganhar alguma coisa quando o Leco sair… na entrega das medalhas do vice campeonato, os jogadores passavam reto nele. Esse é o clima com o PRESIDENTE! Um senhor que disse amar o clube, mas que só fez mal a ele. Mesmo Raí em quem sempre acreditei está escondido, não protege o elenco é os jogadores… não lidera, não se expõe. Vejo Lugano, responsável apenas pelo institucional, defendendo os jogadores e batendo de frente com arbitragem e adversários… #foraleco

  6. Bom dia
    Na minha visão com esse elenco atual só ficamos atrás de falmengo, cremio, palmeiras, e cruzeiro, demais estão todos no mesmo patamar, mas para título do brasileiro e copa do Brasil ainda precisamos de algumas pessoas no elenco tais como, laterais direito e esquerdo, um meio campista de qualidade e claro não vender ninguém até dezembro, se vier esses jogadores aí sim teremos time para disputar os títulos, caso ao contrário esquece mais um ano na fila.

Deixe uma resposta para Alexandre Benetelo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.