Sombra

Não tem graça.

Tavares é o típico nome de personagem de humorístico dos anos 70,80 e, por que não, de uma fase mais antiga do Zorra Total. E lá vai o Tavares ao lado daquela morena maravilhosa que dá trela para todos… “Abre o olho, Tavares!” diria o bordão. Porém, nesse momento, o humorístico não é na TV, a Zorra é Total mas longe da Globo, mais para os lados da Barra Funda. O nome, o mesmo, Tavares, mas com o Junior à frente.

Há alguns meses, bochichos surgiram de que o Rennes, clube francês, gostaria de contar com o atleta da mãe maluquinha, aquela que usa as mídias sociais para alfinetar rivais e decidir de maneira pouco profissional os destinos da criança. A proposta seria o lateral passar duas semanas para conhecer a cidade, ares franceses, e obter uma tal “aprovação” dos dirigentes, os quais teriam se comprometido a pagar 2,5 milhões de euros por 50% do jogador com opção de compra até 15 de Maio de 2018. À essa altura, Diego Aguirre chegava ao Tricolor e, segundo soube, elogiou a técnica de Junior, porém, o acordo com os franceses já estava delineado por Raí, o qual não quis roer a corda.

Conclusão de muitos torcedores e deste que vos escreve: esse Junior Tavares deve ser um problemaço para o São Paulo topar esse tipo de negócio, parecendo carro que ninguém quer comprar, mas o lojista aceita que fique na vitrine em consignação. Vai que alguém topa… e tudo dava a entender que surgira um interessado de fato, o Rennes, contudo, na hora de exercer a opção de compra, os franceses “viram” um risquinho mínimo na lataria, querendo chorar um desconto gigante, fugindo dos valores pré-acordados verbalmente, muito embora o técnico Sabri Lamouche tenha admirado os dotes técnicos de Tavares, com algumas ressalvas à parte defensiva. Um banho de água fria em Raí que liderou a negociação desde o início e garantia o interesse dos franceses em adquirir o garoto nos valores pré-estabelecidos. A crença na permanência na terra do melhor queijo do mundo era tanta que o lateral já consultava até possíveis locais de moradia.

E agora? Bem, agora, Junior Tavares será reintegrado ao elenco tricolor, com seus dirigentes, em especial Raí, discursando sobre a importância do atleta para o grupo e Aguirre. Difícil comprar essa ideia, a situação por sí só já torna o atleta mais desvalorizado do que quando partiu. Se não servia antes, por que serviria agora? Se tinha problemas, por que eles não voltarão? Só nos resta torcer para Aguirre conseguir virar a chave do jogador e que ele se torne útil, senão, ficará naquela prateleira de produtos empoeirados que as pessoas nem levantam para ver a etiqueta do preço.

Mais um capítulo desse humorístico chamado São Paulo Futebol Clube, que só faz o torcedor chorar. Abre o olho, Tricolor!

 

 

***Radialista desde 1987, Sombra passou por várias emissoras de São Paulo nas mais diferentes funções. Em sua primeira emissora, Jovem Pan 2 (89 a 90), iniciou como assistente de promoção e produtor do programa Radio Flight, então capitaneado por Julinho Mazzei, ícone do FM. Na sequência, ocupou o cargo de programador e coordenador de promoção das rádios Manchete (90 a 91) e Nova FM (92 a 94), transferindo-se para a então 97FM, nas mesmas funções. Em 1999, idealizou o programa Estádio 97 e no mesmo ano se tornou coordenador artístico da emissora, onde está até os dias atuais.

44 comentários em “Sombra

  1. Definitivamente ter jogado futebol de forma convincente não credencia ninguém a ser bom treinador ou gestor nesse meio, pois apesar do pouco tempo Raí e principalmente seu fiel escudeiro Ricardo Rocha não disserem a que vieram, pois certas atitudes são incompatíveis com a grandeza de um clube como o SPFC que há tempos sofre com tais problemas.

  2. Boa Sombra… Comentários sempre coerentes de um tricolor raiz, mas sensato… Com certeza te seguirei por aqui também, como já faço no Estádio 97

  3. Grande sombra exemplo de tricolor e grande radialista acompanho seu trabalho desde 99, extremamente competente e com isso tem minha admiração ! Boa sorte

  4. Que texto legal.

    Gosto muito de textos com analogias que vão além do tema em questão, o que deixa tudo mais bem explicado e mais bem humorado.

    Sobre o Júnior Tavares, o rapaz é problemático e quem cuida da carreira e da cabeça do atleta é a mãe, completamente desequilibrada, o que explica muita coisa. Mesmo com tudo isso, algumas atitudes do Raí e Ricardo Rocha (sinceramente não entendi o que faz lá até agora) como essas férias remuneradas do Júnior Tavares, se misturam com não sei bem se com ingenuidade ou incompetência mesmo.

    Parabéns e sucesso

    • Obrigado pelas palavras. Não, não é a mãe que cuida, mas como mãe, penso que ela mais atrapalha do que ajuda, apesar de muitos torcedores gostarem das manifestações dela.

  5. Paulo Pontes, não é por nada não, mas, você e o sombra são meus representantes no meio do jornalismo esportivo, o resto se esconde. Um abraço.

  6. Parabéns PequeniiiIIIiIiIiIiIiiiiiiiino Sombra!!
    Muito bom poder te “ouvir” em mais um veículo.
    Quando a matéria, como eu gostaria de ver uma sequencia da dupla Liziero e Jr. Tavares.

  7. Parabéns pelo texto Sombra, penso o mesmo. Acho que o negócio sequer deveria ter sido feito, fazer test drive de jogador, poxa, o São Paulo é muito maior que o Rennes, e não deveria passar por essa ridiculeza. Enfim, já passou, então prefiro acreditar, que assim como Casemiro, o Jr Tavares possa tomar jeito na carreira, e que seja com o Aguirre, que gosta muito do seu futebol.

  8. Atenção: como é praxe no Tricolornaweb, a democracia impera. Qualquer leitor, repito, QUALQUER LEITOR, tem o sagrado direito de concordar ou discordar das opiniões aqui publicadas. Mas sempre exigi respeito aos debatedores e a quem escreve. É amplamente possível discordar do ponto de vista ou da atuação profissional fazendo as críticas civilizadamente. Fui obrigado a deletar um comentário postado nessa página pela maneira de ofensa ostensiva com que o leitor se dirigiu ao colunista. E isso vale para todos os participantes do site, em todas as páginas. Vamos manter o nível do São Paulo FC, que é um nível elevado e bastante civilizado.

  9. Pelo jeito, você teria negociado ele com o curintia, né? Um empréstimo “na faixa”, quem sabe?

    O atleta não sabe o quê quer da vida, e 2,5 milhões de euros não se jogam fora. A diretoria, ao menos, tentou. Fez o correto. Infelizmente, o Rennes, segundo as notícias, não dispôs da quantia e a transação não aconteceu. As críticas são indevidas.

    • Infelizmente vc não acompanha meus comentários pelo Estádio 97 onde sempre fui contra negociá-lo com o rival. Não tire conclusões precipitadas.

  10. Parabéns Sombra, escuto o programa desde os primórdios, creio que com esse esquema de 3 zagueiros e 3 volantes ele possa ser aproveitado com mais liberdade na frente, pois tem mais habilidade que o Tiririca e Edmar, ele lembra o desleixo do Casemiro no começo de carreira, só que está demorando para acordar.

  11. Gostaria de ter no comando do Tricolor, pessoas com a inteligência e perspicaz do Sombra e do Paulo Pontes, dentre outros são paolinos da gema, que amam o Tricolor, porem nossa realidade é outra, dirigentes amadores, comandados por um presidente que só pensa na política, destruindo tudo aquilo que outros trabalharam duro para construir.

  12. E por falar em humorístico, mas sem querer ofender, alguns torcedores já vinham chamando a “cúpula” do nosso futebol de “Três Patetas” por equívocos como esse e péssimas contratações. Talvez adicionando um elemento a mais poderíamos ter uma nova versão dos “Trapalhões”.
    Há anos que fazemos mais alegres – para os adversários – as quartas e Domingos de futebol.
    Todos rindo e nós tricolores sofrendo a cada eliminação.

    Sombra, parabéns pela estreia e longa vida à coluna neste fórum de debates de alto nível da comunidade Tricolor.

  13. Uma crônica perfeita. Escrita elegante e bem humorada. A análise escancara a falta de norte da atual gestão tricolor. A Diretoria continua atirando para todos os lados, na tentativa de acertar o elefante, se encontra em pé, logo a sua frente.

    • Mas há tempo para corrigir. Não podemos ficar trocando a todo momento dirigentes , jogadores e tecnicos. Há de se depurar por um bom tempo até onde pode chegar esse trabalho, sempre com visão de fortalecê-lo. O que não significa que não mereça as devidas críticas.

  14. Boa Sombra! Escuto Estádio 97 é show!

    Sobre Jr Tavares acho um jogador com muito potencial. Mas precisa amadurecer, o empréstimo seria a melhor saída. Quem sabe o Rogério não recupera ele no Fortaleza?

  15. Parabéns pela estreia. Tenho certeza que vai enriquecer muito o conteúdo do Tricolornaweb, além de incrementar ainda mais o debate de opiniões. Agradeço muito por ter aceito o convite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*