Agora sim! 2019 começou…

Enfim, estreamos em 2019. Porém , no 1o tempo contra o Mirassol certamente via-se o time e a falta de criatividade do segundo semestre de 2018. Não era o time de Jardine, era como se Aguirre ainda estivesse no banco.
Surpreendentemente, no 2o tempo o Mais Querido reverteu o mau começo e mostrou muita vontade, inversão de posições e fez o jogo ficar fácil.
Ok, era apenas o Mirassol e isso deve ser levado em conta, sim. Mas, condenável seria se ao fim da partida não tivéssemos vencido, ou pelo menos mostrado algum futebol.
Na minha opinião, Pablo foi o melhor em campo. Disposição, passes inteligentes, procurou espaços e mostrou gabarito também no jogo aéreo.
Agora, Jardine tem boa dor de cabeça, pois a presença de Nenê (que foi bem) e Hernanes no elenco, deixam em aberto não só a possibilidade de escalar os mais renomados juntos, como também alterar o esquema tático.
E você, como escalaria? Um time mais rápido e leve com pontas,  ou um time com mais talento no meio campo, porém mais lento?
***Radialista desde 1987, Sombra passou por várias emissoras de São Paulo nas mais diferentes funções. Em sua primeira emissora, Jovem Pan 2 (89 a 90), iniciou como assistente de promoção e produtor do programa Radio Flight, então capitaneado por Julinho Mazzei, ícone do FM. Na sequência, ocupou o cargo de programador e coordenador de promoção das rádios Manchete (90 a 91) e Nova FM (92 a 94), transferindo-se para a então 97FM, nas mesmas funções. Em 1999, idealizou o programa Estádio 97 e no mesmo ano se tornou coordenador artístico da emissora, onde está até os dias atuais.

3 comentários em “Agora sim! 2019 começou…

  1. Início positivo do time. Mostrou um DNA mais ofensivo.

    Um dos grandes problemas do ano passado foi a inexistência de uma variação tática. A fórmula era a mesma independente do time enfrentado. Culpa da falta de elenco…

    Hoje temos a opção do 4231, com Everton, Nene, Rojas e Diego; que é forte para jogos fora de casa.
    E opções que podem se tornar o esquema principal, ou uma variante do 4231. Com Pablo ganhamos mobilidade. Com Hernanes mais cadência. Com Helinho temos a diagonal de
    Pé invertido.

    Acho que o grande mérito da Diretoria foi entender que apesar do final ruim, o time fez grandes jogos, e tem que dar continuidade à evolução.

  2. Eu acho que estes jogos vão servir justamente para o Jardine fazer suas experiências com duversas variações táticas e escalações.
    Acho que o Nenê e o Hernanes poderão em alguns jogos atuarem juntos e em outros apenas 1 deles, assim como Pablo e Diego Souza tbm poderão atuar juntos em determinados jogos.
    Tem ainda o Helinho, o Carneiro (se estiver compromissado), Brenner, Everton Felipe e mais alguns pra serem testados e evoluir juntos com a equipe.
    Quase TODOS os torcedores não gostariam de ver o Jucilei e o Hudson juntos, mas TODOS os técnicos SEMPRE escalam os dois , e certamente têm seus motivos.
    Com 2 laterais ofensivos, 3 atacantes e 1 meia (Hernanes ou Nenê) quem marcaria e cobriria os avanços dos laterais?
    Acho que em alguns jogos teremos apenas 1 volante mais marcador, mas na maioria teremos a dupla Jucilei e Hudson.

    • Em alguns jogos o Liziero será titular. E o Rodrigo Nestor que está na copinha joga muita bola e vai subir esse ano…

      O Hudson tem que melhorar muito ofensivamente, mas esse início com o gol é promissor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*