São Paulo volta a sofrer 4 gols no Brasileirão após mais de 3 anos

O São Paulo voltou a sofrer quatro gols em uma partida de Campeonato Brasileiro após quase três anos e meio. A última vez que o Tricolor havia sido goleado por essa quantidade de bolas na rede aconteceu em agosto de 2017, no clássico contra o Palmeiras, no Allianz Parque, quando perdeu pelo mesmo placar da derrota desta quarta-feira, para o Red Bull Bragantino, em Bragança Paulista: 4 a 2.

Daquele time, comandado por Dorival Júnior e que brigou contra o rebaixamento, apenas Arboleda segue como titular. Hernanes, principal nome do São Paulo de 2017, hoje é reserva. Brenner também fazia parte daquele elenco. A diferença é que, além de não sofrer riscos de cair para a Série B na atual temporada, o Tricolor de Fernando Diniz também iniciou a 28ª rodada do Brasileirão como a melhor defesa do torneio ao lado do Grêmio, que agora ostenta esse título isoladamente.

“Fizemos uma partida muito ruim, muito abaixo em todos os sentidos. Quando acontece isso, o treinador é o principal responsável. Já é em todas as circunstâncias, mas, quando o time vai muito mal, o treinador é o maior responsável”, afirmou o técnico Fernando Diniz.

Nesta quarta-feira, o São Paulo foi para o intervalo sendo goleado por 4 a 1. No segundo tempo, o Tricolor tentou reagir, mas, com a expulsão de Tchê Tchê, não assustou o Red Bull Bragantino da maneira que deveria. Somente no final do jogo, já nos acréscimos, graças ao acaso, Gonzalo Carneiro acabou estufando as redes, amenizando a derrota acachapante de Daniel Alves e companhia em Bragança Paulista.

“A marcação forte do Bragantino, prepararam o campo para a bola ficar mais lenta, e a gente não conseguiu desenvolver nosso jogo de saída. Depois cedemos contra-ataques que não costumamos ceder, e aí não é por falta de um ou outro jogador”, completou o técnico do São Paulo ao ser questionado se as ausências para o jogo contra o Red Bull Bragantino contribuíram para o fracasso da equipe.

Vale lembrar que o São Paulo entrou em campo hoje com sete desfalques. Além de Walce e Liziero, que se recuperam de cirurgias, Luciano (inflamação no joelho), Pablo (contratura muscular), Toró (covid-19), Juanfran (problemas pessoais) e Luan (suspenso) foram ausências importantes para o Tricolor.

Agora, o time comandado por Fernando Diniz volta o foco completamente para o clássico contra o Santos, no próximo domingo, às 16h (de Brasília), no Morumbi. Embora tenha mantido a vantagem de sete pontos na liderança do Brasileirão graças à derrota do Flamengo no Fla-Flu, o São Paulo precisa se redimir com a torcida e retomar a confiança, aparentemente abalada após a eliminação na semifinal da Copa do Brasil para o Grêmio.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

2 comentários em “São Paulo volta a sofrer 4 gols no Brasileirão após mais de 3 anos

  1. Queria ser uma mosquinha para ver o que o Muricy deve ter falado para o elenco depois dessa “performance”…
    2021 começou, precisa avisar os caras que as festas já acabaram…

  2. Temos um time, elenco nao temos, perdemos o Luan o time desandou, Arboleda tb a zaga estava mais perdida que cachorro quando cai da mudança.
    Olhar na tabela que pelo menos 4 times tem 1 jogo a menos que nos e palmeiras 2 jogos a menos que o 6 colocado, se nao abrir os olhos e continuar perdendo dessa maneira vamos ter que nos contentar com o G4 e olha la.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.