Futuro de Gabriel Novaes segue incerto após frustração no Barcelona B

Desde que retornou do empréstimo ao Barcelona B, Gabriel Novaes, do São Paulo, vive impasse sobre onde irá jogar quando o futebol for retomado no Brasil. Até agora, atacante, empresários e dirigentes do Tricolor não chegaram a um consenso. O atacante de 21 anos tem contrato até o fim de 2022.

Revelado nas categorias de base do São Paulo, Gabriel Novaes ficou perto de acertar com Botafogo e Chapecoense nesta temporada, também por empréstimo, mas as duas negociações melaram.

Sem definição, a expectativa é de que o atacante fique à disposição do São Paulo na volta aos treinos, programado para 1º de julho. No entanto, ele não está nos planos do técnico Fernando Diniz. Por isso, deve trabalhar separado do restante do elenco.

Transferência frustrada ao Botafogo
Gabriel Novaes esteve bem próximo de fechar com o Botafogo. Com a promessa de que daria chance ao atacante, o clube carioca acertou verbalmente a contratação do jogador e abriu as portas para que ele treinasse até que toda a documentação estivesse regularizada.

Após um mês, porém, o acordo entre São Paulo e Botafogo foi desfeito por “divergências em questões contratuais”, segundo os próprios clubes afirmaram na época. Gabriel Novaes voltou ao Tricolor.

O GloboEsporte.com teve acesso a trocas de mensagens que comprovam que o São Paulo aceitou duas condições impostas pelo Botafogo, sendo uma delas a de que Gabriel Novaes poderia atuar contra o Tricolor.

Quando os papéis estavam prontos para assinatura, o clube carioca quis incluir uma outra cláusula no contrato, que, para o São Paulo, estava fora de cogitação.

Sem o aval do Tricolor, o Botafogo desistiu do jogador. Nas trocas de mensagens obtidas pela reportagem, um agente envolvido no negócio reconheceu que o Botafogo estava fazendo jogo duro.

Frustração também na Chape
Após a desistência do Botafogo, o São Paulo abriu negociação com a Chapecoense. Nas semanas seguintes, as partes acertaram salários, e Gabriel Novaes deveria se transferir em março. A pandemia do coronavírus, porém, adiou a apresentação.

Diante deste novo cenário, a Chapecoense demorou para fazer o contrato por não querer pagar os primeiros salários em meio à pandemia e decidiu selar o acordo apenas no começo de junho. O São Paulo aceitou as condições, mas Gabriel Novaes desistiu.

O atacante não se apresentou na data combinada e o negócio foi desfeito. No acordo, Tiago Coser, de 16 anos, seria envolvido no negócio. Ele permaneceu na Chapecoense.

O Tricolor via na Chapecoense um bom time para Gabriel Novaes se readaptar ao futebol brasileiro e ganhar rodagem. A inclusão de Tiago Coser no acordo seria vantajosa para o clube paulista.

Os agentes agora acreditam que Gabriel Novaes pode ter uma nova chance no São Paulo ou até mesmo encontrar um clube da primeira divisão, já que negociações poderão ser feitas até setembro, segundo os mesmos. Equipes da Europa também observam o garoto.

Contrato definitivo com o Barça
Gabriel Novaes foi emprestado ao Barcelona B com opção de compra fixada no contrato, no fim de janeiro de 2019, logo após a conquista do Tricolor na Copinha. O atacante foi o artilheiro da competição, com dez gols.

Para que a negociação fosse concretizada, o São Paulo exigiu que ele renovasse até o fim de 2022 para assegurar que ele não fosse comprado por um outro clube praticamente de graça durante sua passagem pela Espanha.

Se não aceitasse essa condição, Gabriel Novaes só poderia sair definitivamente para o Barcelona na janela do meio do ano, pois seu contrato terminaria no dia 31 de janeiro de 2019, mesma data do fechamento da janela de transferências do começo do ano.

Ou seja, o atacante ficaria seis meses sem clube.

Gabriel Novaes, então, decidiu aceitar a condição e assinou por um ano e meio com o Barcelona por empréstimo. Nesse meio tempo, ele foi repassado ao Córdoba, da segunda divisão espanhola, por não ter espaços na equipe catalã.

O que diz o empresário
De acordo com Rodrigo Gonzaga, empresário de Gabriel Novaes, o jogador estava livre após a Copinha de 2019. E o Barcelona queria o jogador com um contrato de cinco anos, não por empréstimo. Ele alega que o atacante ficaria alguns dias treinando no Brasil e logo depois iria ao clube catalão.

O agente afirma que foi o próprio jogador quem não quis sair e deixar o São Paulo de uma forma que prejudicasse o clube que o revelou.

Gabriel Novaes aceitou a proposta pela vontade de um dia defender os profissionais do São Paulo com a promessa de que quando acabasse o contrato com o Barcelona ele seria reintegrado ao elenco principal do Tricolor. Neste retorno não houve essa chance, e Gonzaga vê como ingratidão do clube.

O empresário acredita que o São Paulo poderia ter valorizado o esforço que o jogador fez para um dia retornar e dar ao menos uma chance ao jovem atacante de 21 anos.

No Barcelona B, Gabriel Novaes não teve muitas oportunidades por causa de atrasos na documentação e, logo depois, uma lesão que atrapalhou sua adaptação. Ele ainda foi repassado ao Córdoba, da segunda divisão, onde também não foi aproveitado

Segundo Gonzaga, por causa de problemas políticos no clube.

O que pensa o São Paulo
O clube nega ter dificultado o empréstimo de Gabriel Novaes, mas acredita que não pode sair prejudicado em determinadas situações, como por exemplo na negociação com o Botafogo. O Tricolor entendeu que os moldes do acordo não eram bons para a instituição.

A negociação com a Chapecoense é apontada como mais um indício de que Gabriel Novaes não foi impedido de seguir seu caminho, uma vez que as partes se acertaram e quem não quis se transferir foi o próprio jogador.

Sem espaço no elenco de Fernando Diniz, o São Paulo o colocou para treinar de forma separada dos atletas do elenco profissional e não descarta novas negociações.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.