De negociável a artilheiro: Brenner cresce no São Paulo

A mudança radical de status de Brenner no São Paulo tem a marca de Fernando Diniz. O atacante saiu de jogador negociável para artilheiro disparado do elenco no ano, com 11 gols.

Desde que virou titular, na vitória sobre o Atlético-GO, Brenner fez uma sequência de sete gols em seis jogos pelo São Paulo. A próxima chance para marcar será na quarta-feira, às 19h15, contra o Lanús, na Argentina, pelo jogo de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana.

O auge de Brenner na carreira passa pela atenção e confiança de Fernando Diniz no seu futebol. Na visão de quem está no dia a dia do CT da Barra Funda, o cuidado do técnico com o lado fora de campo do jogador e a sua família são pontos fundamentais nesse crescimento.

Foi de Diniz o pedido para que o atleta de 20 anos fosse reintegrado ao grupo do São Paulo após o empréstimo ao Fluminense, para onde o próprio técnico o havia levado.

O comandante também costuma citar nas suas entrevistas os exemplos de Antony e Gabriel Sara, outros jogadores de Cotia que cresceram sob seu comando.

– O Brenner foi um jogador que eu levei para o Fluminense. Custo zero. Salário pago aqui pelo São Paulo. Comigo foi titular em algumas partidas e praticamente em todos os jogos entrava. Depois que eu saí de lá, ele praticamente não foi mais nem relacionado. Aconteceu o mesmo que havia acontecido aqui no São Paulo – disse Diniz.

– Na minha volta pedi que ele se reintegrasse. É um jogador muito talentoso, tem o carisma do gol, muito frio e técnico. Sabe ajudar na construção. Tem muita qualidade. Mas é jogador que precisa de apoio e tempo – completou.

Brenner forma ao lado de Luciano o ataque titular do São Paulo. Os dois são jogadores com a confiança de Fernando Diniz. O segundo foi a única contratação do ano, trocado por Everton com o Grêmio, e o primeiro foi reintegrado a pedido do treinador.

– Sou um cara que tudo tem seu tempo e sua hora. O Brenner hoje vive um momento especial na carreira, na vida dele. É um garoto que tem uma aposta muito grande. Há jogadores que devido ao talento, sobem para o profissional com uma expectativa muito grande e se cria uma pressão para um jovem de 16, 17 anos e que não é fácil administrar – disse Tiago Volpi, sobre Brenner.

A frase de Volpi vai de encontro a uma sensação que existe dentro do São Paulo: ter pulado uma categoria pode ter atrasado o amadurecimento de Brenner. Ele foi do sub-17 direto ao profissional, sem passar pelo sub-20.

A avaliação é de que são raros os casos de atletas que fazem esse mesmo caminho com sucesso, ao pular uma etapa considerada importante na formação do jogador.

– No caso do Brenner, os anos que tem passado, o que tem acontecido nesse processo, para ele, foram benéficos. De até mesmo ter rodado no ano passado, pegar uma outra experiência no Fluminense e retornar neste ano com mais sequência, principalmente depois da pandemia, e ele soube esperar, soube trabalhar – disse o goleiro.

– O Diniz faz um trabalho muito bacana com ele, já tinha levado ele para o Fluminense e, como eu falei, tudo tem seu tempo e sua hora e acho que esse período de maturidade do Brenner tem chegado, e ele está cada vez mais pronto para assumir essa responsabilidade – completou Volpi.

Promovido ao profissional por Rogério Ceni, em 2017, Brenner teve mais chances de atuar sob o comando de Dorival Júnior, em 2018, quando virou inclusive titular. Mas nunca chegou perto de ter o rendimento de agora com Fernando Diniz.

– Gosto muito de ajudar os jogadores, de fazer com que melhorem como pessoas e jogadores. Gostar do que faz e das pessoas ao seu redor. O Brenner está sendo um grande presente. Quanto mais a gente conseguir ajudar os jogadores, mais perto de eles conseguirem dar resultado no campo. O Brenner é um exemplo, como é o Sara, o Igor Gomes, o Antony. Para mim é gratificante ver os jogadores crescendo – disse Fernando Diniz.

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “De negociável a artilheiro: Brenner cresce no São Paulo

  1. Diniz, ja que vc gosta de recuperar jogadores, recupere o Gabriel Novais, esse cara é bom de bola só não esta sendo usado ou preparado como se deve,outro que vc pode recuperar é o Helinho que junto com o Brener e o Antony era o terror das defesas no sub 17.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.