Cantinho da Política

Foi realizada nesta segunda-feira uma Sessão Solene, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, em homenagem aos 90 anos do São Paulo FC. De iniciativa do deputado Bruno Lima (Delegado Bruno), a sessão contou com poucos conselheiros do Tricolor.

Porém, o mais impressionante foi a ausência de nossos principais representantes. O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva alegou, na última hora, compromissos inadiáveis e não compareceu à solenidade. O vice-presidente  Roberto Natel também não compareceu.

Segundo informação que recebi, o presidente do Conselho Deliberativo, Marcelo Pupo, mandou o convite por e-mail a todos os conselheiros. Mas de representatividade estavam o próprio Pupo, além do ex-presidente Eduardo Mesquita Pimenta.

Mas, voltando às ausências das principais autoridades, isso tem sido corriqueiro. Na cerimônia realizada no clube, ano dia 25 de janeiro, o presidente Leco esteve no hasteamento das bandeiras, mas não ficou para a missa e para o tradicional “Parabéns a você”, ao som do Hino do São Paulo. O vice-presidente, Roberto Natel, também esteve ausente (aliás, ele está sempre ausente). Quem acabou fazendo as vezes para cantar os parabéns e chamar o hino foi Júlio Casares, a pedido dos próprios conselheiros e sócios presentes no local.

Paulo Pontes

7 comentários em “Cantinho da Política

  1. A ausência do atual ocupante da cadeira de presidente do SPFC não é notícia. Trata-se apenas de mais uma ausência de alguém que nunca está presente.

    Um presidente que não respeita a instituição e sua história não poderia mesmo fazer um grande administração.

  2. Esse rato velho asqueroso nem saopaulino eh, está lá pra tirar uma grana, velho bizarro!!!

    O Natel eh outro, o que esse sujeito faz no SPFC? Ah já sei, seus postos de gasolina serviram pra abastecer os carros do clube, precisa saber o preço que cobrava!!!

    Não eh a toa que estamos 10 anos passando vergonha, olha o nível desses sujeitos que comandam o clube, o SPFC está largado nas mãos desses abutres!!!

  3. O Sr. Leco é a própria Rainha da Inglaterra: tem cargo e remuneração, mas nunca se faz presente nos locais em que, realmente, deveria estar como máximo dirigente do São Paulo FC. Eu tenho comparecido em quase todos os jogos de basquete realizados em nosso ginásio, posto que, nesse ano, estamos contando com um time bastante competitivo. Jamais vi o Sr. Leco presente nessas ocasiões. Pelo que se sabe, ele esteve presente somente nbun jogo. Aquele que foi realizado contra o EC Pinheiros, no ginásio desse clube. A televisão transmitiu a partida e documentou a presença sorridente do Sr. Leco em meio a diretoria daquele clube. Precisa falar mais alguma coisa???

  4. Vai ver que todos estavam mais preocupados com seus respectivos clubes ‘principais’.
    Assim como boa parte dos conselheiros influentes do São Paulo é sócio do Paulistano, local onde eles se encontram e fazem seus convescotes, o Leco é sócio e frequentador do Pinheiros…
    Infelizmente, o São Paulo mesmo sendo um dos maiores clubes de futebol do mundo é gerido de forma amadora, como se fosse um simples clube de lazer (do qual muito desses conselheiros são sócios) e onde os associados se preocupam muito mais com as piscinas, campo para os torneios internos, ingressos para shows e jogos, do que com o time de futebol que possui 18 milhões de torcedores e que gera uma receita de mais de R$ 400 milhões ao ano…
    Enquanto a política do clube se resumir um grupo de apenas 240 conselheiros elegendo um presidente, sendo que comodamente 160 deles são vitalícios (vão ficar ali até a morte), o resultado final vai ser “mais do mesmo”.

  5. Hoje o São Paulo é um clube que não se respeita, sua história está sendo jogada na lata do lixo pelo Leco.

    Pelo bem do São Paulo, espero que após terminar o pior mandato da história do clube, o Leco nunca mais ocupe qualquer cargo.

    Qualquer candidato que tenha o apoio da atual gestão, deve perder a eleição, pelo bem do clube.

  6. Pelo andar da carruagem, o Casares vai levar.
    Essas ausências do presidente e vice explicam muito da falta de força do São Paulo nos bastidores.

    E, por favor, turma do partido, batam no Leco, mas deixem nosso time em paz.

    • O pior é que são remunerados e não fazem presença! Queria eu ter um emprego com essa remuneração e colocar sempre compromissos pessoais a frente. Absurdo que deveria ser questionado pelos conselheiros.

      Pena eu não ser conselheiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.