Balanço mostra que São Paulo pode ter quebrado regra da Fifa; clube nega

O balanço de 2018 do São Paulo, publicado neste ano, apresenta um ponto controverso. No item 18, de direitos e obrigações com entidades estrangeiras, na 12ª linha, consta que R$ 17,75 milhões referentes a direitos federativos de Eder Militão entraram nos cofres do clube, oriundos da financeira alemã Score Capital AG. Porém, a Fifa proíbe que direitos federativos de jogadores sejam negociados diretamente com empresas.

Em seu balanço, o Porto, que comprou o jogador em 2018, citou apenas o São Paulo na negociação. No do clube do Morumbi, porém, a Score Capital aparece com a descrição “direitos federativos”, assim como os portugueses. O UOL Esporte procurou o Tricolor e a financeira alemã, mas a empresa não se pronunciou sobre o assunto. De acordo com a apuração da reportagem, a agremiação brasileira acredita que agiu dentro da lei.

Militão foi negociado a prazo, e o São Paulo, antes de receber o dinheiro, teria pegado os créditos desta operação com a Score Capital, que cobrou juros referentes à transação. Na linha de raciocínio do clube, a empresa alemã teria ficado com os créditos da operação, e não com os direitos federativos do jogador.

Tal negociação, no entendimento do clube, é permitida pela Fifa. Ainda no entender de integrantes do departamento financeiro do São Paulo, esse adiantamento não é encarado como um empréstimo ou dívida, e sim como uma despesa financeira.

Ainda no balanço do São Paulo, no item 5, há a seguinte descrição, referente a entidades esportivas: “Valores a receber de Entidades Esportivas em 31/12/2018 referem-se substancialmente a negociações de Direitos Federativos dos atletas profissionais: (i) Lucas David Pratto, (ii) Eder Gabriel Militão, (iii) Thiago Henrique Mendes Ribeiro, (iv) Paulo Henrique Chagas de Lima, (v) Inácio Carneiro dos Santos, (vi) Petros Matheus dos Santos Araújo, (vii) José Rogério de Oliveira Melo, (viii) Vitor Tormena de Farias, (ix) Ricardo Adrián Centurión, (x) Christian Alberto Cueva Bravo, (xi) Luiz Gustavo Novaes Palhares, (xii) Auro Álvaro da Cruz Junior, e (xiii) Lucas Rodrigues Moura da Silva. A Entidade optou por registrar os efeitos econômicos totais dos contratos firmados, com o objetivo de expressar os reflexos dos mesmos em suas demonstrações financeiras a curto e longo prazos. Em 31 de dezembro de 2018 e de 2017, o clube mantinha recebíveis oferecidos em garantia à determinadas operações de empréstimo e financiamento bancário.”

Vale lembrar que, como o contrato de Militão estava perto do fim, o São Paulo aceitou pagar cerca de 28% de intermediação na transferência. A demonstração financeira relativa a dezembro do ano passado registra R$ 31.5 milhões pela venda do jogador e despesa de R$ 8.875 milhões com intermediação.

Fonte: Uol

3 comentários em “Balanço mostra que São Paulo pode ter quebrado regra da Fifa; clube nega

  1. 28% de comissão?!
    Por isso o São Paulo está quebrado!
    Até quando nossos conselheiros vão aceitar que o SPFC seja roubado pela corja que preside?!

    • Prezado Marcelo, saudações tricolores, aproveito seu questionamento para expor duas considerações que costumo fazer:

      A) A indústria maldita do “vitalismo” tem que acabar, inclusive interrompendo a jornada dos que aí estão. Cria-se uma instituição de “senadores” para homenagear àqueles que se destacaram e, beleza: Todos devidamente lembrados. Ser um “imortal” do passado não garante um bom voto no futuro. Se algum candidato sério, não oportunista, tiver um projeto para isso, é dele meu voto;

      B) Volto a repetir: converso com alguns conselheiros, vitalícios ou não, que, quando indago sobre decisões amadoras do SPFC, me respondem: “não há nada que possamos fazer…”. Ora, então pra que serve o conselho? Somente para ter algum prestígio bobo (parecem donzelas desfilando no SPFC Fashion Week), ter direito ao estacionamento privativo em dias de jogos e ingressos para agradar ao eleitorado?

      Os senhores leitores votantes no conselho do ano que vem, não escolham seus candidatos pelo churrasco, chaveirinho ou ingresso. Votem naqueles que tenham um projeto CONCRETO. Um plano de ação factível e eficaz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.