Aidar: “Nos preocupamos com a arbitragem do campeonato”

A brilhante atuação do time do São Paulo na incontestável vitória sobre o líder Cruzeiro, por 2 a 0 na tarde deste domingo (14) rendeu elogios do presidente Carlos Miguel Aidar. O mandatário tricolor saiu do Morumbi contente com a exibição do time, mas não escondeu a sua insatisfação com a arbitragem, que deixou de expulsar o zagueiro Dedé no lance do pênalti convertido pelo goleiro Rogério Ceni.

“O time merece todos os elogios. Foi uma atuação maravilhosa, e a alegria voltou ao estádio”, afirma o dirigente, que acrescenta. “Em que pese a incontestável vitória do São Paulo, que teve uma atuação brilhante, saímos de campo preocupados com a arbitragem, que tem beneficiado o Cruzeiro”, avalia.

“Reconhecemos no time cruzeirense um grande adversário,mas esperávamos que o Dedé fosse expulso no lance do pênalti. O próprio atleta, aliás, afirmou antes do intervalo que o lance merecia cartão vermelho”, completa.

Aos 33 minutos do primeiro tempo, Ganso foi derrubado na área por Dedé: pênalti! O zagueiro já tinha cartão amarelo, poderia ser expulso, mas a arbitragem não o puniu novamente. A jogada da penalidade, aliás, veio em jogada característica do São Paulo: inversão dos meias em velocidade e recuo de Kardec servindo Ganso e Pato.

Com força, o M1TO converteu aos 35 e balançou as redes do goleiro Fábio, que nada pôde fazer para evitar o 1 a 0. Foi o sétimo gol de camisa 01 sobre o arqueiro cruzeirense, colega que mais foi vazado pelo goleiro-artilheiro do Tricolor.

Na volta para o segundo tempo, o técnico Marcelo Oliveira, ciente de que seu jogador poderia ser expulso, substituiu o defensor para a etapa complementar e promoveu a entrada de Manoel.

Fonte: Site Oficial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.