São Paulo teve o melhor 1º tempo e o pior 2º tempo da era Diniz

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, o primeiro tempo do São Paulo nesta quinta-feira, contra o Atlético-Mg, foi, seguramente, o melhor da era Diniz. Um time envolvente, sufocante, que deixou o time mineiro completamente atordoado.

Foram duas bolas chutadas contra o travessão, um gol perdido, um gol legítimo anulado com auxílio do VAR, enfim, tudo o que um grande time precisa apresentar de futebol.

Seguramente afirmo: não fosse o roubo que fomos vítimas em Belo Horizonte teríamos saído do Mineirão com uma grande vitória. O gol de Luciano, pessimamente anulado, daria mais ímpeto ainda ao São Paulo e deixaria o Atlético ainda mais atônito.

Mas o Galo conseguiu encontrar um gol, logo depois fez o segundo e tudo desmoronou. Ainda pensei, no intervalo, que apresentando o futebol de alto nível do primeiro tempo, seria possível buscar o resultado, mas estava enganado.

A dupla de zaga, muito bem em jogo anteriores, entrou em parafuso. Diniz fez substituições erradas, ao colocar Vitor Bueno no lugar de Gabriel Sara (deveria ter entrado Igor Gomes), e depois tirando Hernanes e Paulinho Boia, que faziam boa partida, para colocar Igor e Brenner. Nada deu certo e o time desandou. Foi um horror.

Mas atribuo exclusivamente ao erro crasso da arbitragem nossa derrota. Não admito transferir para as costas do treinador, apesar do erro das substituições, esse resultado. E digo mais: estamos no caminho certo. A ver pelo primeiro tempo e pela nossa classificação no Brasileiro.

Domingo é vitória no Morumbi. Quarta-feira que vem também. E seguimos em frente.

20 comentários em “São Paulo teve o melhor 1º tempo e o pior 2º tempo da era Diniz

  1. Vamos esquecer a arbitragem.

    SPFC do primeiro tempo: poderia ser candidato ao título SE os atacantes errassem menos do que estão errando.

    SPFC do segundo tempo: seria forte candidato ao rebaixamento.

    O que mudou?

    Diniz, pressionado e inseguro, desmontou seu bom esquema do primeiro tempo, colocou os estáticos Vitor Bueno e Brenner no lugar dos ágeis Paulinho e Gabriel e acabou com qualquer chance de reação quando sacou Hernanes. Igor Gomes não é armador, é ponta de lança. Time lento, sem criatividade e previsível foi presa fácil para o bem treinado time do Atlético.

    A solução, em meu ponto de vista e apesar de não gostar do trabalho de Diniz, seria a diretoria dar tranquilidade ao treinador para desenvolver seu trabalho – carta branca enquanto o aproveitamento for superior a 50% (hoje temos 62%), e com isso evitar que ele “surte” e cometa esses erros infantis. Talvez assim cheguemos a uma vaga no G4 ou G6. Essa é a expectativa realista.

  2. Boa noite tricolores,
    Eu pensei um pouco e me perguntei, o VAR deu 3 gols para o Atlético? Não, O VAR perdeu gols praticamente embaixo das traves? Não, então quem é o responsável por mais esse tropeço? Os caras que estão dentro de campo, infelizmente nosso time é muito fraco psicologicamente, basta levar um gol e pronto, desanda a maionese, foi assim contra o RB, o Mirassol, o Vasco, agora o Atlético e dai vai, todos se perdem, incluindo o treinador e começam a fazer besteiras, é igual um cara que passa todo dia de olho na menina mas quando ela olha se borra todo, ou seja estamos com síndrome de perdedor, mas o pior é que isso se reflete também na torcida quando vejo muitos dizendo que vamos cair, que nos apequenamos, é a torcida unida que vai conseguir levar esse time aos triunfos que merecemos, eu não gosto de falar nisso mas os galináceos quando ficaram 23 anos na seca se valeram da torcida para se levantar, é isso que temos que fazer empurrar, empurrar e empurrar, até pegar no tranco.

    • Concordo em partes, porque não adianta muito ficar empurrando enquanto os conselheiros incompetentes elegem presidentes incompetentes que nomeiam diretores incompetentes que formam elencos e direção técnica incompetente. Sem contar a farra com a grana do clube, que vai pra bancar turismo dos conselheiros (quem diria, né?) e comissões em contratações bizarras.
      Pode torcer o quanto quiser, não tem como dar certo desse jeito.

  3. Deve se colocar a derrota na conta do VAR e dos atacantes GROSSOS do SPFC, não dá pra perder gols como os de ontem, no mínimo dois teriam que serem feitos e assim o SPFC dificilmente perderia.
    Depois disso ainda tem a “mão” do técnico, o cara me tira os dois melhores jogadores da partida, Paulinho Bóia e Hernanes pra colocar o INOPERANTE Vitor Bueno e o Brenner que soh faz gol nas galinhas, aí acabou de vez com as chances de resultado melhor.
    O Diniz eh o técnico do quase, quase monta um bom esquema, quase joga bonito, quase dá esperanças mas no final sempre fracassa e deixa os estragos.
    Graças a Deus que essa “gestão” está chegando ao fim, esse DESASTRE chamado Lecú e seus INCOMPETENTES assistentes Raí e Pássaro vão pra rua, sem ganhar nada e deixando um rastro de vexames e dívidas pro próximo presidente, que deve ser o PITBULL do Cachaceiro safado que faz parte do grupo do IMPRESTÁVEL Lecú.

  4. 3 ou 6 a zero, seria pouco, pois um time não pode jogar 20 – 30 minutos e morrer.
    O adversário entrou na roda nos 30 minutos iniciais, mas tinha um padrão definido
    por seu técnico e conseguiu sobreviver.
    Nós temos o diniz, o rai, e essa diretoria e conselheiros malditos que não enxergam o óbvio.

    • Em tempo, esse spfc desse trenero de um tempo só, nunca vai dar certo,
      tudo aqui é na esperança de dias melhores,
      enquanto isso tudo, vai afundando, legal.
      Não é nosso sp dos bons tempos, assim como a patria amada, roubada de hoje,
      porem tem a turminha do apoio de sempre.
      Nada está tão ruim, que não possa piorar mais um pouco.

  5. Além do var, tbm dedico a derrota aos nossos atacantes, como que o Luciano e o Pablo me perdem gols daqueles ?? Sinto mto dizer , o Pablo é esforçado, aparentemente bom de grupo mas é GROSSO de mais. Não vamos a lugar nenhum com um centro avante desses. E pensar que o Gilberto já foi do Sp e tá no Bahia, acho que resolveria boa parte dos problemas.

  6. Concordo integralmente com o editorial.

    O Diniz é responsável pela falha na defesa: quase todos os gols sofridos nos últimos jogos tem a mesma característica: adversários explorando a linha de impedimento e ganhando na corrida. Melhorou um pouco com essa dupla de zagueiros mais velozes, ontem na lateral esquerda os mineiros fizeram uma festa. Se o tal Keno não fosse tão grosso, o placar seria pior.

    Mas o placar não se faz só na defesa, se os atacantes não errassem finalizações fáceis, o VAR não tomasse decisão estranha e os meias cuidassem melhor da bola, o resultado seria outro, e esses fatores não estão sob controle do técnico, que trabalha com o que tem e sob as condições dadas.

    Mesmo com o resultado de ontem, o Diniz ainda está entre os melhores aproveitamentos dos últimos técnicos do SPFC, logo, pelo histórico,
    uma troca hoje tem muito mais chance de piorar as coisas do que melhorar.

    E vale lembrar que muita gente chegou a pedir aqui o técnico que afundou o Cruzeiro, aquele outro técnico que, de tão bom, está desempregado e o outro que atualmente ocupa a zona de rebaixamento…

  7. o beto diz : com DINIZ o SPFC tem chance 000% de titulo

    o RAY diz : com DINIZ termos chance de titulo

    no fim de outubro veremos quem vai acertar se o beto ou RAY

    o beto torce para o RAY acertar

    SPFC VOCÊ É MUITO GRANDE

  8. Eu sabia que iam contemporizar…

    Gostaria de saber como um time que tem média de 1 gol por jogo e toma 2 gols no primeiro tempo é candidato ao título??

    Ah mas está em segundo lugar… isso porque é começo de campeonato, tem times com jogos a menos… quero ver onde estará na 16ª rodada e ao fim do primeiro turno!!!

  9. Acho que o VAR errou e se errou foi de propósito. Claro que isso tem haver com a omissão do SPFC nos bastidores, quem fica em cima do muro leva chumbo dos dois lados, logo na dúvida é contra quem se abstém!

    Nada é justificativa para mesmo com errro de arbitragem, tomar 3 gols e levar uma goleada.

    O lance na trave do Luciano, foi um gol perdido de forma bisonha, era só dominar e escolher o conto.

    O lance na trave do bóia foi um chute de longe, não esqueçam que chute na trave é erro. É preferível que o goleiro adversário opere um milagre do que chutar na trave.

    Vimos os velhos erros, defesa exposta e meio sem marcar ninguém. O Liziero e o Léo Pelé muito mal. Parece que o melhor é colocar Bruno Alves e o Juanfran na esquerda. Nosso meio inexiste na contenção, como nada vai mudar, outros vexames acontecerão!!

    Esse é o novo SPFC, vexames, submissão e omissão!!!

  10. O tom dos comentários é invariável: tem que demitir o Diniz. E colocar quem? Qualquer um dos outros? Chamar um estrangeiro talvez seja uma boa ideia. Mas o salário que eles pedem é proibitivo

  11. Não adianta, não bate com a realidade. Eu entendo a empolgação e a necessidade de fantasiar, estamos sem isso faz tempo, mas não bate com a realidade. Baseado em que fato da pra afirmar que se não fosse o gol anulado iríamos ter tesão de marcar o segundo, terceiro?
    O fato de todos os jogos é que depois de fazer o primeiro o time recua e morre, só cai pra cima novamente se tomar o empate ou a virada. Não tinha como escapar dessa derrota, porque somos muito piores do que o Atlético. E a diferença está no banco, no treinador e na diretoria. Uma delas faz o esforço de trazer o melhor treinador do país, a outra se contenta em ter uma PIADA no banco pra satisfazer o desejo do funcionário estrelinha.

  12. Paulo Pontes, paga imposto se afirmar que o Diniz arrebentou com o sistema defensivo do São Paulo? e que os times dele fazem poucos gols?

    Uma pena ter Pego Sport, Atlético PR e Corinthians, que são piores que o SP, antes do Atlético MG, esse jogo de ontem tinha de ter sido logo após o jogo do Bahia, assim essa enganação de técnico teria sido demitido para o bem do São Paulo.

  13. Eu sou um crítico do trabalho do Diniz, sempre ironizei desde os tempos de Audax.
    Treinado de time pequeno. Porém nesse jogo ele não teve nenhuma culpa.
    Ele foi o culpado pela vexatória derrota para o Mirassol e deveria ter sido demitido no vestiário, junto com o Raí.
    Porém nossa diretoria é muito fraca e não tem nenhum comando.
    O Diniz ficou e tentou mudar, teve humildade para abrir mão de muitos de seus conceitos ridículos.
    Trocou meio time, se pegar o time que perdeu para o Mirassol, entraram em campo como titulares contra o Atlético simplesmente 7 jogadores que não estavam naquele ridículo e fatídico jogo. Isso mostra que o treinador está trabalhando e procurando um novo time.
    Mas falta o trabalho da diretoria ! Falta apoio, falta colocar o departamento de análise de desempenho para trabalhar !
    Tem que contratar mais jogadores, o elenco é curto e fraco, não dá para disputar Libertadores e Brasileiro com força.
    O gol que o Pablo perdeu contra o Bahia e que seria o da virada não pode, o gol que ele perdeu contra o Binacional, o gol que ele perdeu contra o Atlético…. os domínios errados, corre errado, não dá opção, é fraco, finaliza mal, chuta fraco, é ruim na jogada aérea e mesmo com 27 anos só tem 52 gols na carreira !!!! Não pode ser o nosso 9.
    A diretoria tem que contratar, tem que dar um centroavante, um cara que saiba fazer gol para o Diniz, um cara que chegue e vista a camisa titular. E deve contratar na verdade uns 4 jogadores, pelo menos um volante e um centroavante para ser titular e mais 2 jogadores, pode ser um lateral esquerdo e um atacante dos lados, para ajudar o elenco.
    Assim conseguiríamos ter um elenco mais qualificado para disputar essa maratona de jogos.
    Do jeito que está, com os meninos somente, termos imensas dificuldades.
    O time cansa rápido, o Diniz tem que rever isso. O time sufoca em 30 minutos, porém se não faz os gols (ontem fez!), o time cansa e desanda. O Diniz tem que saber dosar isso.
    Foi exatamente assim contra o Vasco também, começamos bem, em cima, e perdemos.
    Se o centroavante do São Paulo fosse o Cano do Vasco por exemplo, ontem teríamos ganho o jogo.
    Com as economias de salários do Diego Souza, Nene, Pato e Anderson Martins, conseguiríamos pagar o salário de um Suarez, um Cavani por exemplo. Sei que é exagero, escrevi apenas para ilustrar a incompetência dessa gestão, que inclui principalmente o Leco e o Raí.
    O Calleri está encostado em um time argentino, estava na reserva na Espanha. Ganha 500 mil por mes. Uma mixaria para um time gigante igual o tricolor. Na Argentina, país com moeda fraca, tem muitos bons jogadores que adorariam vir jogar no gigante tricolor.
    Mas cade a analise de desempenho ? Cade a diretoria ? Cade um treinador com peso para pedir uma reunião e exigir reforços ? Não temos nada disso.
    Nosso presidente é ridiculo, nosso gerente de futebol é ridiculo, nosso treinador é pequeno.
    Assim fica complicado.
    Mas vamos em frente, teremos 2 jogos agora contra Fluminense e Bragantino e embora difíceis, seremos obrigado a ganhar 6 pontos porque depois vem muita pedreira.
    O Diniz tem que ser inteligente e poupar jogadores no caminho, talvez contra o Santos ou mesmo contra o River lá na Argentina, tem que ser inteligente e usar o pequeno elenco que tem.
    Se insistir nos mesmo jogadores que, claro, deram uma resposta melhor, eles vão se machucar, cansar e ai será pior ainda.
    Tem que sentar e planejar, serão 9 jogos em 27 dias….muito puxado, com viagens longas.
    Vai ser um período tenebroso.
    E outra coisa, hoje temos 13 pontos em 21 disputados, isso dá um aproveitamento de 62%.
    Ou seja, se acabar o campeonato com esse aproveitamento, acabaremos com 70 pontos. Zona de Sul Americana.
    Não podemos nos iludir porque estamos em segundo, estamos com pontuação baixa e estamos péssimos nos itens de desempate (como saldo de gols por exemplo).
    Que fase

  14. Concordo que o 1o tempo foi um dos melhores que vi desde a chegada do Diniz mas em eficiencia em converter em gols foi a quem, tudo bem tivemos um gol anulado legitimo na mesma linha, mas faz tempo que o sao paulo nao é forte nos bastidores para casos como esse nao aconteça, e depois que tomamos o 1o gol o time desandou, ai foi facil e esse é problema o time nao tem estabilidade emocional para reverter e por sorte nao tomamos mais gols pq o Atletico nos engoliu no 2o tempo, mas tinha bem antes do jogo que era derrota certa, e um empate ja estaria de bom tamanho, mas nao vejo como catastrofico, so que tem que fazer a licao de casa nos 2 jogos proximos nao importa o adversario, se conseguir isso ainda estamos no caminho certo agora se fizer feio nesses jogos votlaremos a ser o sao paulo dos ultimos anos que no maximo iremos brigar por uma vaguinha na libertadores e olha la.
    Só um adendo, jogadores do sao paulo precisam caprichar mais nas finalizacoes, pq a bola pune, quem nao faz toma, e logico que nao podemos jogar a culpa pelos jogadores que nao fizeram os gols, mas ponho a culpa nele por fazer pessimas substituicoes no despero e ai nao adianta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.