Vitória no sufoco, com erros, mas com classificação garantida

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, foi um sufoco. Terminamos o jogo com apenas nove jogadores, mas vencemos o Rosário Central por 1 a 0 e estamos na próxima fase da Sul-Americana. Ouvi, saindo do estádio, alguém dizer – perdoem por não lembrar quem foi – que para o São Paulo foi melhor ganhar de 1 a 0, nas condições que ganhou, do que se goleasse de 6 a 0. Une o grupo. Revigora a torcida.

Isso pode ser contatado no final da partida, quando os torcedores entoaram o coro “guerreiro, time de guerreiro”. E de fato é. Se falta técnica – e falta – e uma melhor composição ofensiva para resolver o jogo de forma mais rápida, então tem que ser na raça.

Aguirre errou, mais uma vez, na entrada. Não entendi ter deixado Arboleda no banco e colocado Anderson Martins. Teve que queimar uma substituição no intervalo. Além do mais, Arboleda é nosso melhor zagueiro. Sim, falhou contra o Atlético-MG, mas tem sido gigante em todos os jogos.

Apesar de ter entrado com três volantes quando precisávamos da vitória, o São Paulo criou boas oportunidades no primeiro tempo: uma com Diego Souza, que furou bisonhamente quase em cima da risca do gol; outra com Petros, em bola ajeitada por Diego Souza. O volante errou de maneira grotesca, debaixo da trave; outra com Nenê, em bom passe de Diego Souza.  O meia chutou nas mãos do goleiro, mas o gol estava aberto para ele.

Depois disso virou mesmice, o time começou a se irritar com a catimba argetina, diminuiu o ritmo e chegou até a ser dominado.

No segundo tempo o quadro não mudou. O Rosário Central passou a ter domínio completo da partida e Sidão acabou sendo responsável por duas grandes defesas (aliás, uma foi no primeiro tempo). A entrada de Cueva criou mais opões, já que Valdívia fazia uma péssima partida.

Mas quem desequilibrou mesmo foi Reinaldo, quando recebeu belo passe de Liziero, invadiu a área, chutou cruzado, a bola bate na trava e volta em Diego Souza que, de canela, marca. Não importa que foi de canela. Ela faz parte do corpo.

O fato é que eu, que estava com a bandeira #foraDiegoSouza, tenho que me curvar ao desempenho nesses dois jogos. Querer velocidade dele, que ele seja lançado e ganhe na corrida de qualquer defensor adversário, é querer demais. Mas ele tem bom posicionamento, bom passe, e me surpreendeu. Espero que continue assim.

Quanto a Aguirre, estou suportando. Sei que vai sempre esse sufoco. Se defender, se defender e achar um gol. Depois que marcar, se defender mais ainda. Tem sido uma rotina:  o São Paulo marca o gol e recua inteiro.  Vamos sofrer muito. Se ainda valer a pena, tudo bem. Pior se terminarmos no meio da tabela do Brasileiro e eliminados da Sula-Americana.

7 comentários em “Vitória no sufoco, com erros, mas com classificação garantida

  1. Algumas coisas para vocês pensarem

    Qualquer time do mundo tem na sua filosofia principal o melhor para o time . menos no soberano ,infelizmente , já que a filosofia aqui é segura o treinador mesmo que o time se afunde cada vez mais .

    Quando se contrata um treinador esperasse que o time melhore a cada jogo ate chegar a um time verdadeiramente competitivo ,por isso que os melhores times do mundo deixam seus treinadores um temporada toda .

    Já no soberano é o inverso dos melhores time do mundo, aqui deixa-se o treinador no cargo mesmo o time piorando a cada jogo , vai entender os diretores do soberano . e mias ainda para piorar os entendidos de futebol chama isso de filosofia de time vencedor, ou seja, segura entregador de camisa no cargo ate o fim .

    Os dois primeiros jogos do Aguirre eu pensei que agora nos teríamos treinador , pura enganação o time era do jardine e na hora que o aguirrer colocou o jeito dela já era aquele time .

    Por favor , alguém ajude o soberano

  2. Os primeiros 25 minutos foram excelentes, e deram a esperança de um vitória tranquila. Faltou converter as oportunidades…. jogador profissional não pode perder o gol que o Petros perdeu!!!

    Depois começou a faltar intensidade… E o time parou de atacar. Mas fez o gol que começou em uma sequência de troca de passes de Liziero e Nene, o que mostra a importância de ter volantes que sejam mais participativos no ataque.

    Algumas conclusões dessa partida:
    1. Bruno (grande partida) e Arboleda são titulares dessa zaga.
    2. Jucilei e Petros disputam uma vaga de volante de contenção.
    3. Precisamos de outro volante/meia com o perfil do Liziero, que defende e tem qualidade pra atacar…
    4. Diego Souza está mostrando seu valor… dois gols em dois jogos.
    5. Essa preparação física está sofrível… espero que com o intervalo da copa esse time volte voando.

  3. Paulo Pontes, parabéns pela entrevista com o Natel e obrigado por fazer a pergunta sobre o Raí!!!

    Percebe-se claramente que o trio foi contratado para proteger o presidente de críticas!!!!!

    Só uma SUGESTÃO simples, quando fizer a filmagem coloque o celular de lado para ter uma melhor imagem!!!!!

    Mais uma vez parabéns pela entrevista!!!!!

    • Clerisson, não é possível. Ao vivo, o YouTube não aceita o celular do lado. A imagem fica deitada. Também tenho que melhorar a qualidade do som. O vídeo travou muito, devido a baixa qualidade do sinal de internet onde a entrevista foi realizada. Mas vamos tentando. Agradeço o comentário. Abraços

  4. A diferenca e’ que todo time retrankero
    chega rapido no contra ataque,
    no’s nao temos saidas rapidas,
    a transicao e’ super lenta como o soza.
    Nao podemos ter em soza a salvacao,
    longe disso ele e’ mais uma trava.
    Parece que tambem ja’ estourou.
    Nosso trenero e’ mesmo uma nota so’.
    Um anti futebol e’ o que temos
    diferente das nossas tradicoes,
    sr. Ray.

  5. Estamos dispersando talento, o time está jogando mal, sem atacar, jogar no sufoco com 1×0 é muito complciado e aumentam muito as chances de revés.
    Nota-se porém, que muitos times já foram campeão assim e que esse ano ao menos estamos vendo um time defirente.

  6. Além da vitória, acontceu mais uma coisa boa, Petros expulso, não joga na próxima. Precisamos arrumar urgente um volante que lance os atacantes e chute a gol fora da área. Em pouco tempo poderemos ter Toró de um lado e Helinho do outro. Com Arboleta e Bruno Alves na defesa, Então, seremos competitivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.