Mais um jogo sofrível, retrato do momento do São Paulo

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, lamentavelmente é mais um dia de jogo do São Paulo que não há o que comemorar. Ao contrário, é sofrer com a vergonha de um empate em 0 a 0 com a fraquíssima Ferroviária, dentro do Morumbi. Percebam que estamos percorrendo o mesmo caminho que trilhamos no Brasileiro do ano passado, perdendo aqui e acolá, empatando ou perdendo jogos fáceis dentro de casa, que nos fizeram sofrer muito para fugir do rebaixamento. Mas que almeja uma coisa, acaba conseguindo. E me parece ser esse o objetivo dos que continuam mandando no São Paulo.

Já na última quarta-feira fiz meu editorial pedindo o #ForaDorival. Não dá mais. Sou contra a demissão de técnico no meio do trabalho. Na coletiva deste domingo ele disse que não é possível entrosar um time em três meses. Mas ele já é técnico do São Paulo há sete meses e, mesmo quando teve Hernanes e Pratto, não conseguiu fazer o time jogar bem. Se ganhamos os jogos foi por pura inspiração de Hernanes, razão única de termos nos livrado da série B. Portanto, não foi a mão de Dorival.

O time continua não mostrando nada de interessante. Para piorar, as substituições que ele faz, que no mínimo deveriam melhorar o time, são erradas ou, quando não tão cruéis, são óbvias. Qual a razão de, no segundo tempo, continuar jogando com dois volantes e dois laterais que não atacam? A Ferroviária tinha um jogador que ficava adiantado e os outros 10 se defendendo.

Mas ele trocou um centro-avante por outro, um jogador de lado por outro e outro jogador de lado por outro. Tivesse tirado um dos volantes para colocar Nene, talvez não fosse possível a vitória, mas teríamos mais chance de alcançá-la. Então ele não muda o esquema durante o jogo, trocando seis por meia dúzia. Logo, chega de Dorival Jr.

E vou mais além: não acho o elenco do São Paulo tão ruim assim. O que não temos é um técnico que consiga trabalhar com esses jogadores e montar um bom time.

Pela informação que recebi por volta de 21h15, Dorival deverá ser demitido nesta segunda-feira, pela manhã. Uma reunião foi convocada por Raí com Ricardo Rocha e o próprio Dorival. Leco ainda não confirmou presença. Mas,  partindo-se do princípio que o trabalho dele seria avaliado neste jogo contra a Ferroviária, a resposta está dada.

Enquanto isso é mais uma segunda-feira que chega e nos é dada a pesada carga de ter encontrar explicações para algo que não tem explicação. Ou tem: acabou um ano, entrou outro, e nada, absolutamente nada mudou. Que o Brasileiro demore uma eternidade para chegar.

14 comentários em “Mais um jogo sofrível, retrato do momento do São Paulo

  1. Sempre defendi o Dorival, mas acho que agora ele está perdido e o elenco não coopera mais. Infelizmente o São Paulo continua nessa saga e terá que demitir o Dorival.
    #ForaDorival

  2. Jardine não é o cara pro momento que atravessa o São Paulo , Abel Braga seria um nome interessante pro atual momento experiente , sabe lidar com medalhão e ao mesmo tempo trabalhar com jovens como tem feito no Fluminense.

  3. O elenco não é ruim, mas é desequilibrado. Gastamos muito dinheiro em contratações inócuas, quando sabíamos das deficiências na lateral e no ataque (necessitamos de um atacante veloz pelos lados do campo).
    O Dorival não tem ajudado muito, mas em minha opinião o mau trabalho nas contratações é a causa dos péssimos resultados.
    Quem será o próximo “salvador da pátria”?

  4. Paulo Pontes , poucos falam , mais o trabalho da dupla Rai/Ricardo Rocha até aqui é um verdadeiro fracasso , pode ter melhorado o ambiente e tal , mais dentro do campo é um verdadeiro fracasso ,com equívocos em contratações.

  5. Muitos nao sao a favor da demissao do DJr, mas ja esta a quase 1 ano no sao paulo para ser bem exato 7 meses, com muito custo conseguimos escapar da 2a divisao se nao fosse Hernanes hj estariamos la, e o que mudou 2017 para ca a nao ser algumas contratacoes que nao sao de toda ruins, pois eram jogadores de destaques nas equipes que estavam, Nene, Diego Souza, Trellez e Valdivia logico que falta um centroavante matador pois perdemos o Pratto, falta um lateral direito descente, mas sera que com o que tem em maos juntando essas novas contratacoes e com a base, mas o erro maior foi confiar o dorival jr isso pq se deu bem no santos quando mesclava alguns veteranos com a maioria garotos agora ao contrario ele nao consegue, e com isso vamos afundando 2018.
    E quem vira para dar um jeito nisso, Cuca, Luxa, ou quem sabe puxar o Jardine da base, que para mim se for para ele trabalhar com a maioria jogadores jovens mesclando com Diego Souza, valdivia, Trellez e Nene quem sabe consiga mas vimos que nao da para esses todos jogarem juntos, e se for para o Jardine fazer o mesmo que o Dorival que fique na base onde faz um bom trabalho, pois na equipe principal ira se queimar ira ser fritado como o DJr esta sendo.

  6. Já passou da hora da dispensa do DoriMal. Já deveríamos ter começado o ano com um novo técnico. Só um cego em futebol não percebeu que no ano passado quem acertou o time foi o Hernanes e não ele.

  7. No ano passado, nessa mesma época do ano, o Rogério colocava um time super ofensivo, que tomava dois gols todos os jogos mas fazia 3, 4, 5… e o SP ganhava.
    Inclusive do Santos na Vila, que tinha um time muito forte…

    Esse ano estamos apanhando no paulista… imagina como vai ser o Brasileiro se nada for feito…

    Fora Dorival! Jardine pra ontem! E vamos usar a base e mesclar com os veteranos… chega de cadeira cativa por maior salário!!

    Montar o time para o Brasileiro…

    Jean; Foguete, RCaio, Arboleda, Jr Tavares; Jucilei; Caique, Valdívia, Cueva, Marcos Guilherme; Brenner (ou DiegoS)

    Peças defensivas pra usar com frequência: Militao, Petros
    Ofensivas: Nene, Diego

    Sinto muito mas o Trellez foi um erro tremendo… deveriam ter pego essa grana e dado pro Gilberto…

  8. Que bom que vão demitir o treinador em FEVEREIRO. Vou ficar bem mais tranquilo agora, já que o problema será resolvido e iremos bem no Brasileiro. Temos uma diretoria em sincronia, profissional e competente, tirando o treinador que é o único amador de toda a direção do futebol, estaremos bem.

    Vamos aguardar então nosso problema ser solucionado com a demissão amanhã.

  9. Não assisti não irei comentar. Mas essa conversa de três meses para entrosar beira o surreal. Esse tal desse prazo não existe no mundo todo, não apenas aqui.

    O time é ruim sim. Horroroso. É bom o torcedor não se iludir.

    Meio campo lento, sem talento puro, vivendo de lampejos. Volante que apenas marca e não ataca não existe mais. O Jucilei não passa do meio campo. Não dá dinâmica. O Petros e o Hudson estão em parafuso sem saber o que fazer. Basta lembrar do Mineiro. Honestamente, alguém espera algo parecido dessa dupla de hoje? Claro que não. O Cueva tem habilidade. Mas vai passar para quem? Difícil.

    Na frente então nem se fala a falta de talento. Marcos Guilherme é o Eder Luis 2018. A falta de atacante de referência nem seria problema se o esquema favorecesse outros jogsdores para finalizar. Mas não é o que existe.

    Então mais um ano fadado ao fracasso.

    E não tem solução mágica. Para cada problema difícil, há uma solução simples e errada.

    O trabalho do DJr é fraco nesse ano. E é verdade que o Hernanes salvou ano passado.

    Luxemburgo é problema e. Não solução.

    Não vou me iludir. Antes de melhorar ainda vai piorar. Mais.

  10. Boa noite tricolores!!
    Durmam após esse novo show de horrores, bom não vou aqui dizer o que já foi dito, todos ou quase todos temos a mesma opinião, DJ não dá mais, vou esperar então a segunda-feira e torcer por uma decisão favorável.

  11. Mais uma vez falou tudo que o torcedor São Paulino pensa sobre o Dorival e eu sou completamente a favor da demissão do Dorival até porque deixamos de estar entre os oito primeiros colocados do Brasileirão 2017 por incompetência e teimosia do Dorival para mim não serve para ser técnico do São Paulo até porque não tem voz ativa com jogares que ele treina como já ficou comprovado no tempo de técnico do Santos em dois episódios um com o Neymar e outro com PH ganso quando se recusou a ser substituído no Pacaembú nesse caso para mim já deu faz tempo fora Dorival e por gentileza não passe nem na porta do estádio do Morumbi e para finalizar volta Muricy

  12. Sou da linha que defende o trabalho a longo prazo dos técnicos, estilo do Wegner do Arsenal, que está lá desde sempre.
    Seguindo isso, defenderia a permanência do Dorival acreditando ser melhor a continuação do que começar tudo de novo.

    Mas temos um problema.

    O Dorival não ajuda a manter a minha linha de raciocínio pois demonstra não ter liderança e ser demasiadamente teimoso.

    Vemos um time que não tem jogadas que foram previam treinadas , não existe triangulações, não existe infiltrações, não existe tabela, pivô, etc….

    O ponto que mais dói são as substituições.
    Aí que o técnico pode surpreender e ganhar o jogo, víde Zidane contra o PSG.
    Mas nossa realidade é o Dorival, especialista em sacar o melhor em campo.
    Ele faz isso por birra?
    Não dá para entender.

    Tchau Dorival!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.