O time tem a cara do momento atual da política no São Paulo

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, já me puni algumas vezes por, via de regra, falar de política no nosso site. Sei que não é do agrado dos leitores, nem meu, ficar preso a esses caras que só pensam em si, muito pouco na instituição, mas é inevitável e acabo caindo nesse ranço. Mas o que estamos vendo em campo, um time sem coordenação, sem comando, sem treino, sem alma, sem raça, sem sentir o peso que representa nossa camisa, é o retrato do que acontece nos bastidores da política são-paulina.

Há muito venho dizendo aqui que o presidente Leco tem apenas uma coisa em mente: sua reeleição em abril. E tem feito acordos políticos a cada dia para tentar garantir uma maioria no Conselho Deliberativo, que é quem elege o presidente. Esses grupelhos não medem consequências para se arrumarem no e com o poder, nem que para isso precisem passar por cima de alguns – ou algumas – para se ajeitarem. Isso tem sido escandaloso dentro do clube, que está acéfalo, sujo, absolutamente largado.

E o time? Os jogadores que estão aí são, em última análise, responsabilidade plena do Leco. Afinal, foi ele quem trouxe de volta o Gustavo de Oliveira e deu poder e força para ele comandar o futebol. Foi Gustavo quem contratou boa parte deste elenco, quase todo o time titular. Talvez excluam-se da mão de Gustavo o goleiro Denis, Rodrigo Caio e Hudson, do time que estava em campo.

Temos um técnico – obra do Leco – que é um grande cara, ótimo caráter, ético, mas que tem um sério problema de saúde e isso atrapalha seu raciocínio, sua fala, seu caminhar. Além do mais, ele, que já era tradicionalmente um retranqueiro, ampliou essa forma de ser. Só que agora não consegue dar um padrão tático ao time. Os jogadores correm sem saber o que estão fazendo e não se sentem na obrigação de fazer nada, pois não estão imbuídos do significado da instituição São Paulo.

Neste domingo Ricardo Gomes mostrou o quanto não tem noção do péssimo elenco que tem em mãos. Ele conseguiu piorar o que já estava ruim com Bauza. Depois que tomou o gol tentou perder a covardia. Tirou Mena para colocar Robson. O que fez esse Robson? Nada. Aí fez a bobagem de tirar Luis Araújo, que vinha muito mal, é verdade, mas era uma opção de abrir o jogo, para colocar  Daniel, a eterna promessa. E para completar tirou Cueva, que mal ou bem ainda criava alguma coisa, para colocar Gilberto. Ricardo Gomes não sabe o que faz. E sou obrigado a ouvir nosso técnico justificar com o cansaço pós-jogo de quinta-feira, ou que o time está melhorando. Onde, cara pálida?

Oras, mas um clube que tem um verdadeiro desmando e descontrole político, um presidente que só pensa na eleição de abril do próximo ano, um Conselho Deliberativo que contém uma Comissão Disciplinar que arquiva a investigação do caso Jack e de todos os seus envolvidos e que, da mesma forma, só pensa na próxima eleição, um diretor de Relações Institucionais, Ataíde Gil Guerreiro, que foi expulso do Conselho, mas que continua na diretoria, mandando em parte do futebol e do clube, pois tem como diretor Social um conselheiro muito próximo a ele, uma oposição que grita, grita, mas de prático não apresenta nada que se aproveite, grupelhos, como citei acima, que ficam com reuniões aqui e acolá para imporem seus interesses, trocando apoio por futuros cargos na diretoria, alguém sabe o que faz? O que vamos esperar o que de bom?

Trouxeram um tal de Robson, que não consegue dominar uma bola; Gilberto, que é uma grande piada de mau gosto; um tal de Jean Carlos, que desde que chegou está no Reffis. A torcida pediu Dátolo, mas a diretoria achou muito caro.

A sequência do Brasileiro é terrível para o São Paulo: temos Flamengo no Morumbi, Sport em Recife, Santos no Pacaembu e Fluminense, no Rio. Talvez fosse mesmo a hora de tirar Ricardo Gomes e deixar André Jardine tocar até o final do ano. E já pensar num bom nome para 2017, que viesse agora, para começar a planejar o ano que vem, com nomes de jogadores e tudo o que tem direito, pois não dá para continuar do jeito que está.

Sei eu vou gerar revolta entre os conselheiros com esse editorial, mas esses que ficarão bravos sabem perfeitamente aos quais me refiro. Além do mais, não tô nem aí com eles.  E não tenho dúvida em afirmar que esse momento que o São Paulo vive só não é o pior da nossa história porque num passado muito recente tivemos o nefasto Carlos Miguel Aidar. Mas desde Juvenal Juvêncio, está muito difícil ver um horizonte límpido. E, temo muito, que essa luz no fim do túnel ainda esteja muito distante de ser vista.

16 comentários em “O time tem a cara do momento atual da política no São Paulo

  1. O soberano joga com quem na quarta feira pela copa do Brasil ?kkkkkkkkkkkk ,já sei RG não classificou o time kkkkkkkkkkkkkk

    Se fosse o Beto o treinador com certeza estaria na copa do Brasil

    Vote #betotreinador

    Pra sempre soberano

  2. Denis.

    Quem defende o Jardine esquece que ele também jogava com 3 volantes igual ao Ricardo Gomes.

    Quem defende o Jardine esquece que ele foi o técnico do São Paulo na derrota de 1 a 0 pro Botafogo no Morumbi, e o São Paulo não jogou absolutamente nada aquele dia.

  3. Ou volta o Jardine já, ou é Série B com Ricardo Gomes no comando.

    Como alguém contrata um treinador que além de fraco, estava dirigindo um time com campanha de rebaixado e ainda por cima teve problemas gravíssimos de saúde?

    Gustavo Vieira e Leco são muito culpados nisso. E o próprio Ricardo Gomes, se tivesse o mínimo de respeito pelo clube e noção de bom senso, já teria se demitido.

    É evidente que o time piorou muito com o RG. Ou volta o Jardine, ou é Série B ano que vem.

  4. meu tel tinha um chamada de um numero desconhecido , sera o numero do marco Aurélio cunha me chamando para assumir o soberano ?kkkkkkkkkkkkk

    solução para o soberano só tem uma : beto treinador

    pra sempre soberano

  5. SE os problemas do SPFC estivessem apenas no treinador estria “satisfeito”.

    O SPFC é um clube doente institucionalmente desde e VERGONHOSA reeleição de JUVENAL JUVÊNCIO.

    Este megalomaníaco destruiu TODAS AS VIRTUDES INSTITUCIONAIS do SPFC com a ANUÊNCIA DO CONSELHO…

    Todos, SEM EXCEÇÃO, TODOS OS CONSELHEIROS que votaram a favor desta vergonha deveriam se reunir para ajuntar os cacos da ENTIDADE que eles ajudaram a destruir.

    Quase uma DÉCADA de vexames e alguns ainda acreditam que os problemas do SPFC estão nos jogadores e técnicos???

    O SPFC é caricatura do clube de outrora, a ENTIDADE perdeu todas as virtudes/bandeiras que sempre guiaram a história do clube.

    Mesmo que não caia para disputar uma divisão inferior o SPFC MORALMENTE já fora rebaixado há muito tempo..

  6. Só não entendo o que o Sr. Marco Aurélio Cunha está fazendo aí que até agora não se posicionou sobre nada. Ou ele voltou pra concertar o SP ou nem deveria ter vindo.
    Abs!

  7. Enquanto Leco for presidente, estaremos caindo.
    O problema central é apenas um: um presidente que não gosta do São Paulo Futebol Clube.
    Todos, todos os outros graves transtornos derivam unicamente de Leco.

  8. Chorei muitas vezes pelo meu SAO PAULO F C,
    MAIS de alegrias q tristezas.
    Hoje simplesmente sorrio pelo escancaramen to exposto
    de toda incomPTencia dessses q dirigem nosso glorioso sampaulo.
    RIDICULO, qualquer um de n’os sem menosprezar nenhum de nos,
    o faria com muito, massss muita mais competencia.
    Enfim, se for para a B, va com minha conivencia
    vou sorrir,
    jamais xxxorar.
    Kambada de in com PT entes,
    so querem copiar o PTetralhamento exposto
    por todo lado publico.

  9. Pois é, Leco está repetindo a herança política deixada pelo traste do Jumencio, comprando esses conselheiros vendidos como fez o cachaceiro safado, o pior são esses conselheiros que se vendem como “prostitutas” para obter um carguinho ou alguma benesse sem se preocupar com o futuro do clube.
    Por isso estamos a oito anos degradando, e vamos amargar as ruínas se isso não mudar. E pra mudar somente se o estatuto cortar na carne essas negociatas, o que eu duvido.
    O futuro do SPFC será tenebroso e não vejo força alguma pra voltar a ser aquele clube respeitado e admirado, hoje mais parece o congresso nacional, cheio de picaretas que só estão preocupados em encher os bolsos.
    Com relação ao time, está igual à política do clube mesmo, cada um por sí só pensando no fim do mês, um técnico medíocre e um elenco grotesco, só não estamos na zona de rebaixamento ainda por incompetência de outros clubes, mas isso pode ser revertido rapidamente.

    Pobre SPFC!

  10. Leco, qual era a colocação no campeonato, de São Paulo e Botafogo, quando vc contratou o Ricardo Gomes, qual é a Colocação hoje no campeonato, o elenco do Botafogo é tão superior assim? Acorda incompetente.

  11. Lá no SÃO PAULO, têm dois grupelhos que são os PMDBs… Só ficam no poder e de lá não saem. Se locupletam dos Aerolecos da vida…. Usufruem das dependências do complexo social, como se fossem extensões de suas casas, levando não sócios que têm mais privilégios que os sócios que mantêm com pagtos das mensalidades. O presidente Leco, precisa de GPS para circular por lá. Mas no clube Pinheiros é diferente. Lá! Ele é Rei. Ele não se mistura. Mas faz de conta que administra. Bando de conselheiros que além de não saberem corretamente ler um texto … São coniventes… pobre São Paulo.

  12. Kkkkk, curitiba , cruzeiro e inter perdeu kkkkk e ainda tem gente falando em serie B para o soberano kkkkk conta outra piada ” “especialista”. Kkkk

    Solução para o soberano = beto treinador

    Pra sempre soberano

  13. Eu não concordo
    A política e fruto do continuismo apadrinhamento da eternizacao do poder
    Não tendo renovação e a consequência
    O futebol é 11 contra 11 e lógico que se não tem qualidade fica difícil
    Pela salário que ganham tinha que sobrar vontade
    A falta de qualidade e erro de quem contrata dirige

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.