Com 4 a 0, é difícil achar algo positivo

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, apesar de ter dado notas baixas para todos os jogadores e na coluna Sobe e Desce ter colocado o time inteiro no “desce”, vou emitir meu comentário na esteira do que falou Rogério Ceni, na saída do campo, logo após o final do jogo: foi muito azar.

O começo do jogo foi muito equilibrado, com o São Paulo tendo as primeiras chances de gol. Pato fez grande jogada e acertou a trave e depois, em duas jogadas pela esquerda, Michel Bastos chutou de forma bisonha para fora do estádio, quando estava de frente para o gol.

O gol do Palmeiras saiu de um bate rebate no meio de campo, que começa com falha de Ganso que não acompanhou Arouca e os dois volantes que não fizeram a cobertura da entrada da área. Para piorar, o chute do jogador palmeirense, que estava na direção de Rogério Ceni, desvia em Souza e vai para o outro lado. Puro azar.

Aí o São Paulo se perdeu. E nesse ponto que eu dei nota baixa para todos. O time perdeu articulação, contra-ataque, ficou aberto e com a defesa pessimamente colocada. Levamos uma bola na trave, numa cobrança de escanteio, quando a defesa ficou olhado o adversário cabecear sozinho, e na sequência, saiu o segundo gol, quase num replay da jogada anterior. Então a coisa degringolou de vez e eu já não esperava nada do time, como reação, pois já me acostumei com esse elenco frouxo e sem alma.

Para piorar, Juan Carlos Osório foi expulso no intervalo. Para mim mais um abuso de autoridade do árbitro do que propriamente justiça. Basta lembrar que Bruno tomou cartão amarelo por reclamação, mas pouco antes um zagueiro palmeirense agarrou a camisa de Luis Fabiano, que partia para o contra-ataque, e não recebeu a mesma advertência. Em hipótese alguma vou atribuir a derrota ao árbitro, mas é fato que essa regra de punir com cartão que reclama de alguma coisa é esdrúxula.

No segundo tempo torci muito para o relógio andar rápido. Até achei que a troca de Hudson por Centurion, com Michel Bastos recuando para volante, poderia dar mais ofensividade. Mas para não ficarmos abertos ao contra-ataque, a marcação teria que ser de pressão. E não houve nem a pressão, nem a distância. e o Resultado foi o 4 a 0. Absolutamente merecido, pelas circunstâncias do jogo.

Agora temos que juntar os cacos e nos preparar para nova derrota. Ou alguém aí acredita que o São Paulo ganhará do Atlético-PR na Arena da Baixada?

20 comentários em “Com 4 a 0, é difícil achar algo positivo

  1. Se continuarmos pagando salarios exorbitantes para medalho’es tipo luisito, pato & ganso e na’o nos redirecionarmos como nossos vizinhos Argentina, Uruguai, Paraguai, alias todos que pagam salarios infinitamente menores que os nossos e tem boas equipes, ai’ enta’o sera’ C ou D com certeza, vamos quebrar ou ja’ estamos quebrados. Somos terceiro mundo ou quarto e agimos como primeiro, ta’ na hora de acordar gente.

    Te’cnicos do primeiro escala’o ganham acima de 500 $
    Osorio na’o sei quanto ganha, mas seguramente e’o dobro
    ou mesmo triplo do que ganhava na Colombia.

  2. Acaso ou azar não explica uma derrota por 4×0. Um jogador que se propõe a ser meia não pode perder os gols que o michel perdeu.

    Ta tudo errado no tricolor, atraso salarial é inadmissível e tira toda a moral da diretoria em cobrar qualquer coisa. Contratos caros não deveriam ter sido feitos, foi um erro o retorno do LF, a contratação do ganso, a vinda do pato e a renovação do RC.

    E mais, sinceramente, preferia menos “craques” e jogadores mais efetivos, como aloisio, danilo, hugo, jogadores que nem de seleção são mas que traziam resultado pra equipe.

    O sp gastou muito e mal. Agora é tentar uma vaga na libertadores e reformular o elenco. A verdade é que desde 2013 o são paulo não joga nada, um começo seria pela saída dos que eu mencionei no final do ano.

  3. Espero que esta derrota vexaminosa sirva de exemplo para o sr.Osorio. Ele já errou tudo o que podia. Se ontem, pelo menos, o time entrou jogando certo, o empate contra o Avaí foi por conta dele e, contra o Chape, apesar da vitória, o time jogou muito mal, só se defendendo sem um contra-ataque treinado, como foi o caso do parmera ontem.
    Agora, para o próximo jogo, espero que ele reconheça as dificuldades pelas quais o time passa jogando em Curitiba conta o furacão, e arme o time para se defender mas com contra-ataques que possam intimidar o adversário. Ainda é cedo para avaliar seu trabalho mas já é possível reconhecer suas intenções…

  4. Xenofobia explicita.
    ???? Quantos treinadores brasileiros temos na copa america ???
    Me parece nenhum pois o Dunga e’ gaucho. rsrs
    A Argentina tinha seis, nas oitavas cinco, nas quartas na’o sei.
    A escola brasileira ta’ acabada, tanto no futebol no campo, como na beirada e na kartolagem, segem a linha da bandidagem que talvez foi implantada por no’s tambem na fifa, pois na cbf e fpf sempre existiu. E a maioria de no’s convive com isso aceitando passsivamente.
    Romario e’ uma voz sem eco.

  5. Alguém ai concorda que o Michel Bastos não Ta jogando naaaaada ..ganso, pato, rc e lf devem sair no final do ano… Precisamos construir novos ídolos e deixar de viver de passado. O São Paulo tem essa soberba, passa períodos extensos sem ganhar nada pela prepotência de dirigentes que se deitam em conquistas passadas. Eu até concordo com certas observações, mas o resultado foi justíssimo. Esse papo da falta de sorte é balela, existiu foi competência mesmo. O cara do palmeiras chutou na direção do gol no primeiro tento deles, coisa que o Michel não conseguiu e por isso não desviou em ninguém. No Brasil temos problema reconhecer competência nos outros e sempre atribuímos derrotas a outros fatores, que nem a sorte.

    • Concordo, porem as bolas de voleio do Michel foram tentativas dificeis de acertar, bolas para consagrar, na’o acertou, talvez na’o fosse a hora para isso tambem,
      a passividade dos tres medalho’es e’ irritante. O time deles mordia em todas, enquanto no’s, fomos o de sempre, mocoilas, tipo bamby, infelizmente.

  6. Paulo, concordo com você em todos os pontos. Muito bom seu texto hoje. Há um componente de fatalidade no resultado. Foi desses dias em que pequenos erros viram uma grande tragédia. Pato podia ter aberto o placar, Ganso não marcou Arouca no primeiro gol, Souza e Rogério falharam no segundo, Bruno não parou de reclamar quando o juiz deu a deixa no lance do cartão, o contra-ataque do terceiro gol foi muito bem executado. Tudo podia ter dado certo, mas deu errado. Mas futebol é isso. Vai ocorrer novamente caso os erros pequenos se repitam.
    De tudo, não é a derrota para o rival que incomoda mais. São os problemas de sempre. Rogério não sai em escanteio e Marcelo Oliveira explorou isso com perfeição. Ganso, jogador de pouca mobilidade, fica tentando um passe genial a cada jogada e não produz nada. É um a menos, o ponto mais fraco do time.
    Por fim, a crise financeira do clube mina o desempenho. Denilson e Rodrigo Caio ajudavam na saída de bola. Sem eles, o passe piorou. Como não há dinheiro, os reforços estão descartados. Enquanto o fantasma do calote de salários pairar no clube, não haverá clima de trabalho bom. A cada derrota, os jogadores, que são vítimas dessa miséria, serão acusados de corpo mole.
    Continuo apostando no técnico. Deixem o cara trabalhar!
    Um abraço!

  7. EU JÁ SABIA!!!!

    Está tudo virado mesmo!!

    Antigamente fumar era bonito e dar o butico era feio. Hoje em dia dar o butico é bonito e fumar é feio!!!!

  8. Esse time não merece nem comentários. Sai técnico entra técnico e é a mesma coisa, apatia, frangos e.pipocadas. Mais um ano perdido com esse bando zumbis em campo.
    Pra.fazer.isso, coloque os.garotos, ao menos vontade devem ter, pois nego ganha 700,600,400 mil e.parece amador em campo.
    E pra quem pediu a.renovação do goleiro aposentado parabéns, aguente mais.seis meses de frangos.

    • Alexandre, não é amador não, vai na varzea pra vc ver como os caras correm, comem grama pra ganhar o jogo, enquanto quem ganha milhões sai de campo rindo.

  9. Minha opinião:
    Esta claro p mim que a intencão da diretoria em trazer o Ozorio é montar um time basicamente com os garotos de cotia, o que considero correto, pois o time há muito tempo nao mostra vontade e nem interesse, principalmente Ganso e Pato.
    Temos que ter paciência pois este ano iremos montar um time com este propósito.
    O jogo em si hj mostra que este tecnico gosta de mudancas e conhece de futebol, pois no primeiro tempo tivemos boas chance e nao fizemos, ai entao vale aquele velho refrão quem não faz toma…..
    Paciência mas estou satisfeito com esta politica de usar a base e formar um time entrosado com o tempo.

    • Eduardo,

      Se a politica é usar os garotos da base, acho que a Diretoria deveria ter afastado alguns jogadores, como os sitados por você Pato e Ganso.

      Ao meu ver a diretoria está fazendo uma lambança atrás da outra, o Sr. Osório pode até ser um bom treinador mais não era o momento de traze-lo.

    • Danilo, respeito sua opinião mais esse é um dos problemas sim!!!!!!

      E me preocupa o que vejo, essa semana ele praticamente disse que foi enganado pela diretoria, hoje foi expulso e a pressão ainda nem começou!!!!!!

      • E se ele fala é porque foi enganado sim!!! Falando isso ele já cavou sua demissão, é uma questão de tempo ou mais derrotas, quarta tem mais uma!!!

  10. O SPFC nunca ganhou na Arena da Baixada!!!!!

    E acho que não vai ser dessa vez, vamos cair mais um pouco na tabela mais não temos com o que se preocupar temos um treinador estrangeiro, né!?!?!?!?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.