Empate valeu pela vontade demonstrada em campo

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, não estou bravo com o empate do São Paulo contra o Corinthians. Acho que o time jogou bem melhor que o adversário, tomou o gol num descuido de três jogadores e lutou muito para buscar o empate. Portanto, não faltou vontade e o time está em evolução.

O primeiro tempo foi chato, é verdade, e o São Paulo deu um único chute a gol com Ganso, o melhor jogador em campo. Já Rogério Ceni foi obrigado a fazer uma defesa milagrosa, salvando o que poderia ter sido o primeiro gol corinthiano.

No segundo tempo o jogo melhorou e o São Paulo, assim como em todo o primeiro tempo, teve muito mais posse de bola. E quando sofreu o gol estava melhor em campo. Não poderíamos contar com Álvaro Pereira perdendo a bola no ataque e indo até a ponta direita tentar recuperar; com Souza observando Romarinho passar por ele; com Ricardo Oliveira fazendo um cortejo para a jogada de Guerreiro e com Osvaldo só olhando Fagner invadir a área, sem qualquer reação.

Mas quando sofremos o gol Ganso, que já vinha tendo bom desempenho , assumiu o jogo e passou a distribuir a bola com maestria. E foi numa dessas jogadas que encontrou, entre cinco corinthianos, Luis Fabiano dentro da área. Diga-se de passagem, o Fabuloso foi muito bem.

Então conclui que, se não temos um grande elenco – e isso é fato -temos, ao menos um bom time. Serão necessários reforços durante a Copa do Mundo, mas acredito que faremos, sim, um bom papel no Brasileiro.

13 comentários em “Empate valeu pela vontade demonstrada em campo

  1. Paulo Pontes, nada a ver com o tópico, mas vi uma homenagem que o Tottenham fez para um ex-capitão que se aposentou dos gramados em um jogo amistoso disputado entre o time titular da época desse jogador contra o time atual.

    Pelo vídeo dos melhores momentos foi algo muito legal, não seria uma forma interessante de homenagear o Rogério quando ele se aposentar?

    http://www.tottenhamhotspur.com/king-of-the-lane/

  2. Paulo.

    Sinceramente, acho que não precisamos de tantos reforços, se Aidar contratar um zagueiro, um volante, para serem titulares acredito que temos condições de brigar forte no brasileiro, visto o péssimo nível técnico do futebol brasileiro.

  3. Caro Paulo,
    me impressiona muito as oscilações que se constata nas atuações do PH Ganso. Ele alterna jogos marcados pela apatia com atuações de extremo brilho. Sinceramente, se me perguntarem qual o juízo que faço dele, eu não saberia responder. Não me lembro no futebol brasileiro, de alguém como ele, que oscila da apatia geral ao brilho em poucos minutos. Talvez o Enéas, aquele que jogando pela Portuguesa, um dia chegou a ser rotulado de craque fosse tão ciclotímico como ele. Mas PH Ganso é craque. Disso eu não tenho dúvida.Tem uma perna esquerda poderosa, brilhante mesmo … Demonstra uma habilidade extrema no trato da bola. Como diria o grande Armando Nogueira, “ele antevê a jogada, essa uma marca dos grandes craques”. Contudo, em alguns jogos ele se esconde… some da transmissão da TV, que acompanha só a bola. Em muitas ocasiões, o seu talento decide um jogo, como ontem, que enfiou uma bola incrível para o LF assinalar o gol do empate. Contudo, em outros jogos, sua indolência me leva à loucura. Paulo, amigo, o que fazer para que ele entre em campo sempre com “pilha” nova? O que fazer para despertá-lo da indolência em certas ocasiões? Não sei… e não tenho opinião formada. Assim como o Muricy, já imaginei que o banco pudesse melhorar a sua postura… Mas isso também se mostrou inútil. Às vezes até me pergunto se não é falta de “tesão” para jogar futebol… Mas acho que não…a verdade é que não tenho, ainda, uma definição sobre o PH Ganso futebolista. Craque? Indolente? Ciclotimia? Falta de tesão para jogar? Espero que o tempo me dê alguma pista do que falta a esse jogador de enorme talento para alcançar o topo da pirâmide dos astros do
    futebol.

    • Caro Waldir, brilhante como sempre sua colocação.
      Eu, em minha opinião, acho que jogadores clássicos, no estilo do Ganso, são sempre considerados jogadores lentos.
      Talvez pensem mais o jogo e entendem que devem correr menos (temos que considerar que biologicamente o oxigênio que não se queima correndo sobra para oxigenar o cérebro).
      Você citou Enéas, mas sei que vai se lembrar também de Ademir da Guia e Gerson, jogadores que não apreciam tanto, mas que em poucos toques resolviam muito. Dos mais recentes, eu mesmo sempre achei o Alex (atual Coritiba) e Danilo (atual Gambá) jogadores com essas características. Sabem correr, mas acreditam, e não deixa de ter um fundo de verdade, que com sua inteligência produzem mais até que os jogadores mais rápidos.
      Devem se espelhar nos Douglases e Luíses Ricardos da vida que correm uma partida toda, de forma insana, e pouco fazem de produtivo.
      Ainda nessa linha, tenho por mim, também, que Ganso muitas vezes ao ver alguns de seus companheiros de time que estão ao seu lado, sem dúvida, sente um desânimo e tanto.

    • Ótimo comentário. Eis o que penso:

      Será que ele está realmente oscilando, ou será que joga no mesmo nível o tempo todo? Ok, você falou que ele oscila muito da apatia geral até ao brilho em poucos minutos. Aquele toque pro Luis Fabiano foi sensacional mas, será que seria se o Luis não tivesse acompanhado o raciocínio dele? Se ele tivesse enfiado aquela bola e o Luis não tivesse se mexido pra ir atrás dela, Ganso seria tão genial assim? Pensariamos que não.

      Mas ele mete esses passes toda hora. O negócio é que só tem perna de pau jogando do lado dele. E se ninguém acompanha o raciocínio dele, é um passo errado. Mais um motivo pros cornetas cornetarem. Se o companheiro também antevê o que ele pode fazer, é ele quem é o gênio, e não o companheiro.

      Por isso amigos, deveriam dar mais valor também pro Luis Fabiano.

  4. Ganso, esse e’ o nome atual do time,
    detona, cria, assistencias,
    pena que ao seu lado tem mediocres que nao se aproveitam disso,
    nem sempre, se tiverem com a tomada no GAnso, o Ganso
    os alimenta, e os coloca nos holofotes, esse nao precisa disso
    ja’ e’ um imenso holofote dentro de campo.

    • Dar bronca no Boschilla, e’ uma coisa absurda, e ultrajante
      para um garoto promissor, que esta’ apenas comecando.
      ???? Agora, no pipokkka que cansa de fazer o que bem entende
      dentro de campo, se colocando n x em off sides, e nao acompanhando
      nada de nada, e o tal de maicon karanguejao, e o osvaldo cai cai,
      esses podem ne’ ??????
      Vai entender.

  5. O problema é que o SPFC não tem pegada no meio campo, pois o Maicon é uma mosca morta, nem ataca, nem ajuda na defesa. Quero entender o motivo do Hudson ter sido contratado, pq não colocam o cara para jogar. Precisamos de um zagueiro, e um bom volante de marcação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.