Volpi fará exames na manhã desta quinta para avaliar lesão na mão

Entre tantas boa notícias, o São Paulo acabou terminando a vitória por 3 a 0 sobre a LDU-EQU com uma preocupação: Tiago Volpi. Isso porque o goleiro precisou ser substituído no início do segundo tempo após um choque com um adversário que acabou lesionando a sua mão direita. O camisa 1 tricolor fará exames na manhã desta quinta-feira para saber a gravidade.

– Nenhum parecer, vamos fazer o exame, torcer para que não seja nada grave. Uma pancada, mas são coisas que acontecem. Trabalhar na recuperação, primeiro vamos saber o que é. O dia também ajuda com a vitória a cabeça a ficar tranquila – disse o arqueiro antes de explicar o problema:

– É na mão, na parte superior da mão. Não teve a ver com o dedo, mas com o osso da mão. Agora é complicado falar e dar um parecer. Sem uma imagem não tem como dizer o que aconteceu. É torcer para que não seja nada grave. E depois das 12h, vamos ter um parecer – afirmou na zona mista do Morumbi, onde estava com uma tala na mão direita.

Após ser atendido por duas vezes pelos médicos são-paulinos, Volpi acreditava que tinha condições de continuar na partida, mas com o placar de 2 a 0 e uma partida complicada, importante para o clube, optou por não arriscar o desempenho do time e agravar a possível lesão em sua mão direita.

– Só me lembro de sair de soco e receber a pancada. Não sei com qual parte, se foi joelho, cabeça, que ele me acertou. Na hora, dá aquela dor da pancada, só que a gente como goleiro é acostumado a tomar pancada. Mas é aquela dor forte, que passa e continuamos no jogo. Mas foi uma dor persistente. Depois começou a ter limitação. Pedi para o jogo reiniciar para ver se tem o movimento da mão ainda. Depois, até tentei segurar uma boa e não dava mais. Em um jogo tão importante como esse, a sua principal ferramenta de trabalho não está 100%, eu preferi sair – explicou.

Volpi deixou o campo aos seis minutos da etapa final e deu lugar a Lucas Perri, que fez apenas o segundo jogo como profissional do clube. Titular absoluto, o camisa 1 quer jogar todos, porém sabe o quanto vale pensar no grupo, principalmente em uma competição como a Libertadores. Para ele, foi a oportunidade de seu reserva mostrar que está pronto para entrar.

– Questão de jogar é normal de todo goleiro. É claro que temos menos desgaste do que jogador de linha, por isso estava mais inteiro em Ribeirão. Estava apto para jogar. Na decisão hoje, ninguém quer sair. Ainda mais goleiro que é fominha. Mas falamos em grupo e temos de pensar no grupo. Não poderia ficar até o final porque não são assim que funcionam as coisas. Não queria prejudicar os companheiros. Foi o que falei para o Perri, quando ele menos esperava, que era um jogo de Libertadores, teve a oportunidade. Tem de seguir a vida, torcer para não ser nada grave. Mas se algo acontecer, o São Paulo está bem servido com o Perri e os outros goleiros.

O São Paulo volta a treinar na tarde desta quinta-feira, no CT da Barra Funda, já em preparação para enfrentar o Santos, no próximo sábado, às 19h, no Morumbi, em jogo válido pela 10ª rodada da fase de grupos do Paulistão. O Tricolor lidera o Grupo C da competição com 15 pontos.

 

Fonte: Lance

Um comentário em “Volpi fará exames na manhã desta quinta para avaliar lesão na mão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.