Vitor Bueno e Raniel vivem oscilações rumo ao San-São

São Paulo e Santos fazem o clássico San-São na noite de hoje (14), às 19h, pela décima rodada do Campeonato Paulista, no Morumbi. O duelo poderia marcar o encontro de dois jogadores que pertenciam ao rival antes desta temporada, Raniel e Vitor Bueno, mas apenas o agora tricolor deve participar da partida.

Os dois atletas vêm oscilando nos novos clubes desde que foram definitivamente trocados pelos rivais. No Peixe, Raniel teve impacto imediato, engatando uma sequência de cinco jogos como titular e marcando dois gols na vitória sobre a Inter de Limeira, pela Paulistão.

No entanto, o atacante passou mal na última partida em que atuou e desde então somou problemas e perdeu treinos. Atualmente com dores no joelho esquerdo, mas sem lesão constatada, ele sequer treinou com o grupo durante a semana e deve ficar fora clássico. Nos duelos diante do Ituano e no último jogo, contra o Delfín, o camisa 12 sequer foi relacionado.

Já Vitor Bueno está à disposição e deve ser titular do time de Fernando Diniz. Ele perdeu recentemente dois jogos, as derrotas para Botafogo-SP e Binacional (PER), mas se recuperou e já participou da vitória sobre a LDU (EQU).

Quando Cuca era o técnico do São Paulo, o clube resolveu repatriar Vitor Bueno. O jogador passou a integrar o elenco em abril. Antes, ele estava no Dynamo Kyiv (UCR). A estreia aconteceu no Brasileirão, contra o Botafogo, quando entrou no finalzinho. No entanto, ele não conseguiu render o esperado no time de Cuca (disputou 13 jogos e marcou dois gols).

Com Fernando Diniz, a partir de setembro, ele passou a ser titular absoluto da equipe, atuou em 16 jogos e balançou as redes em seis oportunidades. Neste ano, também só não atuou quando o treinador poupou alguns jogadores ou quando sofreu lesão.

O São Paulo já tinha feito o empréstimo com Vítor Bueno em 2019 com validade até o término de 2020, mas, principalmente pelo bom desempenho no fim da última temporada, o clube decidiu contratá-lo em definitivo. Por isso, surgiu a ideia de fazer um negócio com o Santos, que tinha ainda 60% dos direitos do atacante — os outros 40% são do Botafogo, de Ribeirão Preto.

Como o Alvinegro praiano tinha interesse em Raniel, o jogador foi envolvido na negociação. Assim, o São Paulo ficou com os 60% dos santistas. Para tanto, a equipe da capital cedeu Raniel, manteve a dívida que tinha com o empresário André Cury (que havia emprestado R$ 13,7 milhões para liberar Raniel), e abonou uma dívida que o Santos tinha após trazer Cueva.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO x SANTOS

Data: 14 de março de 2020, sábado

Horário: 19 horas (de Brasília)

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)

Competição: Campeonato Paulista, 10ª rodada

Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira

Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa

SÃO PAULO: Lucas Perri; Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes; Antony, Pato e Vítor Bueno. Técnico: Fernando Diniz.

SANTOS: Everson; Pará, Luan Peres, Lucas Veríssimo e Felipe Jonatan; Jobson, Diego Pituca e Sánchez; Soteldo, Arthur Gomes e Yuri Alberto. Técnico: Jesualdo Ferreira

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.