Veja como o São Paulo pretende utilizar o dinheiro da venda de Antony

A venda de Antony ao Ajax, da Holanda, acontece em um dos momentos financeiros mais delicados da história do São Paulo. No final do ano passado, o clube registrou um déficit de R$ 180 milhões. A situação agravou a pressão sobre o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.

A negociação de Antony ajuda a amenizar a situação, mas não resolve por completo os problemas enfrentados pelo São Paulo. O atacante foi vendido em uma composição financeira que pode render até R$ 134 milhões ao Tricolor, divididos da seguinte forma:

  • 16 milhões de euros (cerca de R$ 74 milhões) por Antony;
  • 6 milhões de euros (cerca de R$ 28 milhões) em caso de metas cumpridas pelo jogador no novo clube;
  • 7 milhões de euros (cerca de R$ 32 milhões) por 20% de revenda futura que o São Paulo tinha de David Neres.

O São Paulo ainda fica com 20% de mais valia, ou seja, uma porcentagem do que exceder 16 milhões de euros de uma possível venda futura de Antony pelo Ajax.

Antony, atacante do São Paulo — Foto: Renato Pizzutto/BP Filmes

Antony, atacante do São Paulo — Foto: Renato Pizzutto/BP Filmes

Destes valores, o São Paulo irá receber R$ 32 milhões à vista e R$ 74 milhões até o final do ano. Antony abriu mão de parte 10% dos direitos econômicos a que tinha direito. Os outros R$ 28 milhões dependem do desempenho do jogador no novo clube. Devem ficar para 2021.

A fatia inicial também será importante para o São Paulo ter fluxo de caixa. Um dos grandes problemas do clube no ano passado foi exatamente a falta desses recurso devido às eliminações precoces na Libertadores e na Copa do Brasil.

Antony, em treino do São Paulo — Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net

Antony, em treino do São Paulo — Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net

Já os R$ 74 milhões, que serão pagos até o final do ano, devem ser utilizados para diminuir a dívida bancária do clube. Na previsão orçamentária aprovada no ano passado, um dos principais focos para os próximos três anos é a redução desta dívida em 50% ao ano.

Contratações

Por enquanto, o São Paulo não prevê nenhum tipo de contratação para reforçar o elenco. Durante a pré-temporada, o Tricolor chegou a sondar alguns centroavantes, mas nenhuma negociação avançou.

Para a vaga que será deixada por Antony, o São Paulo apostou neste começo de temporada em Helinho. Com a lesão do atacante, Fernando Diniz passou a utilizar Pablo pelo lado direito do campo e centralizou Alexandre Pato. Neste momento, a comissão acredita que há peças dentro do elenco para suprir essas necessidades.

Fonte: Globo Esporte

5 comentários em “Veja como o São Paulo pretende utilizar o dinheiro da venda de Antony

  1. Agora vão gastar todo essa dinherama com os altos salários desses “fim de carreira” que contrataram e no final do ano estarão devendo mais de 200 milhões, anotem ai!

  2. Vender Antony é fácil.
    Eu queria era ver alguém capaz de conseguir emprestar jogadores como Hudson, Jucilei, Nene, Trellez, Jonatan Gómez, Everton Felipe, entre vários outros, sem que o clube tivesse que pagar parte dos salários deles.
    Alguns não são mais do São Paulo, mas para se livrar deles, ou clube fez acordo pagando parte dos salários, ou ainda está pagando mesmo o atleta não sendo mais do clube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.