Tricolor tenta blindar elenco em semana decisiva

O São Paulo tem como principal missão blindar o elenco em meio às fortes críticas de parte da torcida e imprensa após mais um tropeço no Campeonato Brasileiro. Iniciando uma semana decisiva na competição, o time comandado por Fernando Diniz precisa reagir domingo, contra o Athletico-PR, em Curitiba, para não deixar o heptacampeonato escapar.

Com a vitória do Internacional, neste domingo, a distância do São Paulo na liderança do Brasileirão, que já foi de sete pontos, caiu para três. Vencendo os dois jogos que tem a menos, o Atlético-MG reduz a vantagem tricolor para um mísero tento, o que acirraria a briga pelo título nacional, outrora bastante monótona, com Daniel Alves e companhia disparados na frente.

dentro das nossas características. Tomamos o gol, tivemos as chances de reverter e não revertemos”, afirmou Fernando Diniz.

“Temos que trabalhar voltados para dentro, fazer o que a gente faz. Sempre tentamos blindar, porque quando vieram os elogios, estávamos em um momento de alta, também tivemos que saber blindar, e talvez não soubemos blindar tão bem assim. Temos que trabalhar internamente, porque é com trabalho, dedicação e empenho que vamos conseguir voltar a vencer e ir atrás da conquista que o torcedor tanto merece, tanto deseja”, disse o técnico Fernando Diniz.

Coincidência ou não, a derrocada do São Paulo iniciou justamente neste período de transição política no clube, com a entrada de Julio Casares na presidência e, consequentemente, a vinda de novos profissionais tanto para o Morumbi quanto para o CT da Barra Funda. Mas, apesar das mudanças recentes, o técnico tricolor enxerga com bons olhos a chegada do novo pessoal.

“A transição está sendo bem feita, de maneira amistosa do Leco para o Julio [Casares], isso não tem nenhum problema, todos estão integrados, ajudando, fazendo o que podem, conhecendo o ambiente, sendo positivos no ambiente”, comentou Diniz.

Se serve de consolo para a torcida, nas outras vezes em que esteve pressionado por causa de eliminações ou por sequência de atuações ruins, o São Paulo reagiu, se mostrando competitivo e voltando a desempenhar um futebol convincente. Nunca foi tão importante para o Tricolor repetir essa escrita.

3 comentários em “Tricolor tenta blindar elenco em semana decisiva

  1. Blindar ? Tem é que pegar esses vagabundos pela orelha, eh só vexames, a torcida do SPFC não aguenta mais tanta humilhação, bando de IMPRESTÁVEIS que recebem muito pra EMPORCALHAR o nome e a história do clube.
    Tirando o Luciano o Bruno Alves e o Arboleda, o resto não presta nem pra limpar as chuteiras do Muricy.

    ARREMEDO de TRENEIRO, eh um PATETA DO FUTEBOL, por onde passa só faz os times passar vexames, somente um incompetente como o sr. Raí pra trazer esse FRACASSADO e ainda o manter por tanto tempo.

    V.A.G.A.B.U.N.D.O.S!!!

  2. Blindar o elenco do que? das criticas? dos xingamentos que todos merecem, e sinto muito e não foi por causa da mudança de transição da presidência e de outros que vieram assumir, foi por causa da incompetência futebolística do treinador e jogadores, que depois da derrota e eliminacao para o gremio o time desandou, perdeu tudo que havia conquistado, e sinceramente nao acredito que ganhe do Atletico PR, 1o que fora de casa e 2o é um time baixo da tabela e que ganhou de times que nos perdemos, e como futebol do Diniz e seus comandados é manjado, entao facil eles ganharem.
    E ja tinha sido vexatoria perder para Bragantino e agora em pleno morumbi perder para expressinho do santos é muita vergonha, eu sinceramente se fosse jogador do sao paulo nao poria nem a cara para fora, tem que ter vergonha na cara jogadores e seu Diniz.
    Ou ganha ou ganha contra os Brisas, ou ja era o Brasileirao, e mais para muitos ja era o brasileirao agora é ladeira abaixo.

  3. Essa manchete é uma das mais imbecis publicada mos últimos tempos. Blindar o elenco…É ridículo…Eu indago como? Não deixar os caras acessarem a internet? Proibir a entrada de repórteres no CT? Cortar a TV e o Rádio? O que mais? Blindar porra nenhuma… O momento é expor esses caras, começando pelo químico Diniz, à ira da torcida…Assim talvez eles acordem desse sono letárgico. Perder dos aspirantes do Santos é mais rídiculo que perder do Mirassol. Os portões do CT deveriam ser abertos para a torcida assistir os treinos desta semana. Afinal, a Instituição vive pela força da sua torcida. nada mais a acrescentart.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.