Tricolor de Kaká reforma Muricy e tem aproveitamento colado ao líder

A estreia de Kaká não foi como o torcedor são-paulino esperava: o time tricolor perdeu para o Goiás, por 2 a 1, apesar de o meia ter deixado a sua marca. Depois disso, no entanto, a equipe comandada por Muricy Ramalho embalou. Com o ídolo, chegou a seis vitórias e dois empates nos últimos oito jogos, assumindo a segunda colocação. O desempenho, aliás, é muito próximo do que foi apresentado pelo líder Cruzeiro até o momento.

Atual campeão brasileiro, o time mineiro soma 46 pontos, tem sete de vantagem para o São Paulo, com um aproveitamento de 75,4%. A situação do Tricolor do Morumbi com Kaká, no entanto, não é diferente. Com seis vitórias, dois empates e uma derrota, a equipe de Muricy Ramalho conquistou 20 pontos dos 27 jogados, e assim atingiu um aproveitamento de 74% nesta arrancada.

A mudança de postura do São Paulo dentro de campo também é notável. Com a experiência de alguém que foi escolhido melhor jogador do mundo em 2007, o camisa 8 comanda um quarteto ofensivo que encanta o torcedor. Ao lado de Kaká, Paulo Henrique Ganso, Alexandre Pato e Alan Kardec deixaram o time de Muricy Ramalho com cara ofensiva, priorizando as jogadas mais trabalhadas para chegarem ao gol.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

O meia Kaká é um dos responsáveis pela arrancada do São Paulo nas últimas rodadas do Brasileiro

“Estamos encontrando um padrão, uma filosofia de jogo que é interessante. É claro que tem muita coisa para melhorar, mas estamos no caminho certo”, explicou Kaká, um dos responsáveis por mudar o tradicional modelo dos times treinados por Muricy Ramalho. No tricampeonato pelo São Paulo, aliás, o atual comandante ficou famoso pela eficiência de sua defesa e a força nas jogadas aéreas.

 

Apesar da força ofensiva, o camisa 8 defende que os méritos pelo bom desempenho nas últimas rodadas não são apenas dos quatro jogadores de frente. Para reforçar a tese que a força coletiva prevalece no São Paulo, Kaká usou a goleada sobre o Botafogo, por 4 a 2, como exemplo.

“Mais uma vez vou tirar essa parte do quadrado. O Souza foi decisivo ao fazer dois gols, o Rogério foi decisivo com suas defesas, então é o conjunto que o São Paulo está formando que está impondo respeito. O Auro é um menino que está começando e indo super bem, o Osvaldo entrou bem e fez o quarto gol, então é isso que deixa o São Paulo como um time forte”, defendeu o meia tricolor.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.