SP vê duelo interno por vaga de Ceni e pressão de agentes por Cavalieri

A diretoria do São Paulo não planeja contratar um goleiro para substituir o capitão Rogério Ceni em 2014, quando este se aposentar. Neste momento, o pensamento dos dirigentes é que o elenco está bem servido com Denis e Renan Ribeiro, reservas, e que a disputa pela vaga será entre eles. Segundo a cúpula, Diego Cavalieri, do Fluminense, não interessa, apesar de ser oferecido por três diferentes agentes que têm falado com conselheiros e procurado até outros setores do clube.

Cavalieri tem contrato com o Fluminense até o fim de 2014. Aos 30 anos, o goleiro é convocado para a seleção brasileira de Luiz Felipe Scolari e tem boas chances de integrar a lista do grupo que defenderá o Brasil na Copa do Mundo do ano que vem. Ele não tem empresário nem procuradores. Segundo a diretoria do São Paulo, o fato de Cavalieri não trabalhar com qualquer agente faz com que diversos empresários tentem amarrar o negócio para conseguirem comissão.

Esses três agentes que procuraram o São Paulo para falar sobre Diego Cavalieri terão direito a comissão financeira caso levem ao goleiro do Fluminense uma proposta do clube do Morumbi que termine em contrato. Os dirigentes são-paulinos dizem que não querem mais um goleiro para disputar posição com Denis e Renan Ribeiro. Afirmam que se quiserem contratar Cavalieri no futuro, negociarão diretamente com o jogador, uma vez que sabem que este não tem empresários. Nesta quarta-feira, o goleiro convocou entrevista coletiva para negar negociação com o São Paulo.

Denis tem 26 anos e está no São Paulo desde 2009. Antes, atuou pela Ponte Preta. Apesar de reserva de Rogério Ceni, ele já tem 80 partidas pelo clube. Denis tem a confiança da comissão técnica para assumir a vaga do maior ídolo do clube em 2014. A avaliação de quem trabalha no campo é que o goleiro joga atualmente no mesmo nível de outros atletas da posição que disputam a Série A. Na diretoria, fora do futebol, há quem peça a contratação de uma opção mais experiente para o lugar de Ceni.

Renan Ribeiro, de 23 anos, foi contratado no fim do ano passado e chegou ao Morumbi em maio deste ano.  Revelado pelo Atlético-MG, foi titular entre 2011 e 2012, quando perdeu a posição para Victor, hoje herói da conquista da Copa Libertadores. Renan passou pela seleção brasileira sub-20 e participou da campanha da sub-23 nos Jogos Olímpicos de Londres. É visto com entusiasmo pela diretoria do São Paulo. Dirigentes elogiam os treinos do jovem e alguns até apostam que será ele o titular em 2014.

A diretoria ainda argumenta que a contratação de um novo jogador para a posição criaria conflito no elenco. Denis aguarda a chance há três anos, após a aposentadoria de Bosco e rejeitou propostas para deixar o clube nas últimas temporadas. Quando teve de jogar, teve boas atuações.

Os mesmos dirigentes, no entanto, não escondem que o planejamento poderá mudar caso o presidente Juvenal Juvêncio decida de forma repentina que o elenco precisa de um novo goleiro. Apesar de classificarem a hipótese como pouco provável, lembram que há menos de um mês Juvenal mandou Paulo Autuori ser demitido e contratou Muricy Ramalho sem consultar nenhum de seus aliados.

O São Paulo afirma que as ofertas pela contratação de Diego Cavalieri, que chegam à mesa da diretoria, são semelhantes às do uruguaio Martin Silva, destaque do Olimpia (PAR) na última Libertadores. O último é representado pelo agente brasileiro Régis Marques, mas foi oferecido da mesma forma.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.