SP sofre gol pelo sexto jogo seguido e fica com missão difícil na Liberta

O empate do São Paulo com o River Plate por 2 a 2, quinta-feira, no Morumbi, foi o sexto jogo seguido no qual o time foi vazado. Nessas partidas, a equipe sofreu 10 gols: média de 1,66 por atuação.

São Paulo 2 x 2 River Plate;
Santos 2 x 2 São Paulo;
São Paulo 1 x 1 Bragantino;
São Paulo 3 x 1 Fluminense;
Atlético-MG 3 x 0 São Paulo;
São Paulo 2 x 1 Corinthians.
De acordo com o historiador Alexandre Giesbrecht, o time não sofria gols em sequência dessa maneira desde setembro de 2017, sob comando de Dorival Júnior. Na época, a equipe foi vazada em dez partidas.

O empate do São Paulo com o River Plate por 2 a 2, quinta-feira, no Morumbi, foi o sexto jogo seguido no qual o time foi vazado. Nessas partidas, a equipe sofreu 10 gols: média de 1,66 por atuação.

São Paulo 2 x 2 River Plate;
Santos 2 x 2 São Paulo;
São Paulo 1 x 1 Bragantino;
São Paulo 3 x 1 Fluminense;
Atlético-MG 3 x 0 São Paulo;
São Paulo 2 x 1 Corinthians.
De acordo com o historiador Alexandre Giesbrecht, o time não sofria gols em sequência dessa maneira desde setembro de 2017, sob comando de Dorival Júnior. Na época, a equipe foi vazada em dez partidas.

Agora, o São Paulo vai decidir a classificação para as oitavas de final fora de casa. Os dois próximos jogos são confrontos diretos com LDU (próxima terça-feira, no Equador) e River Plate (dia 30, na Argentina). O time fecha a fase de grupos contra o Binacional, no dia 20 de outubro, no Morumbi.

Ou seja, para passar de fase sem depender de outros resultados, o São Paulo precisará no mínimo vencer um dos dois líderes do grupo em uma espécie de mata-mata antecipado. Caso vença a LDU, o Tricolor já ultrapassa o rival equatoriano, entra na zona de classificação e fica dependendo das próprias forças para se classificar.

Além disso, o Tricolor não poderá apenas empatar em pontos com o River, pois os argentinos têm vantagem no saldo de gols (5 a 2) por causa da goleada de 8 a 0 no Binacional.

Se perder ou empatar com a LDU, o São Paulo fica praticamente obrigado a bater o River Plate na Argentina. Uma vitória contra os equatorianos, por outro lado, deixa o time dentro da zona de classificação.

Em 2020, o São Paulo tem o seguinte desempenho como visitante: 11 jogos, quatro vitórias, dois empates e cinco derrotas. Aproveitamento de 42,4%.

Palmeiras 0 x 0 São Paulo;
Ferroviária 1 x 2 São Paulo;
Santo André 2 x 1 São Paulo;
Oeste 0 x 4 São Paulo;
Binacional 2 x 1 São Paulo;
Botafogo 1 x 0 São Paulo*;
Guarani 1 x 3 São Paulo*;
Vasco 2 x 1 São Paulo;
Sport 0 x 1 São Paulo;
Atlético-MG 3 x 0 São Paulo;
Santos 2 x 2 São Paulo.
*jogos em que o time atuou com reservas

Fonte: Globo  Esporte

Um comentário em “SP sofre gol pelo sexto jogo seguido e fica com missão difícil na Liberta

  1. Me desculpem, mas com esse time e sem treinador fica impossivel reverter a situação, portanto vamos torcer para não ser rebaixado no brasileiro, a não ser que aconteça um milagre do tamanho do morumbi nós seguiremos na libertadores.
    E vamos esperar que a proxima administração faça alguma coisa para colocar o São Paulo FC no lugar de onde nunca deveria ter saido.
    Não estou dizendo que o Dinis ér um pessimo treinador, só que para jogar como ele quer o São Paulo FC tinha que ter uma base igual ao Barcelona do Guardiola e aqui só tem cabeça de bagre, o São Paulo FC não tem um craque se quer, alguem vai dizer e o Daniel Alves, esse nunca foi craque e sim um bom jogador.
    Esses foram craques: Zizinho, Gerson, Ademir da Guia, Rivelino, Zito, Pele, Mauro, Canhoteiro, Roberto Dias, Zico Djalma Santos, Niton Santos e muitos outros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.