SP decide não entrar com pedido de anulação do jogo contra o Ceará

Após mais uma polemica envolvendo a arbitragem, o São Paulo tomou a decisão de não entrar com o pedido de anulação da partida contra o Ceará. Apesar de entender que uma eventual solicitação seria acatada, o Tricolor entende que seria beneficiado por uma falha do juiz em campo, mesmo que tenha conduzido mal a situação.

O que aconteceu foi que, durante a partida, o atacante Pablo marcou gol em posição irregular e teve seu gol anulado. Entretanto, após intervenção do VAR, o gol foi validado. O jogo foi reiniciado, mas o árbitro foi novamente chamado pela cabine de vídeo e voltou atrás, anulando definitivamente o gol, o que vai contra as regras do jogo uma vez que já havia sido dada continuidade à partida.

O São Paulo publicou, em nota oficial, seu posicionamento. E acredita que conseguiria cancelar o resultado da partida. Mesmo assim, optou por não fazê-lo, entendendo que seria beneficiado por um erro e afirmando não querer deixar nenhum asterisco em sua história. Mas pede que o uso do VAR seja revisto no Brasil e para que haja maior capacitação dos árbitros.

Neste sábado o Tricolor enfrenta o Bahia pela 23ª rodada. A equipe de Fernando Diniz ainda tem dois jogos atrasados, contra Goiás e Botafogo.

Confira a nota oficial do São Paulo

“Jogamos futebol porque acreditamos nesse esporte como meio de atingir a felicidade. O futebol é, no Brasil, a maior expressão do povo brasileiro. E este esporte, os clubes de futebol e os campeonatos só existem por causa da paixão – para quem não sabe, é disso que o futebol é feito e é isso que o mantém vivo, de geração para geração.

Ocorre, no entanto, que acontecimentos como o presenciado nesta quarta-feira (25), na Arena Castelão, em nossa partida contra o Ceará, estão ferindo e fazendo sangrar, dia após dia, a paixão pelo futebol.

O São Paulo deixa claro que sabe que houve impedimento no lance e que a decisão correta seria a anulação do gol, mas alerta que isso não implica na inexistência do indiscutível erro de direito que veio a seguir e que justifica esta nota.

O erro da arbitragem foi algo acima de interpretação, que incorre em descumprimento de regra básica do jogo: o próprio Livro de Regras, que embasa a arbitragem brasileira e é documento público disponibilizado pela CBF, afirma que não se pode alterar uma decisão após o reinício da partida. Vimos o contrário acontecer, no entanto.

Em nota oficial publicada na noite desta quinta-feira (26), a Comissão Nacional de Arbitragem da CBF não só atestou que houve, sim, uma alteração da decisão do VAR após o reinício do jogo, como também relatou que houve uma falha de comunicação entre o árbitro Wagner do Nascimento Magalhães e o VAR causada por uma comunicação paralela e simultânea entre o árbitro de campo e o quarto árbitro.

É preciso, hoje, que um clube diga com clareza que a aplicação do VAR precisa ser revista no Brasil. A tecnologia é bem-vinda, mas precisa ser bem aplicada. Todo o futebol brasileiro se beneficiará de mais capacitação, transparência e de maior clareza quanto às diretrizes que embasam as decisões. Precisamos cuidar do futebol brasileiro.

Vale lembrar que esta não foi a primeira vez em que o São Paulo foi prejudicado em uma decisão de jogo que envolveu o VAR. Há três meses tivemos um atleta agredido no Morumbi em clássico contra o Corinthians em lance que não resultou em punição para o agressor, e também um gol de Luciano contra o Atlético-MG em que a tecnologia de vídeo apontou impedimento equivocadamente – erro posteriormente assumido pela Comissão Nacional de Arbitragem.

Como futebol é feito e vive de paixão, o São Paulo aproveita o momento para relembrar do que este clube é feito em sua essência. Este clube tem princípios, é balizado pela retidão de conduta e se orgulha de fazer o correto. Por isso, não ingressará com o pedido para anulação da partida apesar de ter a segurança que o pleito seria aceito uma vez que houve evidente erro de direito e descumprimento de regra básica do jogo.

O São Paulo não quer, no entanto, se beneficiar do que teria sido um erro. Nos orgulhamos de nossa história incontestável e sem asteriscos, e assim a manteremos”.

17 comentários em “SP decide não entrar com pedido de anulação do jogo contra o Ceará

  1. Dois pesos e duas medidas. Gol em impedimento do Jô, a bola resvalou de leve na cabeça do Pratto e eles, jornalistas corintianos, disseram que o gol foi válido por causa disso; no gol do Pablo, a bola toca no jogador do Ceará, aí eles dizem que esse toque não tira o impedimento. Vai entender o critério desses analistas demagogos que gostam de jogar pra plateia dos times de massa.

  2. Parabéns ao São Paulo. Foi muito bem nessa. Saiu bem na fita, jogou o abacaxi no colo da CBF e ganhou muitos pontos politicamente. Sempre vai ser lembrado como o clube que salvou esse campeonato do tapetão. Uma dívida que constrange a CBF.
    Rui Barbosa: “A justiça pode irritar-se porque é precária. A verdade não se impacienta, porque é eterna.”

  3. Sobre o gol que todos falam que estava impedido; o “analista” da @GloboLixo disse que para tirar o impedimento o jogador da defesa tem que tentar tirar a bola e que no caso a bola bateu nele.

    Só vi o lance uma vez, não tenho estômago para programas esportivos, mas nesta única vez, pareceu-me que o defensor esticou a perna para interceptar a bola.
    Neste caso, do defensor esticar a perna, e segundo o “analista” global, o gol foi legal.

  4. Boa tarde tricolores,
    Eu não esperava nada diferente disso, não faz sentido brigar por algo em que não houve prejuízo uma vez que o gol foi anulado corretamente, mas devem ser punidos os árbitros e os nossos jogadores e treinador que erraram demais.

  5. Respeito os amigos, mas acho que o clube agiu conforme a história de um Tricampeão Mundial!!!

    Alguns pontos tem que ser levado em consideração, levar a justiça não quer dizer que o SPFC ganharia a causa (eles não iriam anular nada pode ter certeza), ainda que anulasse o jogo não é garantia de vitória em um novo jogo, pelo contrário do jeito que o time está jogando poderíamos até perder o jogo, se ganha, ganha de um lance Irregular….

    Não somos o time da Marginal, somos o SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE TRICAMPEÃO MUNDIAL!!!

    E tenho que elogiar a nota enviada, foi perfeita!!!

    Contra tudo e contra todos aqui é TRICOLOR!!!!

  6. Essa é a Administração de Leco e Ongueiro.

    Em tempo: pode até não ser moral, mas era legal. Tendo em vista que fazem o SPFC de gato e sapato, tinha que ir até o fim nesse caso.

    Quando você demonstra fraqueza, você atrai agressão!

  7. Sem comentários, se fosse pro urubus ou galinhas já tinha até data pro novo jogo.
    Quero ver se esses 2 pontos fizeram falta pra sermos campeões o que esses merdas vão falar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.